Libertadores 2020: Junior de Barranquilla 1 x 2 Flamengo

0 Flares Filament.io 0 Flares ×

(Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)

Mesmo sem quatro titulares , o Flamengo apresentou armas suficientes para vencer uma dura estreia na Libertadores. Nessa quarta-feira (4), o Rubro-Negro venceu o Junior de Barranquilla por 2 x 1, fora de casa, e largou na frente na defesa do título da competição.

É preciso reconhecer que não foi uma atuação de encher os olhos. Nem uma partida com as características próprias e já conhecidas da equipe de Jorge Jesus. Pelo contrário! Outra vez o Flamengo teve que abrir mão da sua marcação pressão, domínio na posse de bola e repertório ofensivo. E dessa vez não teve altitude ou expulsão, mas porque o adversário conseguiu impor seu jogo, até mesmo abusando do contato físico, com a benevolência da arbitragem, sempre seletiva em se tratando de Conmebol, que não expulsou Téo Gutierrez ainda no primeiro tempo.

Tendo apenas Filipe Luís como remanescente da linha defensiva da temporada passada, a saída de bola ficou extremamente prejudicada. A equipe abusou das bolas longas e errou demais. Foi um total de 70, mas com apenas 27 acertos, o que significa um dos maiores números da era Jorge Jesus, só sendo superado pelo jogo contra o River Plate, na final da Libertadores, quando o time chegou a 77 bolas longas.

Contra o Independiente Del Valle na Recopa em Quito, foram 58. No jogo de volta no Maracanã, foram apenas 40. Contra o Athletico Paranaense pela Supercopa foram 46. Pegando os jogos fora de casa das oitavas, quartas e semifinal da Libertadores do ano passado, nem de longe a equipe chegou a esse número: contra o Grêmio em Porto Alegre foram 40 bolas longas, conta o Inter fora de casa foram 60 e contra o Emelec em Guayaquil foram 43.

Não ter Arão prejudicou muito a transição defensiva, a ponto do Gérson quase entregar o outro no final do primeiro tempo. De positivo, a excelente partida de Thiago Maia. Foi o segundo com mais passes certos: 51, só sendo superado pelo Filipe Luís (58) e o primeiro que mais recuperou bolas (8). Além da linda jogada que originou o primeiro gol Rubro-Negro.

Nessa equipe, os laterais são os verdadeira construtores. Sem Rafinha, a equipe ficou torta pela esquerda, tendo em vista a fragilidade de João Lucas. O Footstats revelou isso no mapa de calor:

Antes do segundo gol, a partida ganhava ares preocupantes. Em momento algum o Flamengo conseguiu controlar o confronto. Mesmo com risco de perder ainda mais o meio de campo, Jorge Jesus tirou Arrascaeta e colocou Michael na direita. E foi por ali, após ótima saída da área de um generoso, maduro e driblador Gabigol, que a equipe chegou ao segundo gol.

Em um Flamengo que começa a dosar suas forças físicas e, porque não, dizer que ainda está em pré-temporada, faltou o treinador executar a segunda alteração após o 2 x 0 mais cedo. A entrada do Pedro e a saída de um Vitinho extenuado mais cedo, que fez outro bom jogo: deu um passe lindo para Gabigol que, por pouco, não transforma em assistência, só aconteceu aos 45 minutos, e Jesus terminou com uma substituição no bolso.

O gol sofrido no minuto final serve de alerta para a clara desatenção. Foi uma vitória importante, até pelo peso do Flamengo ser o atual campeão da Libertadores. E é bom a equipe se preparar para os próximos embates: os adversários vão dar a vida para tirar uma casquinha do Rubro-Negro e sempre buscando o embate físico, sob a subserviência da arbitragem. Principalmente porque o Flamengo não tem jogado bem e conseguindo se impor atuando fora de casa contra times estrangeiros.

Ao final do jogo, uma cena histórica: uma criança invade o campo para abraçar Gabigol. O atacante entrega seu par de chuteira e sua camisa. O jogador Rubro-Negro ultrapassou as fronteiras de paixão da torcida do Flamengo e ganhou o território sul-americano. Suas comemorações foram repetidas inclusive pelas crianças dentro do estádio. Serão pelo menos cinco anos de Gabigol no Flamengo. Impossível saber até onde essa idolatria pode alcançar.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×