Análise do jogo: Carioca 2020 – 2º jogo da final: Flamengo 1 x 0 Fluminense; Mengão bicampeão Estadual

0 Flares Filament.io 0 Flares ×

O Flamengo segue como dono absoluto no futebol carioca. Jogando com juniores no primeiro turno e com os titulares no segundo, o Rubro-Negro conquistou de forma categórica e indiscutível seu 36º título do Campeonato Carioca, ao vencer o Fluminense por 1 x 0 nessa quarta (16), após triunfar no primeiro jogo por 2 x 1.

Nos últimos 25 anos, enquanto Fluminense (3), Vasco (4) e Botafogo (5), juntos, somam 12 conquistar, no mesmo período, o Rubro-Negro chegou a 13, após o bicampeonato desde ano.

Após dois jogos ruins, finalmente o Flamengo voltou a exibir uma boa atuação. O patamar que a equipe chegou é tão extraordinário, que mesmo tendo uma atuação de bom nível no primeiro tempo, que faria frente a qualquer adversário, gerou questionamentos. O Rubro-Negro é vítima do seu próprio sucesso e da sua régua de atuação.

A equipe voltou a apresentar talvez a principal característica do time de Jorge Jesus: a marcação avançada e pressão na saída de bola, coisa que não aconteceu em nenhum momento nos dois últimos jogos. Com esse pilar novamente fundamentado, o Flamengo beirava os 70% de posse de bola. Faltou o gol para desmoronar o adversário.

Evidente que peças, especialmente os quatro ofensivos, precisam estar melhores em suas condições técnicas. O próprio treinador Jorge Jesus reconheceu que o time precisa melhorar, pois não atingiu o nível do ano passado.

Outro ponto é que o Flamengo precisa aprender a jogar com Pedro em campo. É um excelente jogador, faro de gol, quase voltou a marcar nessa quarta, mas a equipe perde em mobilidade quando não tem Gabigol. E sem Bruno Henrique e Arrascaeta em má fase, a mobilidade fica prejudicada.

O segundo tempo foi bem ruim. O Fluminense parecia não precisar do resultado e mais uma vez se recusou a jogar contra o Flamengo, até por falta de opções. O tricolor praticamente não ameaçou o Diego Alves. Odair ainda tentou algumas substituições, mas só pioraram a equipe.

Em 21 pontos disputados entre os dois treinadores, Jesus ganhou 19 pontos. O que fica evidente que Odair não encontrou a forma de parar o português.

Segundo o Sofascore, o Fluminense só teve 14% de posse de bola em seu campo ofensivo. Enquanto o Flamengo teve 41%. Sendo que 45% da posse de bola foi concentrada no meio de campo.

Confira no gráfico o amplo domínio:

(Foto: Alexandre Vidal e Marcelo Cortes / Flamengo)

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.