quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Basquete: A eliminação da Liga Sul-Americana


O Flamengo encerrou sua melancólica participação na Liga Sul-Americana em último lugar da fase semifinal, mesmo vencendo o Estudiantes da Argentina por 89 x 75.

Antes, o Pinheiro passou a carroça contra o Olimpia por 106 x 70.

Bastaria uma vitória Rubro Negra frente aos paulistas que a vaga seria do clube da Gávea.

Por mais que o elenco não seja um dos melhores, que tenha faltado pivô, é injustificável e inexplicável perder para uma equipe semi-amadora do Olimpia e novamente ser eliminado pelo Pinheiros em casa, após um forte investimento para sediar as semifinais e até o trabalho de bastidores realizado pela diretoria para retornar à formação do grupo original.

Algo precisa ser feito, seja no sentido de rever alguma contratação que não foi bem sucedida, uma renovação equivocada e uma avaliação profunda do trabalho do José Neto à frente do basquete. Não dar para fazer igual no futebol e achar normal uma sequência de eliminações contra times de menor orçamento (NBB, Copa Aviança e Liga Sul-Americana), ou contra um catadão com dois ou três americanos.

Por qual motivo o quatro vezes campeão brasileiro em cinco temporadas não consegue um patrocínio máster? Desde a saída da SKY, que pagou R$ 5,5 milhões em 2015 e 2016, dinheiro que faz falta agora, o esporte não tem outro patrocinador desse nível.

A torcida anseia por providências, porque se não vem outra vergonha no NBB, que promete ser um dos mais equilibrados da história, e correndo o risco de ver seu maior rival erguer o troféu.

A estreia no NBB será contra o Paulistano, atual campeão paulista, fora de casa, na terça-feira, às 19h:30min.


*********************


Enquanto isso, com apoio do SESI, Franca acertou a contratação de Leandrinho para a disputa do NBB. No Flamengo e no Pinheiros, o atleta obteve médias na casa dos 20 pontos. Chega para arrebentar.

E a notícia que já era forte no começo da semana, ficou quente de quarta pra quinta. Anderson Varejão realmente tem uma proposta do Flamengo, mas sonha em continuar na NBA.

Com a vinda do Leandrinho para Franca, quem sabe o pivô não desiste de voltar aos EUA e fica na Gávea.

Outra boa notícia nesse terremoto que virou o basquete Rubro Negro e finalmente o fechamento de um patrocínio máster, que culminaria com o acerto do Varejão.

Oremos!

20 comentários:

Marcel Pereira disse...

André,
Basquete é diferente de futebol. Errou a mão na montsagem do elenco, quase não tem mais margem de manobra. Mas certamente o Varejão é o únivo nome que no cenário atual mudaria isto. Só dá para 3 estrangeiros e só sobrou xepa sem contrato no mercado nacional.

Marcel Pereira disse...

Vamos ser realistas numa coisa: se passasse para a final, não tinha a menor condição de superar o Guaros de Lara. O problema é não tem um elenco apto para desequilibrar na Sul-Americana. Escrevi aqui no tem blog depois do torneio no Peru: antes o time montado era do mesmo nível do top da Liga das Américas, montado para sr top no Brasil, e sobrava no nível de uma Liga Sul-Americana. O elenco deste ano é muito, mas muito inferior, ao do San Lorenzo, hoje o melhor das Américas. Tá no bolo dos 5 ou 6 melhores do NBB, e não entra numa Liga Sul-Americana como favorito absoluto. Esta é a diferença entre mentalidade vencedora e mentalidade perdedora. Quando falei isto, culparam o dólar e a crise econômica. O orçamento do Flamengo ainda é top no Brasil, só foi mal investido. E eu falei antes, não tô falando agora que o caldo entornou.

Marcel Pereira disse...

Elenco do San Lorenzo nesta temporada: Nicolás Aguirre, Jose Vildoza, Selem Safar, Dar Tucker, Marcos Mata, Gabriel Deck e Javier Justiz Ferrer. Qualquer um destes 7 é titular absoluto no Flamengo de hoje. O uruguaio Mathias Calfani é outro que brigaria para ser titular neste time do Flamengo. Este elenco é o favorito para a Liga das Américas. E o treinador é o nosso ex-técnico Gonzalo Garcia, e cá entre nós é a maior ameaça para eles eventualmente não serem campeões. Nenhum destes 8 nomes tem salário maior do que 3 jogadores do elenco do Flamengo tem.

