segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

A boa atuação defensiva do Flamengo e o crescimento de Benite nos últimos jogos: uma resposta para as últimas más notícias


Tendo uma média de 30 minutos na temporada passada, os 17 minutos de Marcelinho contra o Minas deixaram o capitão irritado e provocou uma séria discussão no vestiário após o jogo com o treinador José Neto.

A diretoria agiu bem, tirou Marcelinho do jogo contra o Uberlândia e havia o risco dele inclusive ter o contrato rescindindo.

O jogador reconheceu o erro em nota via assessoria de imprensa, pediu desculpas ao treinador, ao elenco e a diretoria Rubro Negra. Por fim, a punição se estendeu para os próximos três jogos da equipe no NBB: Franca, Pinheiros e Palmeiras. 

Sem Marcelinho, quem brilha nesse vácuo é um jogador que merece ser titular há muito tempo: Benite. Foram 22 pontos contra o Minas, 22 contra o Uberlândia e 25 hoje contra o Franca, seu recorde neste campeonato.

José Neto acertou em diminuir o tempo de jogo do Marcelinho contra o Minas, inclusive começando com Benite de titular. E ganhou um grande respaldo de Vido e Póvoa para seguir suas convicções e afastando o jogador depois da discussão no vestiário.

Das quatro partidas onde o Flamengo sofreu o menor número de pontos no NBB, três foram estas últimas. As duas melhores atuações defensivas foram contra o Uberlândia 58 pontos e Minas 59 pontos - lembremos que as equipes mineiras venceram o Rubro Negro no primeiro turno. Depois veio contra o São José, pela nona rodada, 71 pontos e por fim, a quarta menor pontuação desfavorável, contra o Franca neste domingo, quando sofreu apenas 72 pontos.

São tantos problemas que o basquete da Gávea vive nessa temporada: de salários atrasados (já resolvidos), punição injusta da Liga, atuação irregular da equipe a essa situação desagradável do jogador mais experiente e capitão do time. O crescimento da defesa nestes últimos jogos somado as grandes atuações do Benite são um alento nesse tempo de notícias negativas.

25 comentários:

Anônimo disse...

Nao eh soh a pontuaçao do Benite. Varios jogadores cresceram de produçao sem o Marcelinho. Nico e Marquinhos principalmente. Melhor na defesa e fazendo nelhores escolhas no ataque. Eh outro time!! Neto demorou demais para fazer o que fez. Mas convenhamos, nao deve ser facil estar na pele dele...
Abs. Marcel Pereira

Lucas Dantas disse...

Realmente não deve ser fácil estar na pele do Neto, mas ele me surpreendeu e surpreendeu muita gente aqui, porque apesar de ser extremamente evasivo nas entrevistas ele se mostra um puta líder firme e justo.

Marcelo disse...

Essa grande melhora na defesa nas últimas três partidas, revigorou muito as minhas esperanças de título no NBB e na Liga das Américas. Do jeito que o time vinha jogando, confesso que já tinha quase jogado a toalha pra essa temporada.

Barreto disse...

O Flamengo não tem elenco nesta temporada para manter uma rotação com qualidade e neste aspecto é que o Bauru leva muita vantagem. Por este motivo acho muito difícil que o Fla supere o Bauru nesta temporada.
Independente do que venha acontecer em termos de títulos nesta temporada ,penso que para a próxima o Flamengo precisa de uma reformulação acentuada no seu elenco para continuar pensando alto. Acho que após o término da temporada passada o Flamengo permaneceu deitado em berço esplêndido achando que já era muito melhor e pouca coisa precisava ser feita. Para manter o a hegemonia torna-se necessária a melhoria continua, porque certamente os adversários irão se organizar para subir de nível e passarão a competir em condições melhores.
Penso que os contratos de Herrmann (como é ruim na marcação ), Gegê, Felício e Marcelo,principalmente agora depois deste episódio lamentável, não deveriam ser renovados.
Olivinha e Jerome renovaram por duas temporadas e partindo desta condição, a prioridade deveria ser a manutenção do Marquinhos, Benite e Nico. Depois disso a tarefa seria contratar, pelo menos, um pivôt , um armador e dois especialista para as posições 2 e 3 para fazer a rotação com Jerome, Nico, Benite e Marquinhos . Acho que este elenco ainda custará menos que o atual.
Resta saber como Vido e Póvoa estão pensando em eliminar as dificuldades no fluxo de caixa devido aos atrasos na disponibilização dos recursos incentivados da TIM que já se arrastam há dois anos.
O que vocês acham das minhas obseravações ?

