Flamengo é o líder isolado jogando como visitante. Atuando no Maracanã, clube despenca na classificação; Sem bilheteria, receita de sócio-torcedor cresce

0 Flares Filament.io 0 Flares ×

(Imagem: Alexandre Vidal / Flamengo)

Jogando fora de casa, o Flamengo é o líder isolado na classificação do Campeonato Brasileiro. São 20 pontos: seis vitórias, dois empates e duas derrotas. Bem distante aparece o Palmeiras, com 15 pontos.

O time da Gávea fez mais pontos jogando como visitante do que como mandante. No Maracanã, foram 15 pontos conquistados: quatro vitórias, três empates e duas derrotas, e apenas o 10º melhor aproveitamento. O líder é o Atlético-MG com 23 pontos.

É um dado significativo, tendo em vista que na história da edição de pontos corridos, o clube campeão foi também o melhor visitante em 13 de 17 campeonatos. Sendo que esse percentual é de 100% nas últimas nove edições. Quer dizer, é bom negócio ser o melhor visitante do Brasileiro. Mas em casa o time precisa ser soberano.

Contudo, chama atenção o desempenho pífio jogando no Maracanã. O estado do gramado é sem dúvida peça desse quebra-cabeça. A ausência da torcida também deve ser levada em consideração. O Flamengo, que jogava sempre para mais de 60 mil todo jogo, agora tem que conviver o silêncio da arquibancada.

Sem torcida, sem renda.

De janeiro a setembro, o Flamengo obteve uma receita de R$ 21,8 milhões, sendo que futebol com torcida foi até a metade de março, conforme balancete divulgado pelo clube no último dia 30 de outubro. No mesmo período do ano passado, a arrecadação foi de R$ 61,6 milhões.

Dentro de campo, em 2019, o Flamengo foi soberano jogando no Maracanã. A equipe não perdeu diante de sua torcida. Foram 17 vitórias e dois empates no Campeonato Brasileiro.

Por outro lado, a receita do sócio-torcedor aumentou, em relação ao mesmo período do ano passado, graças ao aumento no valor dos planos, apesar da queda no número de associados. Em setembro de 2019, o clube tinha 125 mil sócios. Agora, em novembro, o número é de 74,1 mil associados. Em receita, o “Nação Rubro-Negra” passou de 39,8 milhões para R$ 52,5 milhões nos primeiros nove meses do ano.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.