quinta-feira, 2 de abril de 2015

NBB 2014/2015 - Flamengo 99 x 74 Rio Claro


O Flamengo conquistou a 11ª vitória seguida pelo NBB. Na noite desta quarta-feira, a equipe Rubro Negra venceu o Rio Claro por 99 x 74.

Já com o terceiro lugar garantido, o time de José Neto, um dos protagonistas da noite, fará o último jogo da fase de classificação contra um possível adversário na semifinal: o Limeira, nessa sexta-feira santa, às 20h. Será uma boa prova para manter a invencibilidade.

O pivô Meyinsse foi o cestinha do time pela segunda vez consecutiva. Depois dos 21 pontos e 4 rebotes contra o São José, o americano voltou a anotar 21 pontos e agora com 7 rebotes. Bom vê-lo de volta.

Marquinhos com 17 pontos, Laprovittola com 15, Olivinha com 8 rebotes e Gegê com 6 assistências também se destacaram.

Porém, o grande nome da noite foi José Neto. Contra a acomodação e a preguiça por já ter o terceiro lugar garantido e enfrentar o vice-lanterna, o treinador Rubro Negro fez a torcida silenciar incredulamente os cantos tamanho a surpresa, e depois aplaudir, pela bronca dada.

Segundo relatos, Neto ficou irritado e indignado com a postura do time defensivamente e parecia querer sacudir um a um. O Flamengo abriu 27 x 21 e permitiu ao Rio Claro empatar a partida no segundo quarto em 31 x 31. A vantagem só subiu e ficou confortável a partir da metade do terceiro quarto.

A marca do time nesse campeonato é justamente essa: a inconsistência. O Flamengo não consegue manter o nível durante os 40 minutos e as oscilações são frequentes.

Não foi a primeira vez, talvez por isso a paciência já tenha esgotado o treinador. Contra o São José a diferença era larga (16 pontos) e o time passou sufoco no final.

"Achei que naquele momento, nós precisávamos defender, ficar trocando cestas não compensa para a gente. Não queríamos ganhar de 99 a 98, queríamos ganhar e ver nosso time evoluir em alguns aspectos. Defensivamente, nós estávamos acomodados. Tudo é compreensível, principalmente pelo o que passamos nesta temporada desde o início. Mas a gente não pode aceitar isso. Se a gente quer algo além do que só jogar um campeonato, que foi o que pensamos ao montar o time, não podemos nos acomodar em estar ganhando (de forma apertada) de um time que estava brigando contra o rebaixamento (...) A gente tem um propósito maior e é com esse propósito que nós temos que jogar. Temos que lutar e focar naquilo que queremos para o time. Não podemos esperar 20 dias para jogarmos nos playoffs, temos que preparar o time para estarmos jogando nos playoffs. Não podemos perder tempo".

Muito bem. Mostra um treinador com sangue nos olhos para esse começo de playoff. Espero que o time esteja, ou comece a ficar, na mesma linha do seu comandante.

Essa bronca já deveria ter sido dada há tempo. Mas que seja pelo menos para terminar a temporada de forma digna.

3 comentários:

Lucas Dantas disse...

Palmas para o Zé Neto!

Discordo de você, André, nesta última frase, ficou subentendido que o título do NBB seria a única forma do Fla terminar a temporada de maneira "digna". Vamos com calma, esse time está terminando a fase de classificação em 3º mesmo sendo claramente prejudicado com um WO, ficamos em 3º na LDA e não nos esqueçamos que o Mundial e os jogos na NBA foram nesta temporada "indigna". Portanto acho que terminar com o título do NBB seria não só digno como glorioso. SRN

André Amaral disse...

Se pode ter razão, Lucas. Mas me chateia muito mais a postura do time do que os resultados.

Anônimo disse...

O Neto chegar ao ponto de sacudir o time a beira de uns playoffs é o retrato dessa temporada. Não fico decepcionado pelas derrotas, mas sim pela forma.

Não parecem motivados o suficiente? A diretoria paga um Final Four e jogam sua pior partida da competição?

Ta tudo muito estranho entre os jogadores. Só querem final de Mundial ou treinamento na NBA?

Não, vão jogar sim e jogar bem e defender bem contra o penúltimo da Liga, sim.