Champions League Américas – Semifinal: Flamengo 66 x 64 Instituto Córdoba. UMA VIRADA HISTÓRICA!!!

0 Flares Filament.io 0 Flares ×

 

(Foto: Marcelo Cortes / Flamengo)

Uma noite histórica para o basquete Rubro-Negro. De forma espetacular, o Flamengo tirou uma diferença de 20 pontos no intervalo, ganhou por 66 x 64 contra o Instituto Córdoba, fechou a série em 2 x 0 e se classificou para a grande final da Champions League.

O adversário sairá do confronto entre os argentinos Quimsa x San Lorenzo. A série está empatada em 1 x 1.

Dessa forma, o Flamengo, que está invicto na competição, terá o mando de quadra na grande decisão.

A classificação para a final deve-se a dois monstros sagrados: Olivinha e Marquinhos. Juntos, a velha guarda do basquete Rubro-Negro marcou juntos 73 dos 129 pontos das duas semifinais. Ou seja, 56% dos pontos.

O Flamengo foi para o intervalo perdendo por 41 x 21. No segundo tempo, ganhou por 45 x 23 e garantiu a vitória espetacular.

O JOGO

O Instituto Córdoba largou melhor, disposto a apagar a atuação ruim ofensiva no primeiro jogo. Venceu o primeiro quarto por 19 x 12.

O pior estava por vir. No segundo período, o Flamengo ficou mais de seis minutos sem pontuar, e a equipe argentina abriu 18 pontos de diferença: 32 x 14, para finalizar em 41 x 21, com 6/12 na linha de três pontos.

Deve ter sido a primeira vez que o Rubro-Negro faz 21 pontos nos primeiros 20 minutos. E o pior: Balbi estava já com três faltas.

O vestiário pegou fogo e o Flamengo voltou revolucionário no segundo tempo. Marquinhos, até então zerado, marcou seus primeiros pontos. A equipe fez uma corrida de 7 x 0 e trouxe a torcida pro jogo: 41 x 28.

Com uma bola de três de Marquinhos, o Rubro-Negro baixou para menos de um dígito no placar: 45 x 36. Mesmo assim a equipe argentina colocou a diferença em 12 pontos: 52 x 40.

A chama da reação estava acesa, e Léo Demétrio marcou quatro pontos seguidos para inaugurar o quarto final. Com pouco mais de três minutos, o jogo já estava aberto. Após uma bola de Olivinha, o Flamengo abriu uma corrida de 12 x 0 e empatou em 52 x 52.

Com uma bola de três de Mineiro, o Rubro-Negro virou, faltando 03:20 para o fim: 57 x 54 e abriu: 59 x 54.

O final foi dramático. Com o placar apontando 63 x 61, o Instituto teve dois lances livres para empatar, mas desperdiçou um.

Marquinhos, pelo contrário, matou os dois: 65 x 62. Faltando sete segundos, o Instituto acertou os dois lances livres: 65 x 64. Foi a vez de Deryk ter dois lances, fez um e desperdiçou o outro: 66 x 64. O que resultou em último ataque para os argentinos que, por sorte, erraram a bola de três.

Para festa de Gabigol e Filipe Luís, que marcaram presença no Maracanãzinho, ao lado de Jorge Jesus e João de Deus.

CONFIRA OS MELHORES MOMENTOS:

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×