Flamengo sobrevive e tem prejuízo de R$ 26 milhões no primeiro semestre

0 Flares Filament.io 0 Flares ×

Os efeitos da pandemia do novo coronavírus e a paralisação de todos os campeonatos em meados de março começam a aparecer nos balanços financeiros dos clubes brasileiros.

O Flamengo divulgou seu balanço do 1° semestre com um déficit de R$ 26 milhões, contra um superávit de R$ 38 milhões no mesmo período no ano passado. É o pior resultado desde 2013, quando o clube teve um prejuízo de R$ 10 milhões.

O clube teve nos primeiros seis meses uma receita de R$ 320 milhões contra R$ 397 milhões do ano passado.

Confira:

Merece observação o fato de que a verba pesada dos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro entrará forte no segundo semestre, com o adiamento do principal campeonato inteiramente para agosto.

Chama atenção do Corinthians, que teve um resultado de R$ 310 milhões e um superávit de R$ 4,3 milhões, reconheceu R$ 95 milhões de receita de transmissão de TV, mesmo sem receber toda essa verba.

Pelo Campeonato Paulista é pago R$ 24 milhões pela TV Globo a cada equipe. Ou seja, nem de longe chega aos R$ 95 milhões dispostos no balanço financeiro.

É importante dizer que o valor da venda do zagueiro Pablo Marí ao Arsenal também não entrou nesse balanço, que deve ser finalizada oficialmente na abertura da janela europeia, para que o clube inglês não descumpra as regras do fair play financeiro.

Da mesma forma, em condições normais, a premiação do Campeonato Carioca e a venda da transmissão da decisão para o SBT apareceriam no documento financeiro do primeiro semestre, contudo, o Estadual só foi encerrado em julho. Dessa forma, esses valores irão aparecer daqui a três meses, no próximo balanço.

CONTAS A RECEBER

Com a paralisação dos jogos em virtude da pandemia do novo coronavírus, o Flamengo teve uma queda acentuada na bilheteria:

NA VARIAÇÃO CAMBIAL, FLAMENGO TEM PREJUÍZO DE R$ 18 MILHÕES

Os efeitos do câmbio em moedas estrangeiras, especialmente o euro e dólar, mereceram atenção do Flamengo. No balanço o clube descreve o hedge natural, quando a proteção contra as variações de preço acontece naturalmente, para não ter desequilíbrio financeiro. Ou seja, o clube acredita que, por ter tanto recebíveis quanto contas a pagar em moedas estrangeiras, estas operações vão se compensar naturalmente.

Contudo, o Flamengo teve R$ 55 milhões de variação passiva e R$ 37 milhões de variação ativa. Isso quer dizer que R$ 18 milhões foi o déficit entre o que o clube pagou e recebeu em moedas estrangeiras.

FUTEBOL TEM LUCRO

Caso o futebol fosse uma empresa à parte, o clube teria lucro. No mesmo período de 2019, a receita apenas do futebol foi de R$ 378 milhões, resultando em um superávit de R$ 93 milhões. Já em 2020, receita foi menor, de R$ 296 milhões, mas com lucro de R$ 52 milhões. Há uma rubrica com “Outros”, que não há maiores explicações, mas que tiveram um déficit de R$ 47 milhões.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

One thought on “Flamengo sobrevive e tem prejuízo de R$ 26 milhões no primeiro semestre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.