Ter o Santos vice-campeão brasileiro com uma vantagem de 16 pontos diz muito sobre o ano do Flamengo

0 Flares Filament.io 0 Flares ×

Ter um vice-campeão do nível do futebol apresentado pelo Santos, com 16 pontos de vantagem para o líder, diz muito sobre o que foi a temporada do Flamengo.

No programa Bola da Vez, da ESPN, ao ser questionado qual o jogo mais difícil da temporada, excluindo o River Plate, o lateral Rafinha confessou ter sido o Santos, no Maracanã, na vitória de 1 x 0 em golaço de Gabigol.

No jogo de volta, pela última rodada do Campeonato Brasileiro, Sampaoli tratou o jogo contra o Flamengo como se fosse uma grande final e, do outro lado, enfrentou uma equipe que nem de longe foi competitiva. Se fosse há dez rodadas, aí sim teríamos um clássico com os dois times querendo vencer o campeonato.

O trabalho do treinador argentino foi exemplar, embora não tenha deixado de passar por percalços. Basta ver que o Santos só ficou com o Brasileirão no segundo semestre pra disputar.

É importante lembrar que Sampaoli chegou em janeiro. No processo de montagem do seu estilo de jogo, uma grande novidade para todos aqui no Brasil, sofreu goleadas para o Ituano (5 x 1) e Botafogo-SP (4 x 0). Após ser eliminado do Campeonato Paulista na semifinal, caiu diante do River Plate do Uruguai logo na primeira fase da Copa Sul-Americana. Depois novamente em casa se despediu da Copa do Brasil contra o Atlético-MG, que terminou em 13º no Brasileiro.

Nem Ituano, Botafogo de São Paulo, River Plate do Uruguai e Atlético Mineiro possuem um investimento maior do que o Santos, que tem a sexta maior folha salarial do campeonato. O Flamengo, por exemplo, tem a quarta maior. Veja a fonte aqui.

E mesmo tendo somente o Campeonato Brasileiro, ainda oscilou na briga pelo título, deixando apenas Flamengo e Palmeiras polarizassem pela liderança.

Comparando, Jorge Jesus chegou na metade do ano, recebeu ainda reforços com partidas de mata-mata a serem disputadas, sofreu com diversas contusões no começo do trabalho e, praticamente sem tempo pra treinar, levou o time a conquista da Libertadores e o Brasileiro.

Em tempo recorde e de forma inédita no futebol brasileiro implantou seu estilo de jogo, contando com a inteligência do seu elenco. Não abriu mão de nenhuma competição, soube buscar alternativas dentro do próprio plantel quando perdeu importantes jogadores por lesão ou para seleção nacional, e merece todos os méritos de melhor treinador do Brasil. Sem contar a saída de Cuéllar. Quem poderia imaginar que Arão poderia se um primeiro volante e a torcida não sentiria nenhuma saudade do colombiano.

O Rubro-Negro terminou com seis vitórias a mais do que o Santos, 26 gols marcados a mais e um saldo de gols de 22 gols mais que o time da Vila. Os 16 pontos para o segundo colocado é a maior diferença da história do Brasileiro de pontos corridos, incluindo as edições com mais clubes disputando.

Imagina iniciando um trabalho de forma planejada ano que vem? Tendo tempo para treinar. Usando o Estadual como laboratório. Sem contar os jogadores que foram contratados no meio da temporada e entraram em campo sem férias. 2020 é promessa de uma temporada ainda melhor no Fla.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.