Flamengo cumpre sua responsabilidade social e “Nação Solidária” chega a 46 bairros no Rio de Janeiro

0 Flares Filament.io 0 Flares ×

O Flamengo segue dando aula de como enfrentar a pandemia dentro e fora de campo. No Ninho do Urubu, o Rubro-Negro chegou à terceira semana sem ter qualquer jogador, funcionário ou membro da Comissão Técnica contaminado. O clube virou referência para a FIFA, Conmebol e até para a Confederação Brasileira de Vôlei.

Fora de campo, o Flamengo segue dando sua contribuição social para os que estão em situação delicada, em virtude da pandemia da Covid-19. O Rubro-Negro arrecadou R$ 104 mil, atendeu mais de 2 mil famílias, distribuiu mais de 8 mil frascoa de álcool em gel, distribuiu um auxilio de R$ 55 para 922 trabalhadores informais do Maracanã e liberou sua marca para fabricarem máscaras.

Nessa semana, em mais uma ação da campanha ‘Nação Solidária’, o Flamengo realizou a distribuição de álcool em gel e máscaras de proteção nas comunidades do Fallet, Fogueteiro, Beco União e Pereira, localizadas no Centro do Rio de Janeiro. O evento, promovido pelo diretor de Relações Externas do clube, Cacau Cotta, e pela Associação de moradores ‘Comunidades Unidas’, também teve a entrega de cestas básicas, segundo informações do site oficial do clube.

Ao todo, cerca de 200 pessoas foram beneficiadas com a ação. Cacau Cotta ressaltou a importância de ajudar o próximo num momento tão complicado:

– Duas coisas me marcaram muito aqui nessas comunidades: as pessoas buscando álcool em gel e máscaras do Flamengo, mesmo com a camisa de outros times do Rio. O clube está quebrando barreiras e paradigmas do esporte”, afirmou Cacau.

O dirigente destacou como um pequeno gesto pede fazer a diferença na vida das pessoas.

– O Flamengo está seguindo a sua raiz, sua origem como um clube popular. Vimos crianças com os olhos brilhando ao ganhar as máscaras do Arrascaeta e o álcool em gel do Fla. Um gesto tão pequeno de uma instituição como o Flamengo pode se tornar grandioso ao olhar dessas pessoas.  Agradeço muito à Associação de moradores por todo o apoio que nos deram, frisou o diretor rubro-negro.

Moradora do Fallet, Maria de Fátima Menezes elogiou a ação do Flamengo num momento tão delicado como o que estamos vivendo.

– Está sendo bastante difícil. As autoridades dificilmente olham para nós, que moramos em comunidade. Por isso é muito gratificante ver o Flamengo nos ajudando em meio a essa pandemia. Hoje estamos podendo levar alimentos para dentro de nossas casas, porque é muito fácil pedir pra gente ficar dentro de casa e não nos ajudar. Com essa força que o clube está dando, graças a Deus vamos conseguir suprir algumas das nossas necessidades, disse, emocionada, a dona de casa.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.