terça-feira, 1 de setembro de 2015

Jason Robinson é o novo reforço do basquete Rubro Negro. Na espera por Felício

Luz x Robinson em ação na ACB

O Flamengo anunciou nesta segunda-feira seu segundo estrangeiro para a próxima temporada do basquete. Trata-se do ala-armador Jason Robinson, de 35 anos e 1,96.

Com as saídas de Laprovittola e Benite, o clube perdeu dois importantes pontuadores. Rafael Luz não tem essa característica, como o argentino não tinha quando chegou, diga-se, e para isso era necessário investir num escolta pontuador.

Robinson é um cestinha nato, infiltrador, como todo bom norte-americano, tem forte jogo atlético e cria suas próprias jogadas de arremesso. Atuou no último ano pelo Zaragoza e terminou com média de 9,3 pontos por jogo em 26 minutos.

Tenho preferência mais pelos americanos que jogam na Europa do que os da América do Sul. Os daqui são mais peladeiros, individualistas e estrelas. Os que atuam no velho continente são mais técnicos, jogam um basquete de mais contato e se preservam melhor fisicamente.

Em 2012/2013 jogou pelo Gimnasia Esgrima da Argentina e teve média de 12 pontos por jogo. Na temporada seguinte, 2013/2014, voltou para a Liga Espanhola e conseguiu um desempenho formidável pelo Gipuzkoa, quando obteve média de 16,5 pontos por partida. Ótimos números em se tratando do segundo campeonato mais forte do mundo.

Sua melhor atuação foram os incríveis 34 pontos que anotou no confronto contra o Barcelona.

O Flamengo reforçou seu jogo no garrafão com a contratação do JP Batista, ainda conta com Meyinsse e Olivinha e pode ter a volta do Felício, se não for aproveitado na NBA.

No jogo externo tem o trio Marquinhos, Marcelinho e agora Robinson; Luz será o cérebro deste time.

Será um time com novas características e, nesse sentido, será interessante ver como o Neto vai trabalhar essa versatilidade do elenco. Perdeu um armador veloz, de fácil pick and roll e já acostumado com o estilo de jogo do Rubro Negro, mas terá um estrategista na posição, além de ter um Flamengo que marcará melhor, que será mais forte no garrafão e continuará sendo mortal nos tiros de longa distância.

A torcida não precisa ter medo de mudanças, pois, ao meu ver, continuará torcendo para uma forte equipe e ainda mais experiente.


********************


Segundo o Básquet Plus, José Neto tem interesse no jovem e bom Gabriel Deck, mas aguarda uma definição se Felício volta ou não.


24 comentários:

Anônimo disse...

Paulo Jr.
Gostei da contratação do Jason Robinson. Ninguém sabe como será a adaptação e se de fato ele encaixará bem, mas concordo que quem jogou por tanto tempo na ACB tem muito melhores credenciais do que aqueles americanos que jogam no méxico, porto rico ou venezuela e fazem 30 pontos por jogo.

Fico muito contente por ser um jogador bem completo, que se destaca ofensivamente tanto pelo arremesso de fora quanto pelas infiltrações e por cavar lances livres, e ao mesmo tempo é bom defensor, bom ladrão de bolas e consta que é um cara de grupo. O corte e o arremesso de 3 dele me lembram um pouco o do Marquinhos .

Concordo que o time está diferente, mas a reposição foi em altíssimo nível. Chegaram três grandes jogadores, isso ninguém pode negar. Acho que teremos um Flamengo diferente. Imagino que o Neto deve explorar o garrafão ofensivamente mais forte com o JP. Muito curioso pra ver isso na pratica.
Paulo Jr.

Matheus P. disse...

Vamos vir fortes mais uma vez! Elenco forte novamente: Luz (Gegê), Robinson (?), Marquinhos (Marcelinho), Olivinha (?) e Meyinsse (JP Batista)

Joanilson Silva disse...

Será q Neto coloca Meyinsse e JP juntos e teremos a versão rubro-negra das torres gêmeas?

Barreto disse...

O Flamengo contratou Pedro que está jogando a LDB e anteriormente jogava no basquete universitário americano. Não conheço esse jogador que tem 22anos e joga na posição 2, mas tenho informações que trata-se de um bom jogador e será incorporado ao elenco principal.

Danilo Pinheiro disse...

Barreto, o Flamengo efetuou outra contratação nos moldes do Pedro. Trata-se do armador Gabriel dos Santos, que também veio da NCAA. Armador alto, de 1,93. Também deve integrar o principal.

Antonio disse...

Torcer pro Felicio nao voltar. Deck mesmo nao sendo um ala pivo forte, é muito tecnico. Futuro ACB ou ate nba. MUITO MITO.
Robinson é bom jogador, deve ser bem caro mas é bom e coletivo.
Mas é muito mais ala que ala armador. Chegou até a fazer ala pivo em alguns momentos na argentina.
Nao acho que tenha caracteristicas parecidas com felicio, mas vamos esperar e torcer muito pro gabriel deck.
Abraços

Antonio disse...

Queria tambem fazer uma errata aqui sobre as caracteristicas de jogos do nosso novo reforço; como pode ser descrito pelo site eurobasket
He could be described: Physical & Mental: Has a very good team attitude. Works and communicates well with teammates. Good condition physically. Smart.
Ball Skills: Needs improvement to create his own shot.
Offense: Could be more aggressive. Shooting stroke and range could improve.
Rebounding: Needs to be more aggressive on the blocks.
Defense: Very good foot work. Vision could be better.
Game Knowledge: Understands the game.
Strengths: Has uncanny ability to get his teammates open.
Opportunities for Improvement: Needs to be more aggressive. Concentrate on increasing foot speed.
Overall Comments: Good condition physically. Runs the floor well. Integrates well with teammates. Very coachable. Good versatility at the next level, with size and athleticism.

Diferente do que o autor diz e nos poucos jogos que vi tambem achei, ele tem mta dificuldade para crias jogador ou dar ass. Ele é um Ala nato.
SRN

André Amaral disse...

Antônio, ele disse nessa entrevista, quando foi contratado pelo Zaragoza, que cria as próprias jogadas:

"Mi juego es bastante versátil. Siempre he sido un jugador que puede anotar, pero no solo de una forma. Puedo postear, jugar por fuera y tirar tras mover el balón, crearme mis propios tiros"

http://www.heraldo.es/noticias/deportes/baloncesto/basket_zaragoza/2014/07/26/el_alero_estadounidense_jason_robinson_cuarto_fichaje_del_cai_zaragoza_301676_701026.html

Danilo Pinheiro disse...

Também vejo no Deck um jogador de muito potencial e muito futuro. Mas acho que não faz muito sentido pro lugar do Felicio. Um ala por um pivô.

Deco disse...

Bom dia a todos.

Barreto, pensando um pouco na característica dos novos jogadores e no novo estilo de jogo que o Flamengo terá esse ano, estava pensando que como tínhamos dois armadores com características diferentes (Nico e Gegê) Sempre tínhamos uma visão de que o Gegê não substituía bem o Nico, pois não conseguia manter o mesmo volume de jogo.
Será que, com o Rafa Luz (que a meu ver tem um jogo mais parecido com o do Gegê), este novo estilo de jogo do Flamengo não possa melhorar o desempenho do Gegê?

Pq sempre via reclamações de que o Gegê não "servia" para jogar no Flamengo.

Talvez essa mudança possa causar uma melhora para ele.

Obrigado e Abs.

SRN

Barreto disse...

Antonio

Essas descrições sobre jogadores são controvertidas e apresentam ,muitas vezes, informações que não batem. É evidente que o Robison deve apresentar algumas deficiências e se assim não fose estaria na NBA. Na minha opinião, é muito mais tangível no momento compará-lo com o Benite. Dentro deste contexto a minha análise é que Robison é muito mais jogador do que o Benite, muito embora a sua adaptação aqui no Brasil deva ser avaliada com a sequência de jogos. Torço muito para o Benite, porque é um jogador com potencial e muito boa pessoa, mas acho que ele foi supervalorizado em função do que apresentou no Pan jogando conta equpes de menor qualidade. Tenho acompanhado a copa américa e, nesta competição, o Benite nem de longe repetiu as suas atuações. Não acho que o Benite tenha basquete para se firmar na Espanha, principalmente pela grande limtação que ele possui para a função: força física e altura.