Marcel Pereira disse...

Sobre contratação de jogadores NCAA que foi muito falado. Eu penso que é uma boa estratégia para time pequeno, franco-atirador, que foram os que fizeram esta aposta nesta temporada. A Liga Sorocabana vem fazendo isto há várias temporadas, todo mundo lembra dos que deram certo - Dawkins e Holloway principalmente, que inclusive chegaram juntos - mas a lista dos que não deram certo é enorme e muito maior do que a dos que vingaram.

Marcel Pereira disse...

Sobre os estrangeiros... David Cubillan não é Nicolás Laprovittola, e se alguém achou que seria, iludiu-se muito e errou muito nas expectativas. Ainda creio ser uma aposta interessante para um elenco bem montado. O problema é que este elenco foi muito mal montado.
Já o Rhett... não adianta ver vídeo no youtube, no basquete basta ver estatísticas entre temporadas. Ele não conseguiu destaque em nenhuma liga competitiva do mundo, jogou na França e na Letônia sem brilho, se tivesse se destacado em times de ponta destas ligas serviria, mas ele se destacou nas liga da República Dominicana, Filipinas, Kosovo e Líbano. Outra coisa, nos vídeos no youtube era muuuuuuuito claro que ele era 4 e não 5, e aí você tem Olivinha e Pilar nestas posições no elenco. Mais um indício da falha de planejamento grotesca.

Marcel Pereira disse...

É muito fácil colocar a culpa no orçamento, no dólar, na crise econômica, no Vasco tirar dinheiro do futebol para colocar no basquete e no Franca ter o apadrinhamento do Sesi sem falar em números. Quanto é o orçamento de cada um? Quanto ganha cada jogador? A mentalidade perdedora desta temporada estava clara desde o momento em que não houve ousadia suficiente para impedir que o Hettsheimeir fosse para o Bauru ou que o Lucas Mariano fosse para o Vasco. O Anderson Varejão reverteria isto. A pergunta é: ele quer trocar os EUA pelo Brasil, pelo Rio de Janeiro, trazer a família? Não é uma decisão de carreira, é uma decisão de vida. Ele já tem uma independência financeira que lhe permite escolher o que quiser, escolher bem-estar e não salário.
E não dá para falar de orçamento sem ignorar a escolha de pagar o maior salário do elenco para um jogador que vai terminar a temporada com 43 anos. Faltou liderança para decidir o que é o melhor para o Flamengo e não para o Marcelinho Machado, e sem desrespeitar a história do jogador mais vencedor da história do clube. E ponto.

Rogério Fonseca disse...

Léo Moura: eu amo jogar no Flamengo. Tô em final de carreira e quero continuar aqui. Mas, tem que me pagar R$ 400 mil mês.

Marcelinho: eu amo jogar no Flamengo. Tô em final de carreira e quero continuar aqui. Mas, tem que continuar a me pagar salário alto.

Peraí: é o jogador que está em final de carreira que quer jogar no clube. Então o clube tem que dizer: reconheço toda a sua dedicação e títulos ganho no clube, mas nessa idade e pelo que você está jogando HOJE, te ofereço "tanto" de salário para você jogar aqui. Quer? Se não, vai pedir isso em outro clube, ver se eles pagam.

Não abre mão do salário alto, mesmo jogando menos, vai jogar pra torcida que o clube não reconhece seu valor? Problema seu.

Observação: Não sei se realmente Léo Moura recebia absurdos R$ 400 mil de salário no seu último ano de Flamengo (posição: lateral). Ouvi esse valor.

Só porque o Flamengo tem hoje muito dinheiro no futebol não quer dizer que ele tenha que pagar mais do que os outros.

Eu sou um cara bem sucedido financeiramente. Nem por isso eu pago R$ 3,00 por cada pão francês na padaria. Eu pago o que todos pagam.

Aliás, devia ser o contrário: Pela marca, exposição na mídia e estrutura, o jogador deveria abrir mão de parte do salário para jogar aqui.

Mas, tem que ter profissional no comando para tratar com jogador. E o futebol hoje a gente sabe como é amador e vagabundo o comando.

Antônio Neto disse...

Seria sensacional a contratação do Varejão, mesmo em fase final de carreira ele sobra demais para o nível daqui. Agora devo dizer que vai ser constrangedor vê-lo jogando no tijuca diante de meia dúzia de gatos pingados no tijuca. Uma vez confirmada a contratação espero que a diretoria trabalhe bem para que o Flamengo jogue diante de bons públicos.

DAVID disse...

Marcel. concordo com praticamente tudo que vc escreveu. Com total certeza esse Flamengo não faz nem jogo duro com Guaros de Lara ou San Lorenzo. Sim, se fizesse a final com o Guaros iria para a LDA ma com qual objetivo? Acho que o Cubillan até vai acertar mas é muito pouco. Me parece que o Flamengo essa temporada foi pegando jogador por pegar. Aquele ali cabe no orçamento ? Então pega. Qual utilidade do Pilar num elenco que pretende ganhar titulos ? De que maneira se pretende participar seriamente de algum campeonato com somente JP de pivô e um jovem ainda muito longe de ser lapidado.Venho falando faz tempo, desde o tempo do próprio Meyinse que o Flamengo sofria horrores com Paulão Prestes, Caio Torres e todos pivõs de força. Houve muita acomodação e as poucas oportunidades que aparecerem no mercado brasileiro os outros time pegaram.Que o Marceinho ficasse essa ultima temporada de despedida mas que aceitasse um salário simbólico para não atrapalhar o orçamento e a possibilidade de investir mais em outros jogadores. Agora provavelmente vai ter a temporada perfeita de despedida com muita pressão, sem títulos e sendo duramente criticado. O ídolo que ele é precisava passar por isso ? Tirando Olivinha que é bem acima da média e sempre muito regular vejo os outros bem acomodados. Marquinhos hoje nem é sombra do jogador decisivo que já foi.O que faz o Flamengo ter o Humberto 3 temporadas sem ele conseguir fazer um único jogo decente ? Estava na gávea na reapresentação do elenco e o cara estava com barriga. Realmente é o fim da picada.Varejão não resolve embora possa dar um acréscimo de qualidade no time, mas não sabemos seu grau de motivação e tampouco sua condição física/ clinica.

João Paulo disse...

Tõ por fora do contrato do Leandrinho, não sei se ele pode deixar a equipe francana no meio da temporada, diante de uma proposta da NBA. A diretoria do Flamengo já disse que não faz esse tipo de contrato. Eu faria. Primeiro porque as chances desses caras voltarem pra NBA são cada vez menores, segundo porque no elenco do Flamengo qualquer pivô é lucro, ainda mais um desse nível. Creio que o Leandrinho vem pra arrebentar mesmo, tendo em vista que das duas vezes anteriores – que já arrebentou – ele vinha de longo tempo de inatividade de recuperação de contusão e agora é só chegar treinar e jogar. Caso a proposta do Flamengo pro Anderson o impeça de largar o time no meio da temporada creio que ele possa não aceitar e aí pode acontecer o pior, ou seja, ele assinar com outro clube brasileiro, como o Bauru ou o Franca, clube que o revelou e que ele mantém um abrigo que cuida de crianças carentes na cidade. Problema tanto do Varejão como do Leandrinho são as contusões, não tem um lugar do corpo deles que ainda não sofreu cirurgia.
O Varejão viria pra ganhar algo em torno de 100 a 150 mil, enquanto, caso fosse contratado por qualquer franquia da NBA, mesmo só pra completar elenco, como, aliás, vinha sendo, ele receberia em dólar o equivalente a 300,000 reais mensais no mínimo.
Caso o Anderson venha mesmo e com ele um patrocinador máster, seria os “Supermercados Atacadão” ou “Varejão”?

Barreto disse...


Marcel,

Parece que o pessoal sutou mesmo. Quem dera que na política houvesse toda esta indignação.

Você disse que só sobrou Xepa e depois diz que Cubillan foi uma aposta interessante. Não entendi. Pecos é xepa também?

Não adianta querer ser mais realista do que o Rei. O Flamengo não vai colocar dinheiro do futebol nos esportes olímpicos, filosofia esta que,particularmente, aprovo inteiramente . Na circunstância atual isto nem seria aprovado no conselho. Fazer aquele adiantamento para aguardar a entrada de dinheiro de patrocínio incentivado já foi um parto.
Acho que este rancor todo não é compatível com o esporte, deixa isto para combater os políticos que transitam sem qualquer problema nos aeroportos sem qualquer pessoa para contestá-los e ofendê-los com faz as torcidas de futebol. Acho que há um pouco de exagero nas críticas e as ofensas específicas a alguns jogadores que deram muito por este time são injustificáveis. Acho que muita gente usa os estádios para liberar as sua frustrações com tons impróprios. Vejo muito pouca gente utilizar os blogs para dar sugestões ou debater sobre o time. Devemos criticar mas há limites. Houve gente nas redes sociais através de um blog fazendo deboche com o Lábio Leporino do Póvoa, acreditem mas é verdade. Aliás , uma grande quantidade de comentários das redes sociais, principalmente sobre esporte, são podres e de um nível baixíssimo. O choro recorrente do leite derramado me irrita, preferia muito mais o debate de idéias sem tom bem desarmado. Não há troca de idéias e sim guerra de idéias.

Marcel Pereira disse...

Barreto,
Por isto comento aqui e não em redes sociais, o dia que este fórum baixar o nível tb pode ter certeza que deixarei de comentar.
Sobrou xepa agora. O André cobrou uma atitude agora para mudar. O que quis dizer é que praticamente não dá mais...
No início da temporada tinham várias possibilidades disponíveis interessantes. O Cubillan pode até não dar certo, mas diante das possibilidades que haviam naquele momento, não considero nem ele nem o Pecos escolhas ruins. O Rhett sim, considero que foi um erro, e tinha quase certeza que seria. Agora, com o que sobrou no mercado, nacional e internacional, não sei se dispensar-me e trazer outro americanos resolveria. Os bons já tem contrato para a próxima temporada...

Barreto disse...

Marcel,


Já entendi o que você falou sobre xepa. Você diz que agora só tem xepa não é isso?



Barreto disse...

Marcel,

Logo depois entendi o que você disse.
Eu também não teria renovado com o Marcelo muito embora entenda que a decisão não seria fácil. A diretoria não tratou a questão racionalmente e e se deixou envolver pela historia que ele tem no clube. Todos os rstrangeiros do Flamengo têm contrato garantido e ,por isso, ,se forem dispensados,obrigatoriamente receberão os seu salários até o final da temporada. Assim , não vejo como adotar esta alternativa. Concordo que houve erro na montagem do elenco, na continuação do Marcelo, no garrafão (falta um pivô) e na posição 2. Rhett está se mostrando ruim até mesmo na posição 4 e é inadmissível que isto não tenha sido detetado anteriormente. Na posição 2 o Fla tem dois problemas na minha opinião. Ramon é bom jogador, mas não tem regularidade para ser titular no Flamengo e o Humberto todos têm visto o que ele tem apresentado. O Humberto havia feito duas boas temporadas antes de ser contratado pelo Flamengo e por isso não posso dizer que a sua contratação foi errada. Quanto ao fato dele permanecer nesta temporada, também não tinha como ser evitado porque ele assinou contrato por 2 anos. Talvez o melhor teria sido contratá-lo por um ano e depois renovar se houvesse interesse. Há contratações que em determinada época se mostram adequadas, mas depois os contratados não vingam. Acho que este é o caso do Humberto. Alguma explicação extra quadra deve existir, pois o cara não pode ter desaprendido a jogar basquete. Não chegando um jogador brasileiro de nível indiscutível, não vejo muito como melhorar este elenco, pois a cota de estrangeiros já foi atingida. Não consigo entender estes erros pensando que o Póvoa é o VP da pasta. Já conversei algumas vezes com ele e , além de ser uma pessoa arejada, ouve bastante, e tem bons conhecimentos sobre basquete. Marcelo Vido com quem também já tive vários contatos também me traz boas impressões. Não sei dizer o que tem acontecido na formação do elenco .

Marcel Pereira disse...

E já que me foi feita a provocação... Quero ver se está vai passar no filtro do André... E ainda que respeite que o fórum aqui não seja este, nunca mudei de posição: FORA LULA,FORA AECIO, FORA TEMER, FORA DILMA, FORA CABRAL, FORA PÉZÃO, FORA RENAN, FORA JUCÁ, FORA CUNHA.
Nunca chamei combatente da corrupção de golpista, e jamais protegi corrupto, e jamais teria qualquer pudor de mudar de opinião se meu candidato atentasse contra a democracia, assim como jamais defenderia políticos com discursos racistas. Não sou de direita nem de esquerda porque estes conceitos não deveria mais fazer sentido num mundo que prestasse atenção só em ideias e fase mais racional.

EC disse...

Já q era inevitável ficar com o Humberto, n podiam ter renovado com o Marcelinho. Ficar sem uma boa reposição na 2 e na 3 pesa demais.

Barreto disse...


É evidente que o desempenho do time de basquete não é bom, mas o caos que está sedo propalado no tocante a modalidade é exagerado e , sem dúvida, é alimentado pela política no clube que está muito forte. O que puder ser feito para a oposição assumir no próximo ano, vai ser feito, não importa o esporte, basquete, futebol e remo. Onde houver espaço para ofensas, notícias infundadas e críticas desproporcionais, elas serão feitas com a maior intensidade possível. Infelizmente assim é a política no Flamengo em anos eleitorais.
Vamos torcer pelo menos para que possíveis mudanças mantenham a correção da administração atual e não tragam de volta a situação que reinava no basquete até o final de 2012, onde o elenco tinha quase 4 meses de salários atrasados.

Antônio Neto disse...

O que me preocupa bastante do basquete do Flamengo é que parece que o clube não possui sequer uma estratégia para fazer o clube crescer como organização, é como se todos as metas e objetivos traçados pelos dirigentes estivessem direcionadas apenas para os resultados em quadra. Não se vê nenhum sentindo de urgência em criar uma gestão mais profissional e proativa no mercado.

E o mais curioso de tudo é que hoje o Futebol do clube é justamente o contrário do basquete, ou seja, uma gestão focada para os processos extracampo, mas que ignora de maneira irresponsável vários processos técnicos do futebol.

João Paulo disse...

Sobre a proposta pro Varejão ele só ira responder depois dos jogos da seleção (final de novembro), isso claro, se não aparecer nada da NBA. O contrato oferecido pelo Flamengo não tem cláusula liberatória pra NBA, contrário do contrato do Leandrinho com o Franca, cujo patrocinador pagará ao jogador R$ 250,000,00 mensais, embora, ainda nem o clube e nem o jogador se manifestaram oficialmente. Apenas o procurador dele.
Já no futebol o flamenguista torce que nem um louco pro timão levar o hepta já agora na próxima rodada, caso contrário será dia 19 em pleno Maraca com invasão da fiel e tudo e claro que a comparação com a invasão de 77 será inevitável. A diferença é que agora a torcida humilhada é outra. Ainda se fosse o todo poderoso Corinthians com orçamento maior que o nosso. Que ponto o Flamengo chegou. Pro presidente e diretoria tudo isso é normal.
O Corinthians merece isso. O Flamengo também merece, agora, sua torcida não. Não merece nem a pau, talvez só aqueles que achavam que bajular a diretoria era bom negócio.

barreto disse...

Quando o basquete do Fla voltar a seu rumo normal de vitórias, muita gente perderá sua principal função e provavelmente se sentirá inútil porque o seu único objetivo quando fala do basquete do Flamengo, é ser a favor do contra , mesmo no momento em que há notícias boas. Enquanto isso o grande craque lituano contratado pelo Bauru, que jogava na fortíssima segunda divisão espanhola, é anunciado por esta mesma gente com equilíbrio e sem qualquer sarcarsmo e desdém tendo direito, inclusive, a saudações no idioma lituano.