Anônimo disse...

Como é engraçado as coisas. Quando acabou o nbb e o Fla contratou o Walter, todos falavam que o fla era o melhor... Que o bauru foi as compras e não teria time, pois muitas estrelas juntas não dariam certo. Aqui no Brasil é assim se perde duas ou três ninguém presta. O time é bom ou melhor é excelente, mas infelizmente como tudo na vida, chegar é fácil o problema é se manter. Ganhamos tudo nesses dois últimos anos é mais que normal o time se acomodar. Não vejo motivo para essa reformulação toda. Miami heat montou um timaço com James, Wade e bosh e só foram campeões na temporada seguinte. Vamos aguardar o desenrolar dos campeonatos.

Barreto disse...

Anônimo

Temos que melhora sempre mesmo ganhando.
Mesmo se ganharmos de novo temos sempre que pensar alto, reavaliando sempre.
Muita queria o Herrmann eu nem tinha opinião porque só vi alguns lances dele na olimpíada de 2004, há quase 10 anos. Não estou dizendo está que o a direção errou, mas estou dizendo que precisa mudar.
Não estou falando de uma uma derrota ou outra, o fato é que o nosso time já não é mais o melhor. Se não mudar não vai chegar no topo. Como mudar? Avaliando a situação atual. A rotação do Flamengo é boa ? O primeiro passo para o declínio pessoal ou de uma corporação é achar que tá tudo ótimo. Temos que melhorar mesmo vencendo.
O que deu certo no passado pode não ser suficiente no presente.

André Amaral disse...

Acho válida a ótima discussão de vocês, mas eu prefiro tecer opinião após o fim da temporada.

Só acho que o time pode jogar muito mais do que vinha jogando. Não sei como, mas precisamos voltar a jogar no nível daquele segundo jogo da final do Mundial e não custa lembrar, o elenco era o mesmo, o que mudou?

Não custa lembrar também que o Marcelinho foi o MVP da Liga das Américas e hoje está criando crise desnecessária e talvez seja o problema desse elenco.

Posse ser que ao final da temporada aconteça aquela mesma reformulação que tivemos em 2012, quando ficaram apenas o Marcelinho, Duda e Caio Torres e chegaram Benite, Marquinhos, Olivinha, Kojo, GG e Shilton.

Acho que o time pode ter voltado aos eixos nesses últimos jogos. Vamos torcer.

Abraços

Barreto disse...

André Amaral,

Não se esqueça que a copa intercontinental é decidida em 2 jogos. O que estou querendo dizer é sobre um elenco que precisa de rotação adequada para 30 jogos, quando há ausências e desgastes inevitáveis de jogadores. Não é bem diferente?
O time voltou aos eixos , mas continua tendo dificuldades na rotação. Se o Benite ficar ausente, há algum jogador na posição 2 que possa manter o nível?
Vou torcer tanto quanto você, mas mesmo se ganharmos precisamos mexer em algumas peças. A propósito, Marcelo merece uma festa bonita de despedida condizente com o maior jogador da história do basquete do Flamengo.

André Amaral disse...

Mesmo assim, Barreto, não temos 30 jogos complicados. Não tinha explicação perder para Macaé, Uberlândia e Minas, passar sufoco contra Liga Sorocabana, Palmeiras e Brasília.

A fase hoje do Marcelinho é péssima, mas pra manter uma rotação de 14, 15 minutos não acho ruim. Precisa ver como e com que cabeça ele vai voltar.

Anônimo disse...

Barreto, perfeito seu comentário, claramente o Flamengo se acomodou após o tremendo sucesso da temporada passada, na minha opinião a imagem perfeita disso é a renovação de um jogador decadente de 40 anos que ganha 80 mil ou mais por mês.

André Amaral disse...

Jogador decadente que acabava de ser o MVP da Liga das Américas?

Na boa. As atuações do Flamengo estão bem abaixa do nível da equipe por isso a análise não bate de uma possível acomodação.

O Flamengo precisa jogar num nível do Mundial pra vencer o Bauru / Limeira. De resto, pode fazer o que fez nesses últimos três jogos que vence qualquer um.

Anônimo disse...

A questao era as condiçoes para manter ele no elenco. Desde o inicio tinha que estar claro que ele teria menos de 20 minutos por jogo. Para ter um cata de 40 anos no grupo ten que ser assim...
Abs. Marcel Pereira

Anônimo disse...

Concordo com o AndrÉ. O time é o mesmo do mundial e não precisamos de 30 jogos sensacionais. Perder para macae, Minas, palmeiras e ect... O Marcelo está passando por uma fase ruim, assim como qualquer outro cidadão. Acho muito maldoso criar um mostro sobre um cara que alguns meses atrás foi MVP. Iremos aguardar o final da temporada para maiores conclusoes.

Barreto disse...

Marcelo não está passando por uma fase ruim. Ele está começando uma fase de declínio porque vai completar 40 anos. Jogadores muito melhores do que ele entraram neste mesmo declínio. O problema todo é que ele não reconhece a limitação física e quer um tempo de quadra de um jogador de 25 anos. Se por um lado o seu comportamento foi deplorável, por outro facilitará muito para a diretoria a tarefa de não renovar o seu contrato.

Antônio Neto disse...

Bauru é o time a ser batido por enquanto, estão jogando em um nível acima de todos, mas vale lembrar que basquete não tem competição de ponto corrido, não se trata de como começa e sim como termina.

Ano passado o todo poderoso Real atropelava todo mundo e batia recorde atrás de recorde, mas chegou na fase final da temporada caiu de produção, o resultado foi que perderam as duas competições mais importantes da temporada, a euroliga para o azarão macabbi e a liga acb para o Barcelona que passou por muitos problemas durante a temporada, ou seja perderam contra dois adversários que cresceram apenas quando o bicho realmente começou a pegar.

Enfim, isso é para mostrar, que não tem nada de baixar a cabeça, apesar do péssimo começo no nbb temos chances concretas de ganhar tudo ainda, só basta o time continuar nessa crescente e a torcida empurrar o time como já fez várias vezes em momentos importantes.

Antônio Neto disse...

Sobre o Marcelo, problema é que ele recebe salário de jogador top que joga 30 minutos por jogo ou mais, se ele aceitasse uma redução salarial e um papel menos importante no time não teríamos problema, mas é difícil demais um jogador aceitar isso, ainda mais quando um desses jogadores é o Marcelo ou o Leo Moura.

Danilo Pinheiro disse...

Excelente debate amigos.

Concordo com o Barreto no sentido de que independente de titulos ou não, o elenco tem que sofrer uma mudança.

Também manteria Nico, Benite, Marquinhos, Olivinha e Meyinsse. E trocaria os demais.

Como já falei em outro post, tentaria o Henrique Coelho pro lugar do Gege e o Léo Meindl para o lugar do Machado. E para o garrafão veria a viabilidade de Renaldo Balkman e Vitor Faverani, atualmente sem clube. Opçoes que agradam também são Gérson de Mogi, André Emmett, Lucas Cipolini, Marcos Mata.

Opções tem muitas, fato é que assim como o amigo Barreto, também optaria por uma mudança no elenco. Assim como ocorreu ao fim do NBB 5, mesmo com o título.

Ruy Moura disse...

Concordo com o Barreto quando diz que nao temos, no momento, uma rotação para o quinteto titular: Nico, Benite, Marquinhos, Olivinha e Jerome. Excelente time que tem condições de bater qualquer adversário. O problema passa a ser a reposição, com Hermann, Gege e Felicio. E ainda o Marcelinho com mau rendimento. Se o Marcelinho melhorar podemos chegar aos títulos. André tem razão quando fala que poucos times podem complicar na NBB. Tambem acredito que uma seqüência de vitorias pode embalar o time para os playoffs. Depende de melhor rendimento tecnico, porque, afinal, o elenco e campeão mundial!

André Amaral disse...

Danilo, são meus nomes preferidos também: Coelho e Meindl.

Com Marcelinho se aposentando, seriam R$ 80 mil salarial pra trazer um cracaço ou dois bons jogadores. E Herrmann também, que ainda não rendeu tudo que podia.

Danilo Pinheiro disse...

André, eu tentaria um craque pro lugar do salario do Marcelo.

Como já falei tentaria a viabilidade do Faverani para o garrafão, já que ele está sem clube.

Mas não sei se o salário do Marcelinho, que é top no Brasil, é o suficiente para um jogador que essa temporada recebeu 2 milhoes de dolares na NBA, e tem bom mercado na Espanha.

Mas não custa tentar.

Bcb disse...

Para a próxima temporada realmente muito pode e deve ser feito com o elenco.

Mas ainda não estamos lá.

Acho improvável o Flamengo levar qualquer dos campeonatos que disputa jogando o que está jogando, mas não é impossível.

A ida de Olivinha para o banco deveria ter sido um sucesso mas não foi, a volta dele ao time titular tem ajudado muito, não é so o Benite.
Nico, Benite, Marquinhos, Olivinha e Jerome com Herman, Felício, Marcelinho e Gege vindo do banco.
Se o time encaixar, se o Neto encontrar a rotação, ainda dá pra sonhar.

Barreto disse...

Danilo

Faverani joga na 4 e na 5 e daria um outro nível ao nosso time. A soma do salário do Herrmann e do Marcelo por ano não chega a metade do valor que você diz que o Faverani recebe. Acho que é fora da realidade. Outro ponto a destacar é que o Faverani seria uma contratação de risco em virtude das suas constantes contusões graves. Talvez, pelo salário do Marcelo, o Fla consiga trazer um pivô que jogue no leste europeu e certamente não vai dever nada ao Faverani. Tenho visto a Euroliga no site que assino e constato que há muito jogadores que jogam na Lituânia,Croácia, Sérbia, Montenegro e Eslovênia que ainda não estão nos melhores times europeus.É uma questão de pesquisar.
Abraços

Anônimo disse...

Acho que as pessoas estão preocupadas com o reformulação e esquecendo que esse time foi campeão de tudo o que disputou o ano passado, a diferença que nem sempre podemos estar no topo, e muitos times aprendem a jogar contra os melhores, mas até pouco tempo, os mesmos que hj estão criticando, eram os mesmos que falavam que o time do Flamengo era o melhor e tinha ficado mais forte com a chegada do Hermann, lembro de ter aberto um debate em relação a montagem dos elencos (Flamengo e Bauru), inclusive destacando jogador por jogador em cada posição.
O Bauru montou um time para vencer o Flamengo, estudou cada contratação para isso, e estão fazendo um ótimo trabalho, mas tb temos um ótimo time que aos poucos está se reinventando, achando o seu "novo" modo de jogar.
Claro que precisamos sempre melhorar, mas se o Flamengo acertar o caminho, temos time SIM para vencer todas as competições, todo o time precisa de uma adaptação para mudar seu jogo, a 1ª atitude foi reconhecer que não SOMOS mais o time a ser batido, mas um deles...
SRN para todos e o BASQUETE CONTINUA SENDO O ORGULHO DA NAÇÃO!!!

André Amaral disse...

À título de informação: O contrato do Machado foi renovado em 2012 pela Patricia por três anos (quando ele estava com 37 anos). O mais bizarro é que o contrato vence em dezembro desse ano, com a temporada terminando em junho de 2015.

Danilo Pinheiro disse...

Concordo que Faverani é uma opção muito dificil Barreto.

Pra essa posição de jogador 4 tem algumas opções que gosto de jogadores latinos, que acho que seriam mais viaveis.

O Porto-riquenho Renaldo Balkman hj na D-League, o dominicano Eulis Baez do Gran Canarias e o Colombiano Juan Palacios hj na Turkia.