Flamengo firma parceria com o SESC e Bernardinho é o novo treinador do vôlei feminino Rubro-Negro

0 Flares Filament.io 0 Flares ×

Bernardinho abriu a coletiva na manhã dessa sexta-feira (17) dizendo ser um momento histórico, a união entre Flamengo e o SESC, para a disputa da Superliga Feminina de Vôlei. E relatou que as conversas para a parceria com o clube da Gávea acontecem há alguns anos:

“É um momento histórico. Há algum tempo conversávamos sobre essa possibilidade, em total alinhamento com o Sesc. E o fruto serão vitórias no campo. A força e a penetração, essa capilaridade que o Flamengo traz vai certamente nos fortalecer na nossa missão. A ideia é unir a nossa experiência técnica, nossa capacidade, com tudo aquilo que o Flamengo oferece, como estrutura, uma base de praticantes e, obviamente, a força da marca, que será fundamental. Conseguimos juntar um projeto longevo e vitorioso como o Sesc RJ com o Flamengo, um clube tão tradicional, que já teve muita história, muitas vitórias no vôlei no passado, e que retomou esse caminho recentemente”,  Estamos prontos para construir o maior projeto que vai inspirar muita gente no Brasil afora” – disse o treinador.

Rodolfo Landim, presidente do Flamengo, destacou a figura de Bernardinho à frente do projeto:

“Estamos reunindo Flamengo, Sesc, tendo um dos maiores vencedores do esporte brasileiro, um dos maiores ícones, que é o Bernardinho. E isso dá a dimensão do Flamengo. Prazer enorme de poder fazer isso, um projeto vencedor no vôlei, no qual queremos colocar muita energia, força. É um primeiro passo para o que a gente espera ser uma parceria de longo prazo”, disse o mandatário Rubro-Negro.

Bernardinho citou Jorge Jesus e diz que se emocionou ao ter sido lembrado pelo treinador do futebol do Flamengo em um jornal português: “Não sabia que ele me conhecia”. E lembrou de uma atitude do Mister, quando o Flamengo ganhava de 4 x 0 do Grêmio e cobrou um jogador: “No ano passado, o Flamengo estava ganhando o Grêmio, se não me engano por 4 a 0, faltou cinco minutos para terminar o jogo, algum jogador fez uma besteira qualquer e o Mister então foi difícil para cima dele. Os comentaristas: “poxa, isso sim é postura”. Quando eu fiz [isso] eu era um destemperado”.

O vice-presidente de esportes olímpicos, Delano Franco, indicou que o clube pretende atrair a iniciativa privada e considera viável a negociação de patrocínios em conjunto entre futebol e vôlei:

“Em geral, negociamos as cotas de patrocínio por modalidade, o que é mais comum. Hoje, temos uma exceção a essa regra, que é o BRB, do basquete e que entrou com força no futebol. Não é praxe, mas, com o perfil dessa nova parceria e a visibilidade envolvida, de é possível que isso se torne mais comum”, destacou.

A ideia também é transformar o Maracanã em um complexo centro poliesportivo, caso o Rubro-Negro siga como administrador do espaço. Embora inviável no momento, por causa da pandemia, os jogos no Maracanãzinho serão uma realidade:

“Nessa fase da pandemia, sem púbico, é natural que façamos jogos no ginásio da Gávea. Com a volta do público, queremos usar o Maracanãzinho. Somos concessionários e estamos em situação de renovação com o Flamengo. Pode ser que a concessão seja estendida para além de novembro, mas o processo está em curso. O Flamengo não esconde de ninguém que tem interesse de estender sua participação por 25 anos. Até início de novembro, sim (usaremos), se tivermos público. Depois, dependerá da extensão. Queremos colocar um centro poliesportivo. Se pegamos o Complexo, queremos transformar um ambiente que o torcedor frequentará, para ir ver o futebol e os outros esportes, e montar restaurantes. Um espaço para o rubro-negro no futuro”, afirmou o presidente do Flamengo.

Landim também afirmou que, da mesma forma que viu Jorge Jesus sua “alma gêmea”, também enxerga em Bernardinho o mesmo sentimento de que não interessa o estágio, sempre é possível melhorar:

“Atitude é algo muito importante na vida. Essa vontade de sempre trabalhar para buscar os detalhes, a melhoria contínua, de forma intensa. Quando conheci o Jesus, falei, encontrei um cara que é minha alma gêmea, ele é igual a mim na forma de fazer as coisas. E o Bernardinho e Jesus também são muito parecidos na forma de encarar a vida, sempre dá para melhorar, encontrar falhas para evoluir. Quem nunca está confortável com a situação que está. Essa atitude talvez seja o que o levou a esse sucesso todo na vida. É a cara do Flamengo, essa vontade de sempre ganhar disputar e melhorar”, concluiu.

(Fotos: Marcelo Cortes / Flamengo)

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

4 thoughts on “Flamengo firma parceria com o SESC e Bernardinho é o novo treinador do vôlei feminino Rubro-Negro

  1. Estou meio dividido sobre essa parceria. O SESC tem muito mais projeção no mundo do voley atualmente do que o Flamengo. Quando for campeão, quem terá sido campeão para o povão? O Flamengo ou o SESC?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.