CBF altera protocolo do Brasileiro: Quem testou positivo há 10 dias não está transmitindo o vírus, mesmo com exame recente positivo

0 Flares Filament.io 0 Flares ×

Causou estranheza na noite dessa terça-feira (11), véspera da segunda rodada do Campeonato Brasileiro, uma espécie de recurso contra uma testagem positiva para o novo coronavírus, impetrado pelo Atlético-GO na CBF, para que quatro dos seus atletas, que testaram positivo, sejam liberados para o jogo de hoje contra o Flamengo.

Isso porque, após exame realizado no domingo, foi constatado que quatro atletas da equipe goiana testaram positivo para a Covid-19.

Contudo, o clube alega que o PCR confirmou positivo há mais de 10 dias. A Comissão Médica a CBF acatou o recurso e o protocolo será atualizado nessa quarta (12), segundo o portal UOL.

Trata-se de uma nova diretriz baseada em um estudo extenso do CDC [Centro de Controle e Prevenção de Doenças – agência do serviço de saúde dos Estados Unidos] e já reconhecido pela Organização Mundial de Saúde – OMS. Nela, os especialistas afirmam que uma pessoa com PCR positivo para covid-19 em teste realizado há mais de 10 dias não está transmitindo o vírus, mesmo que um PCR mais recente aponte positivo, como foi o caso.

Segundo Jorge Pagura, chefe médico da CBF, não se trata de uma manobra, mas de comprovação científica:

– Tem PCR positivo? A gente tira do jogo, da viagem. Se nos mostrar que já teve PCR positivo há mais de dez dias e com um exame de laboratório de alta confiabilidade, há a liberação. Não é manobra. Estão liberados do ponto de vista médico. É decisão médica baseada em estudo sério -, finalizou.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.