Antônio Neto disse...

Barreto, eu não conheço o Jason Robinson, mas me parece injusto comparar-lo com o Benite atual e não o que vimos no Nbb (playoffs principalmente) e panamericano. Até mesmo pq não é só o Benite que está jogando mal, todos jogadores de certa forma caíram de rendimento nessa copa américa, e apesar de estar insatisfeito com o desempenho em geral da seleção vejo como normal essas dificulda de encontradas, pois a competição é muito mais importante para os outros países do que para o Brasil (já temos vaga garantida).

E se formos analisar só pela copa américa, o Leo Meindl por exemplo sofreria para jogar até mesmo nas peladas no aterro do Flamengo, Rafa Luz seria hoje reserva do Gegê e o Olivinha deveria ser multado se chegar a pelo menos 1 metro perto de uma quadra de basquete.

Barreto disse...

Antonio Neto

Nas duas últimas edições da liga Endesa vi 3 jogos do Robinson e mais um jogo da copa do rei. Não foram highlights e sim jogos inteiros. Independente do que o Benite está jogado ou não na copa américa, posso afirmar que Robison é muito mais jogador, não só pela técnica e fundamentos mas também pela diferença atlética que é absurda, além de jogar em duas posições.
Além disso temos que relativizar muito um determinado desempenho da linha ACB comparando-o com o NBB, pois a primeira é muito mais intensa e competitiva. Robinson, a não ser que haja qualquer motivo extra quadra, substituirá o Benite com vantagem. Já não me preocupo mais coma saída do Benite e o que me deixa realmente preocupado e curioso é como será a efetividade do Rafa Luz, jogador que nunca me agradou como o Nico me agradava mesmo na época do Lanus na liga Argentina.

DAVID disse...

Que o Flamengo vai mudar um pouco a característica me parece certo mas tenho convicção que vem novamente com um grupo muito forte. Gostei muito da contratação do JP Batista. Para nível de NBB vai sobrar na turma. Outro ano pra disputar com reais chances de titulo todos os campeonatos.E só pra lembrar pra quem critica que tirando a saída do Benite todas as outras eram mais do que previsíveis.

Antonio disse...

Acompanho regularmente a ACB vendo jogos inteiros, mesmo que poucos assim como a Liga argentina, esta vejo jogos com mais regularidade.
Robinson sempre foi jogador de terceiro escalao na Europa, até que fez um temporada espetacular gipuzkoa ondo foi eleito o terceiro melhor ala do cameponato e terceiro pontuador. Entao contratado por preço de ouro por duas temporadas pelo CAI. Onde nao jogou nada ano passado e foi o jogador mais criticado do elenco, pelo fato de ser contratado como estrela do time. Acabou sendo dispesado.
Sou torcedor do Gimnasia, apos duas viages para patogonia onde tive o prazer de ver 2 jogos em comodoro. Uma dela em 2013 quando o Jason Robinson jogava la, é muito dificil comparalo com benite, é um tipo de jogo completamente diferente, ele cava bastante faltas, é muito inteligente e tem uma mao legal pra bolas de 3 mas é infinitamente pior que o David Jackson. Posso garantir a voces, vi os dois jogando lado a lado no Gimnasia.
Pro nivel do NBB é Muito bom jogador, é mais fisico que o benite, porem mais lento, e com menos visao de jogo, sera mto bom para marcar jogadores como o Alex. Eh um baita jogador de grupo, e muito solicito com a torcida e um jogador de grupo como o meyinsse(diferente do Jackson).
O meu unico adendo é que o Benite era um segundo armador mesmo podia até jogar na 1. O Robinson nao é assim, eh aquele jogador que sai batendo a bola olhando pro chao ou que fica na ponta do perimetro esperando aquela bola pra chutar de 3. Lembra o David Teague melhorado, mas sabe bater LL rs
Fisicamente nosso time vem mto mais forte com estes 3 reforços. Vamos vir com um time mto pesado e fisico e mto duro na marcaçao. Acredito num time mais regular, porem com menos poderio ofensivo.

Anônimo disse...

#SRN
Pessoal, os novos reforços que o Flamengo contratou estão vindo da 2ª melhor liga do mundo, ficando atrás apenas da NBA, não temos como comparar o que eles jogavam lá com o que eles vão jogar aqui no NBB. A ideia é que eles sejam muito melhores do que qdo estavam lá.
São situações muito diferentes, temos alguns times bons por aqui, mas mesmo eles não ficariam entre os 5 melhores da liga espanhola. (com exceção talvez do Bauru).
Temos que entender que as próximas competições que o Mais Querido vai disputar, são mais fracas e esses reforços estavam jogando em uma liga de alto nível, o Leandrinho quando veio para o Flamengo e depois para o Pinheiros desequilibrava na maioria dos jogos, e na NBA ele é apenas um coadjuvante.
O mesmo podemos dizer dos jogadores que estão vindo para o Flamengo, sem fazer qualquer comparação, mas eles tem tudo para jogar muito mais do que jogaram na Europa.
No Brasil, só temos um adversário de alto nível que é o Bauru, todos os outros o Flamengo jogando 80% do que podem, serão atropelados, vide os últimos jogos do NBB 2015, foi só o time jogar o que sabia que atropelou todos os adversários.
Hoje no Brasil não vejo um armador melhor do que o Rafa Luz e um Ala/Armador melhor do que o Jason, o Marcelinho encontrou o seu lugar no time e essa temporada será melhor do que a anterior pra ele. O Nico qdo veio não fazia metade dos pontos que fez na Argentina, o Rafa Luz pode fazer a mesma coisa e ainda muito melhor na defesa.
Ganhamos muito esse ano no setor defensivo, o que faltou muito na temporada passada. E o Neto sabe montar uma bela defesa e os contra ataques serão mortais, como sempre foram.
Concordo que com esse tipo de jogo o Gegê deva crescer bastante tb.
Ganhamos mais poder no garrafão, nas alas e com o novo contrato também mantivemos o poder nas infiltrações.
O time terá mais tempo de preparação e treinamentos.
E tem td pra repetir a conquista de 2014/2015 ganhando td.
Posso estar errado, mas acredito e confio mais nesse time que está sendo montado do que o da temporada passada. Vejo um poder de defesa muito forte e firme.
Abraços à todos!

Anônimo disse...

Achei a comparaçao do Deco Perfeita, Luz é um Gege melhorado.
Mas nao acho que o Gege venha ter qualquer protagonismo nesse time, é um jogador limitado de mais, nao tem infiltraçao e no ataque somente bolas de 3 com aproveitamente ridiculo(30%) ainda nos LL tem aproveitamento de Pivo. Grade merito do gege é a Raça mas nao tem basquete pra jogar 15-20min nesse time, pra mim seria um otimo terceiro armador.

Barreto disse...

Posso até dar a mnha opinião sobre o David Jackson mas não consigo compará-lo com o Robinson. Robinson é jogador de outro nível, basta ver o currículo de cada um.
Falando do Jackson , diria que é um jogador peladeiro como a maioria dos americanos que se perpetuaram na América do Sul. Não tem leitura de jogo, é fraco na marcação, nas assistências, não joga pela coletividade, é altamente presvisível, fácilmente marcável, e especialista em tomadas de decisões erradas em jogos decisivos. Foi assim quando jogava no Flamengo durante os playoffs contra o são José e no último NBB foi o responsável direto pela reação do Flamengo no último quarto do 3°jogo contra o Limeira no NBB 7. Torci muito para o Flamengo não contratá-lo novamente.

Antônio Neto disse...

Barreto, fiz apenas uma observação sobre a perfomance do Benite na Copa América, que por sinal nem fez diferença já que você citou não ter baseado-se apenas por essa competição.

Sobre o Jason Robinson, não tive a oportunidade de ver-lo jogar, mas acompanhando os números e análises disponíveis sobre o jogador, acho que é mais que o suficiente para se animar com essa contratação.




Barreto disse...

Antonio Neto

A minha preocupação agora é apenas com a posição 1. Como será o desempenho do nosso Rafa Luz? Tenho um ponto forte para me apoiar que consiste na dupla de dirigentes que emtende de basquete ( Póvoa/Vido) e um técnico que alem de entender sabe montar um time.

Abraço

Alexandre Davila disse...

Talvez as novas peças façam que o Flamengo jogue de forma diferente, o que não é tão ruim assim afinal se o ponto forte era o entrosamento, o ponto fraco era que nossos adversários sabiam como jogávamos.É claro que não sabemos como os jogadores vão se encaixar e se o time com a nova formação vai dar liga, porém baseado em tudo que estou lendo creio que teremos um time muito mais forte na marcação do que na temporada anterior, e foi justamente a marcação que fez a diferença diante do Bauru na final do NBB. Ainda acho que nosso ponto fraco seja a armação já que o GG nunca inspirou confiança.Apesar das alterações estou confiante que faremos uma boa temporada.

Antônio Neto disse...

Barreto, acho que o desempenho tanto do Rafa Luz como do JP Batista estarão diretamente relacionado com a forma que o time jogará, se será um basquete mais FIBA (jogará de maneira mais ordenada, valorizando mais a posse, utilizando mais o jogo interno)? Ou então mais NBA (basquete mais prático, transições rápidas, espaçando mais a quadra, maior uso do jogo perimetral)?

Enfim, vamos torcer para que o José Neto consiga extrair o melhor de cada jogador.

Abraços.

Anônimo disse...

Paulo Jr.
Algumas observações sobre os jogadores do Flamengo após a Copa America.
Mesmo sabendo que não dá para comparar o desempenho deles na Copa America pela seleção e no NBB e na LDA pelo Flamengo, aqui vão algumas impressões:

Rafa Luz: Achei ele muito pouco agressivo e com pouca confiança nos arremessos. Sempre procura o passe, talvez um pouquinho de nada de egoísmo e de confiança fizesse bem a ele. O Nico melhorou muito no Flamengo, resta saber se será possível fazer com o Rafa Luz o mesmo, ou seja, torná-lo um jogador mais completo. Ele precisa infiltrar mais, investir mais no arremesso dele, até para que os adversários fiquem sempre na dúvida se marcam seus passes, seu arremesso ou sua infiltração. Na defesa, vi que ele é infinitamente melhor que o Ricardo Fischer.

Olivinha: O cara é raçudo, traz muita energia pra quadra, e entrega sempre mais ou menos a mesma coisa, é muito regular. Pra seleção principal não dá, falta muito, mas pro Flamengo ele contribui demais.

Marquinhos: Nessa Copa América vimos um Marquinhos retomando a forma física e técnica. Vai melhorar quando a temporada começar. A defesa dele na Copa é que é me assustou, não faltou vontade, mas fica transparente que não é o forte dele.

JP: Aqui deverá jogar mesmo apenas como pivô. Bom reboteiro, bom embaixo da cesta, não faz jogadas de efeito, joga o feijão com arroz. O que me incomodou foram seus chutes de média distância, um passo depois da linha dos três. Tipo de bola que tem baixo aproveitamento e não contribui com o fluxo do ataque. Acho que no Brasil vai ser um grande jogador. Não acho que será tão dominante como alguns têm pensado, tomara que me engane, mas com certeza é uma ótima contratação.

Barreto disse...

Paulo Jr. . Seus comentários foram excelentes e só discordo em parte no que diz respeito ao JP Batista. Talvez na CPA América o JP não tenha apresentado um bom desempenhos nos arremessos de 2 pontos logo após a linha de 3, todavia o se histórico nesta jogada é muito bom e o se índice de acertos nesta jogada computando o PAN + temporadas na Europa é superior a 50%. No Fla ele vai jogar tanto na 3 como na quatro e no NBB não tenho dúvida. Que será dominante principalmente na posição 5.