Léo Pereira é apresentado e diz estar bastante motivado: “Estou com sangue nos olhos”

0 Flares Filament.io 0 Flares ×

(Foto: Paula Reis / Flamengo)

O Flamengo apresentou nessa terça (4), o sétimo reforço para a temporada. O zagueiro Léo Pereira foi contratado após a saída do espanhol Pablo Marí. O Rubro-Negro pagou 6 milhões de euros pelo atleta junto ao Atheltico Paranaense.

Mais uma vez a coletiva de apresentação do novo reforço foi marcada por declarações marcantes.

Antigamente o Flamengo convivia com salários atrasados, oferecia uma estrutura sofrível de trabalho e vivia em um ambiente turbulento, que não era atrativo a nenhum atleta.

Hoje, impressiona como o clube da Gávea tornou-se objeto de cobiça entre os jogadores, mesmo entre alguns que até chegaram a conquistar títulos no ano passado por seus antigos clubes.

Quem não vai querer jogar sempre para mais de 50 mil torcedores no Maracanã? Receber em dia? Ter uma estrutura de primeiro nível? Ser treinado por uma comissão técnica europeia? Ter craques ao seu lado? É aceitar vir pro Flamengo mesmo sem a garantia que será titular?

Léo Pereira foi campeão da Copa do Brasil pela equipe paranaense e quase foi contratado no ano passado. Era o plano A na posição. Acabou vindo Pablo Marí. E demonstrou muita motivação para estrear:

“É um privilégio muito grande vestir a camisa do Flamengo. É um lugar onde há algum tempo eu queria estar. Não se concretizou em outro momento, mas agora estou feliz. Muitos jogadores vestiram essa camisa 4 e deixaram sua marca. Meu objetivo é conquistar título para esses torcedores. Pude presenciar a festa ontem (contra o Resende) e fiquei arrepiado”.

No dia 16 de fevereiro, em Brasília, Flamengo e Athletico Paranaense disputam a final da Supercopa do Brasil. E Léo Pereira afirmou estar com “sangue no olho” para conquistar sua primeira taça:

“Não sei se vou estar em campo ou não contra o Athletico. Espero que o mister me escale e aconteça logo esse enfrentamento. Estou com sangue no olho para dar esse título inédito ao Flamengo”.

O zagueiro confessou que quase passou mal ao saber que estaria vindo para o Rubro-Negro:

“Quando soube que poderia vir para o Flamengo, quase passei mal. Chegou a baixar a pressão. Vou dar o meu melhor para o Flamengo vencer os campeonatos que disputar”.

É um Flamengo que, de fato, está em outro patamar. Jogar no Rubro-Negro virou objetivo de cobiça entre os jogadores. E eles não têm o menor constrangimento de reverberar a realização desse sonho.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.