Ninho da Nação

PVC: “O Flamengo pode mudar parâmetros do Brasileiro”

0 Flares Filament.io 0 Flares ×

Confira trecho da coluna do PVC, nessa segunda, na Folha de SP:

“O Flamengo chegou aos 52 pontos em 23 rodadas, índice inédito em 17 anos de Brasileiro em turno e returno. O líder não tem o recorde do ataque, que pertence ao Cruzeiro de 2007, com 54 gols. Pergunta-se se o Corinthians pode ser campeão brasileiro, porque só perdeu 1 de 14 jogos depois da Copa América. Não pode. Dois anos atrás, podia.

O Corinthians de Fábio Carille tinha 50 pontos nesta altura do Brasileiro. Carregava 20 gols de saldo positivo e tinha vencido 14 partidas. Mas sua força era a defesa. Foi campeão com 9 empates e 72 pontos. Ano passado, o Flamengo foi vice com a mesma pontuação.

Nestes 17 anos de pontos corridos, houve períodos de domínio do ataque e outros da defesa. Atacar fez o Cruzeiro de Luxemburgo dar a impressão de que a receita era essa. Neste momento, é o que acontece com o Flamengo de Jorge Jesus.

Esquema de jogo
O Flamengo virar referência não é uma questão de estatística. É de tática e estratégia. Pela Libertadores, o Grêmio sofreu com seu sistema de marcação por encaixe. Aprendemos no Brasil que Zezé Moreira inventou a marcação por zona. Só que os relatos do passado indicam que seu sistema era de encaixar marcadores e perseguir até o fim da jogada.

Os times mais modernos jogam por zona pura. Seja o Manchester City, de Guardiola, seja o Palmeiras, de Mano Menezes. Persegue-se dentro do quadrante. Isso diminui a chance de perseguições individuais abrirem buracos na defesa, como Kannemann fez ao tentar desarmar Éverton Ribeiro e Willian Arão.

Ainda há técnicos importantes que marcam assim, como Sampaoli e Bielsa. Não significa estar ultrapassado”

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *