Sem ser comunicado da saída de Pelaipe, Marcos Braz preserva clube de uma crise inacreditável: “não me sinto enfraquecido”

0 Flares Filament.io 0 Flares ×

Marcos Braz não tem fama de executivo, não veio na leva de profissionais bem sucedidos em suas áreas que resolveram assumir o clube, mas vem revelando ser um um vice-presidente que, antes de vaidades e vontades pessoais, pensa sobretudo no Flamengo.

24h depois da saída do gerente de futebol, Paulo Pelaipe, Marcos Braz se manifestou na tarde dessa terça-feira no Ninho do Urubu. Não foi em uma coletiva, então programada com o Spindel e Pelaipe, mas um papo informal no café com os jornalistas.

De fato, o cartola revelou que não foi comunicado da decisão do clube de não renovar o contrato do então gerente, Paulo Pelaipe. Segundo Braz, ele e Bruno Spindel pediram a continuidade do trabalho diretamente ao presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, em dezembro do ano passado.

Braz teria todos os motivos para ficar insatisfeito com a forma pela qual foi conduzida a não permanência de Paulo Pelaipe. No entanto, soube colocar panos quentes e preservar o clube de viver uma crise inacreditável nos primeiros dias de 2020, justamente após um dos anos mais vitoriosos da história do clube. O dirigente reforçou que sua função é blindar o futebol de consequências da crise institucional.

Na melhor das hipóteses, é mais um episódio de grave falta de comunicação entre os próprios dirigentes do clube. Já não conseguem se comunicar para o torcedor e seu público, como no caso da tragédia do Ninho do Urubu, não é possível que, nem entre os próprios pares, não arrumaram uma forma de azeitar uma demissão de um simples gerente do futebol sem causar um repercussão desnecessária.

Bastava o presidente Landim ter uma boa condução nesse caso. Era só alinhar a não renovação do Pelaipe com Braz e Spindel – ambos pediram a permanência do gerente, e o assunto nem teria nascido.

Por fim, quem sai fortalecido e por cima dessa situação é justamente Marcos Braz, que mostrou uma serenidade e profissionalismo gigantescos. Mais uma vez.

Confira os trechos mais importantes do papo:

“Não me sinto enfraquecido. Estou muito tranquilo. Meu cargo aqui também é estabelecer confiança e tranquilidade para o futebol do Flamengo ter bons resultados em 2020”.

“Não fomos avisados. Pedimos a renovação em dezembro. Mas não foi possível. Simples. Tinha uma relação muito boa com o Pelaipe. Não vou atribuir a A, B, C. Não vou falar nomes. Minha relação com o presidente é boa. Não tenho nenhum desconforto”.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.