sábado, 28 de fevereiro de 2015

Liga das Américas 2015 - Quadrangular Semifinal: Flamengo 92 x 62 Halcones Rojos


O Flamengo estreou com grande vitória no quadrangular semifinal da Liga das Américas de Basquete. Na noite dessa sexta-feira a equipe derrotou o Halcones Rojos do México por 92 x 62.

No outro jogo do grupo, o Peñarol venceu o Trotamundos por 73 x 64.

Sem dúvida uma expressiva vitória com ótima margem de vantagem contra uma equipe que pode entrar na briga em um possível tríplice empate.

Esperava-se bem mais da equipe mexicana, que só segurou a força ofensiva Rubro Negra no primeiro tempo, perdendo por apenas 36 x 30. Porém, no segundo tempo, o Flamengo atropelou, mostrou todas suas credenciais de atual campeão e venceu por 56 x 32.

Foram 36 bolas de três com 17 acertos. Média de excelentes 47%.

Marquinhos foi o cestinha com 19 pontos, Laprovittola 16, Olivinha 15 pontos e 10 rebotes. E a boa participação de uma #MarcelinhoHumilde vindo do banco com 12 pontos e Benite com 10.


O JOGO

O Flamengo enfrentou grandes dificuldades no primeiro quarto pra jogar dentro do garrafão. Com vários rebotes ofensivos o Halcones ganhava uma nova chance e o ótimo Ebanks mostrava toda sua força física de ex-jogador da NBA para anotar 10 dos 12 pontos de sua equipe.

Com a mão calibrada, a equipe da Gávea estava inspirada na linha de três pontos e fechou o quarto em 17 x 12.

No segundo quarto José Neto começou o time com Gegê, Benite, Marcelinho, Olivinha e Felício. Apesar da quadra escorregadia, o Flamengo se defendia bem. A entrada de Felício ajudou o time a brigar e a pegar mais rebotes, mas a força ofensiva no garrafão continuava ruim:  Meyinsse só tinha dois pontos e Felício três.

As bolas de três continuavam sendo decisivas para a equipe da Gávea que fechou o primeiro tempo em 36 x 30.

O time viveu seu melhor momento no terceiro quarto. Laprovittola voltou afiado, conduziu melhor a equipe, fez boas jogadas individuais e matou duas bolas de três seguidas para abrir 42 x 30. A defesa conseguiu anular o americano Ebanks e o Halcones não encontrou força no banco para cortar a diferença.

No ataque o Flamengo jogava de forma inteligente e coletiva. Marquinhos ora matava de três, ora infiltrava no garrafão com muita habilidade, carregando o adversário com faltas, e colocou 19 pontos de frente: 67 x 48.

No quarto final as bolas de três continuavam sendo mortais. Foram cinco tiros: dois de Marcelinho e ainda Laprovittola, Marquinhos e Olivinha. E o adversário completamente rendido anotou apenas 14 pontos.

Placar final: 92 x 62.

Nesse sábado o confronto será contra o Trotamundos às 19h. É vencer, eliminar o adversário e depois torcer para o Halcones derrotar o Peñarol. Dessa forma o Flamengo estaria assegurado em primeiro lugar e poderia perder para a equipe argentina no domingo até por uma boa margem de diferença.

2 comentários:

Jose Carlos disse...

Deu gosto ver o time jogar ontem e ver o Marcelinho voluntarioso, houve várias situações onde se fosse antigamente ele iria arremessar, mas preferiu passar a bola pro companheiro melhor posicionado. No segundo tempo o time apresentou excelente volume de jogo, uma defesa sólida o jogo todo e com isso tem tudo pra trazer essa taça pra Gávea.

André Amaral disse...

Bem lembrado, José Carlos.