É hora dos clubes assumirem suas responsabilidades: testes, protocolos e ambiente controlado não podem ser negados aos seus funcionários

0 Flares Filament.io 0 Flares ×

 

O Corinthians confirmou neste domingo (21), que 21 jogadores do elenco principal foram contaminados com o novo coronavírus em algum momento, durante a paralisação das atividades.

A despeito da falta de responsabilidade dos jogadores durante o isolamento, já passou da hora dos clubes assumirem suas responsabilidades. Em um ambiente controlado, com testes realizados duas vezes por semana, seguindo um protocolo de segurança rígido, já teriam identificados  os atletas contaminados há tempos e impedindo uma possível contaminação do vírus, pois 13 atletas da equipe paulistas já tiveram contato com a Covid-19 nesse tempo de paralisação.

Querendo ou não, o futebol encontrou o protocolo seguro. O Flamengo é prova disso. No dia 6 de maio, o clube realizou testes em 293 pessoas para detectar o novo coronavírus. Três jogadores foram testados positivos e dois já tiveram contato.

De lá para cá, o Flamengo caminha para a quinta semana sem nenhum jogador contaminado. Toda semana, o Rubro-Negro realiza pelo menos dois testes: sorologia, cujo resultado sai em até 15 minutos e exames de RT-PCR, que demora 72h para ter a resposta.  Além disso, um questionário, com cerca de quinze perguntas, também é feito. Dependendo da resposta, o acesso não é permitido e o atleta retorna para casa.

Quanto mais tempo os clubes se negarem a realizar testes, a trazer seus atletas para um ambiente controlado, a utilizarem protocolos de segurança, maior será o risco de ter jogadores contaminados e espalhar o vírus para seus familiares.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.