Ninho da Nação

Entrevista: Gustavo de Conti, treinador do basquete Rubro Negro

0 Flares Filament.io 0 Flares ×

O Flamengo estreia nesse sábado em mais uma edição do NBB. O atual campeão brasileiro enfrentará o Minas de Leandrinho, Alex e Tyrone, fora de casa, às 12h:50min.

Este site e os leitores entrevistaram o Gustavo de Conti que, gentilmente, respondeu a cada pergunta.

Confira:

Rafael Garios: Bom dia Gustavinho, parabéns pelo ótimo trabalho, queria saber se a diretoria ainda pretende contratar um pivô experiente para essa temporada? Foi comentado até o nome do Vitor Faverani , que na minha opinião agregaria mais qualidade a essa equipe. Rumo aos Títulos LDA e NBB.

Estamos conversando muito com a diretoria a respeito do elenco. O nosso time é o que está aí, bem competitivo e com muita qualidade, com a cara do Flamengo. Estamos atentos sempre a boas oportunidades do mercado e as necessidades da equipe.

José Carlos Ferreira 1) No G-league Challenge ficou nítido que o Flamengo sofreu contra equipes que tinham um pivô “de ofício”, já que Mineiro e Demétrio embora sejam bons marcadores, não são necessariamente pivôs e além disso são jogadores mais leves. Diante disso minha pergunta é: Há planos do Flamengo trazer um pivô “de ofício” tal qual tínhamos o Varejão?

Pergunta já respondida, porém discordo que sofremos na G-League. Ganhamos do SAN Lorenzo, que tem Esteban Batista e Justin Williams. O garrafão não foi nosso ponto fraco no Uruguay.

2) Além do Pedro Nunes e do Matheus que chegaram essa temporada, há a expectativa de se aproveitar mais algum jogador da base no time principal? Há algum jogador na base do Flamengo que possa seguir os passos das revelações que o Paulistano teve sob seu comando, tal como Yago, Dikembe, Georginho, etc? No mais, boa sorte nessa nova temporada e vamos em busca dos títulos. Confiamos no seu trabalho.

Obrigado pela confiança. Meu foco é 100% conquistar título pelo Flamengo e essa temporada vamos tentar agregar mais jogadores jovens, das nossas categorias de base. Temos 6 meninos treinando diariamente com a equipe e o Ruan na segunda temporada com o adulto, entre os 12 que vão para os jogos.

Paulo Jr: Parabéns ao Gustavinho, pelo excelente trabalho! 1) No ano passado você disse que a intenção era implantar um sistema mais baseado na velocidade, no jogo de transição e nos arremessos de três pontos e, ao longo da temporada, o time se encontrou jogando de forma mais cadenciada, em meia quadra, se apoiando em Varejão na construção dos ataques de dentro para fora. Como foi essa mudança? Foi pensada por você, sugerida pelos jogadores ou aconteceu naturalmente?

Percebi durante a pre-temporada, que os jogadores que tínhamos poderiam render muito mais se adaptássemos as características da filosofia de jogo, e foi isso que aconteceu, até que atingimos nossos objetivos de títulos.

2) O que mais te surpreendeu positivamente na temporada passada? Houve algum jogador que rendeu muito além do que você esperava ou alguma situação que foi muito melhor?

Não sei se muitas coisas me surpreenderam, pois sabia onde a equipe poderia chegar. Sabia do comprometimento e da qualidade do time e dos jogadores. Além da força da nossa torcida, que nos empurra sempre. Foi um ano inesquecível.

3) Em relação à temporada passada, perdemos um excelente reboteiro (Varejão) e dois bons defensores de perímetro (Davi e Crescenzi). Por outro lado, nossos dois pivôs são mais ágeis e móveis. Isso muda completamente a defesa para essa temporada? Como você pensa em organizar o time defensivamente neste ano?

Ano passado fomos a melhor defesa do NBB, disparado na frente do segundo colocado em números absolutos. Esse ano temos uma ou outra característica diferente, mas praticamente a mesma filosofia e espero que tenhamos ainda mais sucesso.

Ninho: 1) O jogos no G-league Challenge foram mais proveitosos e contra times “de verdade” do que os amistosos na NBA, que têm mais glamour do que utilidade de verdade. Qual sua avaliação desses jogos da pré-temporada?

Você tem toda razão. Tecnicamente falando foi mais proveitoso esse Torneio no Uruguay. Ótimo como pré temporada. Mais próximo da nossa realidade. A equipe pode ficar mais tempo junta nesse início. Nossa avaliação foi que poderíamos ter ganho um jogo ou outro a mais, porém Esse Torneio nos fortaleceu muito para a temporada

2) Léo Demétrio é um desses jogadores polivalentes, que pode jogar em três posições e vem crescendo jogando dentro do garrafão, fortalecendo seu jogo interior. Qual sua expectativa sobre a chegada do Léo?

Quando contratamos o Léo, sabíamos do seu potencial. Ele está algum tempo fora do país, necessita um tempo de adaptação ao Flamengo. Será um jogador de grande destaque nessa temporada, pois tem as característica de um jogador moderno, é muito versátil, aguerrido, ótimo técnica, inteligente. Vai nos ajudar muito em várias situações do jogo.

3) Na armação, Deryk Ramos será o substituto imediato do Balbi?

Deryk sempre jogou na posição 1. No ano passado ele jogou mais como finalizador, mas rende até mais na posição 1, pois tem ótimo passe, ótima visão de jogo, excelente defesa e ainda pode pontuar e ser decisivo. Ele é versátil e vai nos ajudar muito também nessa temporada.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *