Em estudo tradicional, banco analisa finanças do Flamengo: “Abriu distância considerável, sem sinal no retrovisor”; confira a análise

0 Flares Filament.io 0 Flares ×

O Itaú BBA divulgou nessa terça-feira (28), o tradicional relatório anual sobre as finanças dos clubes brasileiros. Pelo décimo primeiro ano consecutivo, o banco traz um resumo individualizado da situação de cada equipe do futebol brasileiro.

“Depois de anos esperando por isso, finalmente o Flamengo conseguiu chegar à união entre equilíbrio financeiro e conquistas esportivas, coroando um trabalho iniciado em 2013”, destaca trecho do relatório.

E prosseguiu: “Enquanto adversários tradicionais ainda optam por estratégias de curto prazo, gastando o que não tem pela glória da conquista imediata, sem pensar na sustentabilidade do clube, Flamengo, Palmeiras e Grêmio deixaram rivais para trás, cada um ao seu modo. Porque cada modelo é diferente a depender da necessidade e das possibilidades, além das ferramentas disponíveis”.


RECEITA

O Flamengo é o destaque absoluto nas Receitas Totais, com crescimento de 50%. Na sequência o Palmeiras surge com uma pequena queda, e representando 76% da receita Rubro-Negra. Assim como no ano anterior, há um descolamento entre os dois maiores clubes em relação aos demais, com uma diferença: o Flamengo abriu distância considerável.

Depois há um segundo bloco de 6 clubes que vai do Inter ao Athletico, com receitas entre R$ 300 milhões e R$ 400 milhões. A receita média desse bloco é de 45% da receita do Flamengo e 60% da receita do Palmeiras. Abriu-se uma distância que coloca os dois líderes em posição competitiva bastante confortável.


ANÁLISE INDIVIDUAL

O documento destaca o crescimento explosivo das receitas do Flamengo de 172%. No ano em que o Rubro-Negro conquistou a Libertadores, Brasileiro e Carioca, o clube teve impactos relevantes de receita de TV (inclui premiações de Libertadores), Venda de Atletas e Bilheteria/Sócio Torcedor. O elenco mais forte teve um reflexo no custo: aumento de 153% em investimento. Ou seja, abaixo do crescimento de receitas.

Flamengo: “Nem sinal no retrovisor”


Confira a avaliação de cada clube em poucas palavras, na ordem da classificação do Campeonato Brasileiro:

1º Flamengo: Nem sinal no retrovisor
2º Santos: E se o acaso não proteger?
3º Palmeiras: Ajustando rotas para retomar eficiência
4º Grêmio: Os resultados de uma gestão eficiente
5º Athletico-PR: Quem segura o Furacão?
6º São Paulo: Vivendo há 10 mil anos atrás
7º Inter: Caminho longo e tortuoso
8º Corinthians: Desastre à vista
9º Fortaleza: De grão em grão
10º Goiás: Controle Total
11º Bahia: O passo que a perna pode dar
12º Vasco: As chances estão diminuindo
13º Atlético-MG: Em algum lugar do passado
14º Fluminense: Tempestade à vista
15º Botafogo: Dramático
16º Ceará: No rumo certo
17º Cruzeiro: Como será o amanhã?
18º CSA: (Sem balanço)
19º Chapecoense: (Sem balanço)
20º Avaí: (Sem balanço)

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.