Domènec Torrent une “DNA cruyffista” com um Flamengo sedento por vitórias, conquistas e por amassar o adversário

0 Flares Filament.io 0 Flares ×
(Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)

O Flamengo experimentou uma gota do cruyffismo com Jorge Jesus. E agora, com Domènec Torrent, o Rubro-Negro mergulha de cabeça nas ideias de Johan Cruyff. Foram onze anos bebendo na fonte do treinador mais cruyffista da atualidade, Pep Guardiola.

Na coletiva de apresentação nessa segunda-feira (3), Torrent reafirmou um desses princípios: “Prefiro ganhar por 4 a 3 e não por 1 a 0. É importante também para o torcedor. O Flamengo é ganhar, ganhar, ganhar, mas é importante como ganhar, não somente ganhar”, exatamente uma das falas de Jorge Jesus.

O DNA cruyffista de está na veia de Domènec: futebol de posse até a desorganização do adversário, obcecado por atacar, onde os movimentos ofensivos são construídos desde o campo de defesa, além da marcação alta, que se une ao espírito vencedor do Flamengo, sedento por gols, vitórias, conquistas e por amassar o adversário.

– Mas para mim o estilo não é a formação, o estilo é querer ter a bola, querer ser ofensivo, querer ser ganhador. É impossível estar no Flamengo e não ser ganhador. Levamos isso na alma, no sangue. Vamos respeitar muito o trabalho feito pelos jogadores e mudar pouco a pouco. Não vamos ser como um elefante entrando em um quarto pequeno. O trabalho de Jorge Jesus foi fantástico e temos que aproveitá-lo, disse.

Foi impossível não ser conquistado pelas palavras do catalão. O novo treinador Rubro-Negro reconheceu que, quando o Flamengo chama, você não pode dizer não:

– Foi fácil para mim quando eles me falaram do interesse. Eu tinha ofertas na Europa e na América também, mas quando me falaram do interesse do Flamengo, eu pedi pra parar tudo. Quando o Flamengo te chama, você não pode dizer não.

Disse ainda que a primeira equipe brasileira que vem a cabeça quando fala-se de futebol brasileiro é o Flamengo:

– Eu não sei se o Brasil sabe o quão respeitado o Flamengo é fora da América. O Flamengo é muito respeitado na Europa. na Espanha, quando falam de equipe brasileira, a primeira que temos na cabeça é o Flamengo. Então, quando me falaram do Flamengo, eu disse ‘para tudo’. Primeiro é o Flamengo. É minha primeira opção, declarou o catalão.

Por fim, Torrent revelou que conversa com Pep Guardiola com frequência e que não poderia deixar de passar essa oportunidade de treinar o Flamengo:

– Falo com Pep com frequência. Ele quando soube do interesse do Flamengo, me disse para não deixar passar a oportunidade, pois é um dos maiores clubes do mundo. Ele me animou a aceitar esse desafio que é algo que acontece uma vez na vida, finalizou.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.