Ninho da Nação

Do terrão para o Maracanã: o que esperar de Michael, o novo reforço do Flamengo

0 Flares Filament.io 0 Flares ×

Em poucas horas o Flamengo irá anunciar a contratação do atacante Michael.

O Rubro-Negro vai pagar 7,5 milhões de euros por 80% dos direitos de Michael, em três parcelas: fevereiro de 2020, julho de 2020 e janeiro de 2021. O contrato vai até 2024.

Michael foi considerado o jogador revelação do último Campeonato Brasileiro jogando Goiás, marcando nove gols em 35 jogos e distribuindo cinco assistências.

O Ninho entrou em contato com dois jornalistas de Goiás para contarem o que a torcida do Flamengo pode esperar do seu mais novo reforço:

Confira a análise do jornalista Gerliézer Paulo (@gerliezer):

O craque do terrão que vai jogar no Maracanã. O jovem de corpo franzino já está acostumado a superar desafios. Desde 2015, a cada ano aparece uma nova montanha, cada vez maior, pela qual ele precisa passar.

A pergunta “Será que o Michael dá conta de jogar no Flamengo” já foi bastante utilizada por críticos, torcedores e profissionais do futebol com outros substantivos próprios como Goiás, Série B e Série A. Nos casos anteriores, as respostas foram sempre afirmativas.

Ainda com cara e corpo de menino, ele disputou a famigerada terceira divisão do Campeonato Goiano pelo Monte Cristo em 2015. Foram seis jogos, nenhum gol e uma forte tendência de ser mais um garoto que tentou a sorte no futebol. Em 2016, ele reaparece, desta vez no Goiânia, da segunda divisão estadual de Goiás. Com a camisa alvinegra foram sete partidas e um gol, o primeiro dele como profissional.

O futebol desempenhado no Goiânia o levou ao Goianésia para a primeira divisão do futebol goiano em 2017. Com a camisa do azulão do vale, ele começou a sua íngreme escalada no esporte de maior paixão dos brasileiros. No Vale do São Patrício, o atacante realizou 13 partidas e marcou cinco gols, sendo três deles sobre o Vila Nova, em uma goleada por 5 a 1, no Estádio Valdeir José de Oliveira.

Ali, o jogador cavava sua oportunidade no Goiás. O primeiro ano de Michael pelo clube esmeraldino foi de muitas oportunidades, mas também bastante oscilação. Ele participou de 25 jogos, quase todos eles entrando no decorrer das partidas, mas marcando apenas um gol.

O início de 2018 foi o momento mais difícil de Michael no Goiás. Sem espaço com Hélio dos Anjos, o atacante cogitou deixar o clube para tentar a sorte em outra equipe. Mas logo o treinador caiu, e com a chegada de Ney Franco durante a Série B vieram as oportunidades e a idolatria da torcida. Michael participou de 33 jogos e marcou sete gols na campanha que levou o Goiás à elite do futebol nacional depois de três anos. Para ele foi um ano de afirmação.

Os traços peladeiros (dribles e pouca responsabilidade tática) deram lugar a um comportamento bem mais interessante, com dedicação às ordens do treinador e uma eficiência maior do potencial ofensivo. Finalmente, nós chegamos em 2019, quando Michael estoura para o futebol brasileiro. Grande nome do time alviverde no Campeonato Brasileiro e na temporada, o jogador encerrou o certame com 54 jogos, 16 gols, a artilharia do time e o interesse de inúmeros clubes do país e do exterior.

Características

Caso alguém não conheça, Michael é um jogador rápido, que joga pelos lados de campo, tanto faz esquerdo ou direito. O maior trunfo dele é o drible, seja em velocidade ou em curto espaço. Consegue fazer bem a diagonal, principalmente quando arranca em velocidade a partir da intermediária ofensiva. Em alguns momentos arrisca de fora da área. É uma característica que ele ainda está aprimorando. A personalidade é outro forte do jogador. Não tem medo de zagueiro botinudo e costuma abusar dos meigos.

Nem tudo no craque do Goiás é positivo. Michael tem certa imprecisão nos passes. Teve pouco mais de 80% de aproveitamento no Brasileirão 2019. Em alguns momentos tem dificuldades em fazer a leitura correta do lance (já foi pior neste quesito) e abusa da individualidade.

Tática

A partir de 2018, com maiores ensinamentos táticos, o jogador se tornou bom garçom e finalizador. Na Série B de 2018 foram sete gols e nove assistências (líder da competição). No ano passado, ele fez nove gols na Série A e serviu os companheiros em outros cinco. Michael atuou em diferentes esquemas táticos no Goiás, sem sofrer queda desempenho. Ele jogou no 4-2-3-1 de Ney Franco como homem de lado. E também no 4-1-4-1 de Maurício Barbieri com a mesma função. Durante alguns jogos do Campeonato Brasileiro, em que o time goiano adotou uma postura de retranca, ele fez o papel de segundo homem de ataque, sem na necessidade de recompor a segunda linha defensiva.

 

********************************************

 

Confira agora a análise do jornalista Fernando Lima (@fernandorl1972):

Michael em 23 anos. É um jogador que o Goiás descobriu no Goianésia em 2017, especialmente quando marcou três gols na goleada contra o Vila Nova por 5 x 0. Foi contratado após o campeonato goiano de 2017. Fez uma campanha tímida em 2017. Em 2018 enfrentou resistência do Hélio dos Anjos, que não curtia muito o estilo do Michael e chegou a colocá-lo no banco de reservas. Quando Hélio foi demitido, Ney Franco foi contratado e escalou o atacante de titular da equipe por entender que tinha potencial.

Ninguém vai ganhar do Michael na velocidade e no um contra um. Ele cresceu muito na recomposição defensiva, auxiliando bastante na marcação e também melhorou sua finalização. O que significa que, bastou um treinador com capacidade técnica e conhecimento, para melhorar seus fundamentos. Imagina o que não fará Jorge Jesus!

Veio do terrão, tem um espírito irreverente e moleque. É um jogador peladeiro, do melhor estilo da palavra. Não se abate quando erra um drible ou uma jogada. É um pouco fominha e também aprendeu no Goiás a ser mais coletivo. Rafael Moura marcou muitos gols recebendo diversos passes do Michael. São pontos fracos que vão precisar ser trabalhados pelo Jorge Jesus.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

One thought on “Do terrão para o Maracanã: o que esperar de Michael, o novo reforço do Flamengo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *