Folha de SP: Flamengo tem 67%, e Grêmio, 33% de chance de ir à final da Libertadores

0 Flares Filament.io 0 Flares ×

A Folha de SP buscou nas estatísticas das semifinais da Copa Libertadores para fazer a análise.

Confira:

“Desde 1960, primeiro ano de disputa do mais importante interclubes do continente americano, em 15 ocasiões confrontos das semifinais terminaram com a primeira partida empatada.

Em dez delas (ou duas em cada três), o time que mandou o segundo jogo classificou-se para a final: 1961, 1962, 1989, 1991, 1995, 1996, 2004, 2006 e 2008 (nesse ano, ocorreu nas duas semifinais).

Nas outras cinco (1960, 1963, 1992, 2002 e 2010), o visitante se deu melhor.

Cabe salientar que em 1960, quando o critério que leva em consideração gols feitos fora de casa como desempate estava a dezenas de anos de ser cogitado, o San Lorenzo teria se classificado se ele vigorasse.

O time argentino empatou como visitante (1 a 1) o jogo de ida contra o Peñarol, em Montevidéu, e também o jogo de volta (0 a 0), como anfitrião, em Almagro.

O regulamento da época previa nesse caso um jogo de desempate, que foi realizado na capital uruguaia. Deu Peñarol (2 a 1).

Nas demais quatro vezes que o visitante obteve a vaga na final após empatar primeiramente em sua casa, em duas delas a classificação saiu apenas nos pênaltis (Newell’s Old Boys, contra o América de Cali, em 1992; e Boca Juniors, contra o Palmeiras, em 2001).

Sem pênaltis, só o Santos de Pelé, em 1963, em um 4 a 0 no Botafogo no Macaranã (com três gols do rei do futebol), e o mexicano Chivas, com um 2 a 0 em 2010 na Universidad de Chile, avançaram à decisão na situação mencionada.

Não foram consideradas na pesquisa as edições – a maioria delas nos anos 1970 e 1980 – em que a fase semifinal era disputada em dois grupos de três equipes cada um.

Ou seja, feitas as comparações gerais e expostas as estatísticas, na teoria o Flamengo tem muito, mas muito mais a seu favor do que o Grêmio.

Na prática, precisará jogar muito futebol para suplantar um oponente duríssimo, três vezes campeão da Libertadores, e que já foi seu algoz no passado em etapa semifinal da competição, impedindo-o de chegar à decisão em 1984”.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.