Ninho da Nação

NBB 2019/2020: Flamengo 103 x 83 São José. Leron Black tem contrato rescindido

0 Flares Filament.io 0 Flares ×

Na penúltima rodada do primeiro turno do NBB, o Flamengo voltou ao Tijuca e derrotou São José por 103 x 83. Com a vitória, o Rubro-Negro segue na liderança isolada do campeonato.

A equipe não contou com o pivô dominicano Eloy Vargas, que foi acompanhar o nascimento da sua filha nos Estados Unidos.

Marquinhos foi o cestinha com 20 pontos, mas os destaques foram para Mineiro, Léo Demétrio e Olivinha: cada um pegou oito rebotes.

Olivinha foi o atleta mais eficiente da noite com 18 pontos marcados, seguido por Léo Demétrio, que anotou 17.

Na armação, o mago Balbi foi o grande destaque com 13 assistências.

LERON BLACK

Oficialmente o contrato de Leron Black foi rescindido. O atleta de 23 anos, que vinha com médias de 15,8 pontos de média e 7,2 rebotes pelo Argentino de Junín não se adaptou.

O clube agora estuda alternativas para a vaga de estrangeiro. Sem o americano, o jovem Ruan ganhou quase nove minutos de quadra e terminou com seis pontos e seis rebotes.

O JOGO

O Flamengo largou na frente, com uma corrida de 13 x 2 para fazer 21 x 7 no placar. Mas viu o adversário cortar a diferença nas mãos de um velho conhecido, Duda: 23 x 18.

No segundo período, o pior momento do Rubro-Negro em quadra. Com um arremesso de Rafael, após assistência de Duda, São José empatou a partida: 27 x 27 e obrigou Gustavo de Conti a paralisar a partida. A equipe paulista chegou a virar o jogo: 31 x 29, mas viu Zach Graham, após assistência de Balbi, matar de três para recolocar o Flamengo na frente. A partida seguiu equilibrada (38 x 38), até Marquinhos voltar à quadra e, ao lado de Léo Demétrio, fazer 47 x 38 para o time da Gávea, que ainda contou com uma bola no estouro do argentino para dar números no intervalo: 49 x 38.

No terceiro quarto, o Flamengo contou com a mão calibrada de Olivinha, cestinha com 11 pontos e 100% de aproveitamento, além de quatro assistências de Balbi. Com uma bola de três de Léo Demétrio, o Rubro-Negro abriu vinte pontos de vantagem: 72 x 52, para fechar em 79 x 58.

No quarto final, com larga vantagem, Gustavo de Conti rodou o banco, utilizando Pedro Nunes, Matheusinho, Ruan, Rachel, além de Jhonatan, Deryk e Léo Demétrio, que não permitiram qualquer reação do adversário e fecharam o jogo em 103 x 83.

PRÓXIMOS COMPROMISSOS

A próxima partida pelo NBB, para garantir o primeiro lugar, será contra o Corinthians, fora de casa.

Já na sexta-feira, o Flamengo entra em quadra pela Champions League Américas. O adversário será o Instituto de Córdoba, no Rio de Janeiro, e o Rubro-Negro pode até perder por sete pontos que garante o primeiro lugar. Na partida na Argentina, vitória da equipe brasileira por 83 x 75.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

4 thoughts on “NBB 2019/2020: Flamengo 103 x 83 São José. Leron Black tem contrato rescindido

  1. A sorte dessa questão do Leron Black é que o Flamengo não está precisando de reforço pra posição 4. Quem garimpou e determinou a contratação do Léo Demétrio está de parabéns. Tem se mostrado um excelente jogador até aqui. Que continue.

    Que aproveitem pra ver se tem alguma possibilidade de substituir essa vaga de estrangeiro e esse espaço na folha pra reforçar o perímetro e deixar o time mais coeso.

    Boa partida ontem da equipe como um todo, acho que o time está se acertando. Vencendo o Instituto na sexta, o time fica numa excelente posição pra disputar as fases de mata mata jogando sempre duas em casa, já que somente San Lorenzo e Real Esteli da Nicarágua também estão invictos.

  2. Com mais uma derrota do São Paulo, o Flamengo já é o campeão do 1º turno e com todas as vantagens de mando de quadra no Super 8.
    O armador da seleção uruguaia Gustavo “Panchi” Barrera 34 anos e 1,94 e que estava do México é o novo jogador do Flamengo.
    O ala pivô Leron Black é jogador do Minas. Só falta agora ele arrebentar por lá.

  3. Mas qual o sentido do Leron sair do Flamengo e ir pro Minas? Que história estranha essa.

    O que vcs acharam da contratação do uruguaio? Conhecem o basquete dele? Boa expectativa pra reforçar o elenco?

  4. Sobre o Leron Black, o pessoal do Garrafão Rubro Negro que bateu de primeira a notícia de que ele deixaria o Flamengo, justificou, na oportunidade, o fato dele não ter se adaptado ao basquete brasileiro. Claro que é furado.
    Furado também os discursos que o Flamengo não precisava de pivôs de ofício, que a versatilidade do elenco supriria tudo, e que o Mineiro daria conta do recado e que o Deryk sempre foi armador. As duas últimas contratações, pivô e armador respectivamente, deixam claro que as tentativas fracassaram.
    O currículo do Panchi Barrera é invejável, Espanha, as duas maiores equipes Uruguaias e algumas das melhores Argentinas, como na última temporada, que ele atuou ao lado do Eloy Vargas. Eu me lembro quase nada dele, só da seleção, que ele frequentou a carreira toda, parece um jogador na curva decadente com 34 anos, eu preferiria o Luciano Parodi também da seleção só que com 23 ou 24 anos, mas que acabou assinando com o Franca.
    Falando em Franca, pode pintar uma crise. A equipe do norte paulista perdeu 4 dos últimos 5 jogos e tem a classificação pra próxima fase da LDA bem ameaçada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *