sábado, 28 de março de 2015

NBB 2014/2015: Flamengo 93 x 88 São José


O Flamengo passou sufoco contra o São José graças a um quarto final desastroso, mas venceu a décima partida consecutiva pelo NBB: 93 x 88.

O próximo desafio será na quarta-feira, às 20h, também no Tijuca, contra o Rio Claro.

Meyinsse depois de muitos jogos finalmente voltou a atuar bem, terminando como cestinha com 21 pontos e 4 rebotes. Benite, Marquinhos e Olivinha marcaram cada um 14 pontos.

E voltou em boa hora, porque Caio Torres teve uma ótima atuação: 26 pontos e 9 rebotes.

Era jogo para o Flamengo atropelar, mas o time não conseguiu sustentar os 40 minutos de bom basquete e correu risco de perder um jogo ganho.

Meyinsse foi um monstro no primeiro quarto, anotando 14 pontos dos 27 x 14. No segundo a vantagem passou dos 20 pontos e, mesmo com a boa entrada de Gustavo, o Rubro Negro foi pro intervalo ganhando por 55 x 34.

Apesar de um São José mais perigoso e agressivo, o Flamengo apresentava bem suas armas e Meyinsse voltou para vencer o terceiro período por 77 x 60.

No quarto final a equipe conseguiu ser instável em dez minutos. A vantagem chegou a cair para um dígito (79 x 70), Neto interrompeu o jogo e a diferença subiu para 16 pontos. Mas novamente São José reagiu e dessa vez não houve reação da equipe da Gávea. A diferença chegou a cair para quatro pontos 88 x 84 com 20 segundos. Mas o Flamengo soube matar o jogo nos lances livres finais.

3 comentários:

Bcb disse...

Não vi o jogo, André, mas esse Flamengo de 2015 não convence.
O time não tem conseguido sustentar o ritmo e deixa um adversário de segunda linha como o São José, em casa, quase empatar um jogo que deveria ter acabado muito antes.
Flamengo é Flamengo mas esse time tem escrito faz tempo semifinal e nada mais no NBB.
Vamos ver nesse jogo contra Limeira.

Lucas Dantas disse...

Acho que o comentário do Marquinhos foi bem pertinente, quanto ao cansaço do time. Espero que nos playoffs se recuperem e possam sustentar um bom ritmo durante toda a partida.

Apesar de entender o cansaço, acho que contribui muito para isso o fato do time jogar o tempo inteiro na transição e correria, que é uma característica do time mas que tem que ser alternada com um jogo de 5 contra 5 bem feito.

ps.: ficou feio aquela entrevista do Neto contradizendo o Marquinhos, será que o técnico tá perdendo o grupo? SRN

André Amaral disse...

Lucas

Qual entrevista?