quarta-feira, 3 de junho de 2015

História: Os cinco títulos nacionais do Flamengo no basquete

O blog tem orgulho de ter acompanhado as cinco conquistas nacionais do basquete Rubro Negro. O Ninho da Nação talvez seja o mais antigo a cobrir o esporte entre os sites e blogs que existem hoje na rede.

Para comemorar os cinco títulos nacionais do "Orgulho da Nação", vamos fazer uma retrospectiva com as postagens originais.

Confira:


2008


Começavam os duelos Flamengo x Brasília pela hegemonia do basquete brasileiro.

Na primeira partida uma surra da equipe liderada por Marcelinho, Duda e Hélio. Jogando no Rio o Flamengo conseguiu incríveis 61 x 27 no primeiro tempo e dando números finais em 93 x 66. O blog contou como foi aqui.

A segunda partida também foi disputada no Rio e novamente uma boa vitória Rubro Negra com cinco bolas de três de Marcelinho e 12/23 (52%) na linha de três. Placar final 91 x 76 e 2 x 0 na série.

Confira aqui como foi.

A terceira partida foi disputada no pequeno ginásio da ASCEB. O nome do jogo foi o sensacional Marcelinho e seus 40 pontos. O Flamengo venceu por 101 x 96 e sofreu com faltas técnicas no final do quarto por culpa da torcida, que resolveu acender rojões em plena arquibancada.

Confira aqui.


2009


Flamengo e Brasília novamente se encontravam na final do NBB e contou com média de 14 mil torcedores nos cinco jogos.

Na primeira partida disputada no Nilson Nelson, depois de estar perdendo por 14 pontos, o Rubro Negro virou e abriu 1 x 0 na série com 32 pontos de Marcelinho e 20 de Jéfferson.

Confira aqui como foi.

O Brasília empatou a série com 81 x 71 jogando no Rio de Janeiro. Com 11 mil torcedores na Arena da Barra a equipe candanga não se intimidou e contou com Alex e seus 17 pontos.

Confira aqui como foi.

O terceiro jogo contou com 13 mil torcedores na Arena da Barra. E o Flamengo dessa vez não decepcionou sua Nação e venceu por 99 x 78. Mas a partida não foi nada fácil. O time de Paulo Chupeta foi pro intervalo perdendo por 53 x 44.

Mas o armador Fred veio do banco e matou quatro bolas de três para comandar a virada no terceiro quarto com uma parcial de incríveis 32 x 7. O Flamengo manteve a distância e fez 2 x 1 na série final

Confira aqui.

O quarto jogo foi o mais emocionante. Jogando no Nilson Nelson com 16 mil torcedores, as duas equipes terminaram empatadas no tempo normal em 70 pontos. O Flamengo teve a posse de bola final, mas desperdiçou.

Na prorrogação o Brasília esteve melhor e fechou em 82 x 78.

O jogo você confere aqui.

O quinto e decisivo jogo foi marcado logo no começo pela expulsão de Baby e do Cipriano. Com 15 mil torcedores e os 27 pontos de Marcelinho. A diferença chegou a cair para um ponto, mas o Flamengo terminou bem o terceiro quarto e foi pro último vencendo por 57 x 51.

O quarto final foi equilibrado e dramático, mas Jéfferson foi decisivo nos rebotes e o time matou os lances livres decisivos para finalizar a partida e fazer a festa da imensa torcida. Placar final: 76 x 68

Confira aqui como foi.


2013:




Infelizmente a final do NBB passou a ser de um jogo e perdeu a chance de presenciarmos séries memoráveis como em 2009.

Escalando Zanotti para anular Robert Day e usando a dupla Caio Torres e Shilton pela primeira vez no campeonato, o Flamengo venceu o Uberlândia por 77 x 70 na final em jogo único.

Caio Torres, que só jogou graças a um efeito suspensivo, foi o cestinha com 23 pontos.

Veja aqui o post do tricampeonato nacional.



2014


Em 2014 novamente final em jogo único. O adversário foi o duro Paulistano e marcou a volta do armador Benite. Meyinsse e Marcelinho foram os cestinhas com 16 pontos.

O tetracampeonato era do Flamengo. Confira aqui.



2015


Na série melhor de três o Flamengo enfrentava na grande final o líder da fase de classificação, Bauru, atual campeão paulista, Sul-Americano e da Liga das Américas.

Na primeira partida, disputado no Rio, a equipe Rubro Negro simplesmente amassou o adversário paulista por 91 x 69.

Confira aqui.

Na segunda partida, disputado em Marília, o Flamengo chegou a abrir 23 pontos no quarto final. A diferença caiu para dez pontos, mas o time de José Neto soube controlar a reação bauruense e garantir o pentacampeonato nacional ao fechar por 77 x 67.

Confira aqui

10 comentários:

Bcb disse...

Muito legal essa série.

Ninho da Nação é um novo clássico rs.

Quando você começou o blog, André?

Antônio Neto disse...

Em 2009 já tinha nego puto com o Roby Porto rsrs

Barreto disse...

André Amaral
Este seu blog é o que há de melhor para quem gosta de basquete e é flamenguista. Apresenta matérias , como esta, sugestões ( telão no maraca com jogo de basquete), faz acompanhamento e pressão para que o Flamengo realize os seus projetos ( arena da gávea) e incentiva troca de opiniões e discussões sempre muito boas.
Parabéns André !
Mudando um pouco de assunto, li a entrevista que o Nico deu ao jornal argentino e o meu entendimento é que o Flamengo, no momento, para ele é o plano B. Se realmente ele sair, não será fácil substituí-lo.

André Amaral disse...

Barreto

Obrigado amigo.

Está claro que ele quer ir para a Europa e se não der certo ele continua: http://www.ole.com.ar/basquet/siento-preparado-jugar-Europa_0_1368463499.html

Conversei com o agente do Nico e ele afirmou que ainda não sentou para conversar com o Flamengo e também não recebeu nenhuma proposta formal da Europa.

André Amaral disse...

BCB

Hahahahah...montei o blog com quatro amigos para escrever em 2008. Mas um a um foi saindo e acabou que em 2009 resolvi tocar sozinho e estamos aqui até hoje...rs

Rodrigo Barbosa disse...

Flamengo venceu mais 4 nacionais pela antiga CBD (Confederação Brasileira de Desportos).

1933, 1949, 1951 e 1953.

@eduardocbs disse...

blog é mais ou menos, mas como nao tem melhor, vou lendo esse aqui mesmo...rsss

Anônimo disse...

acho essa diretoria, a melhor q ja tivemos em muito tempo....mas vejo erros nela tb....espero que o blog enxergue isso.......nosso futebol ta uma zona....pelaipe, wrobel.....caetano.....todos fracos. srn

Bcb disse...


Valeu.

7 anos já.Ótimo trabalho.

André Gomes disse...

Estava vendo uma reportagem sobre um garoto de 11 anos que sofre de gigantismo (ele já tem 2 metros) e sonha ser um jogador de basquete. Seria legal se o Flamengo pudesse ajudar ele no tratamento e quem sabe realizar o sonho dele de ser jogador. O que vocês acham de passar essa ideia para a diretoria?