quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

NBB 2014/2015: Mogi 94 x 98 Flamengo


Uma vitória importante contra o vice-campeão da Liga Sul-Americana e ainda por cima fora de casa.

O Flamengo derrotou o Mogi por 98 x 94, chegando ao terceiro lugar com cinco vitórias em sete jogos.

Não foi uma grande partida, as duas equipes cometeram 42 erros e o Rubro Negro precisou chutar 39 bolas de três matando 18, aproveitamento de 46,2%.

A equipe sofreu nos rebotes no primeiro tempo. Mogi conseguiu incríveis 25 contra apenas 8 rebotes da equipe da Gávea. A defesa estava em uma noite ruim, porém mesmo assim foi pro vestiário perdendo apenas de 50 x 46.

O Flamengo começou melhor o terceiro quarto abrindo 8 x 0. Mas errou demais, foram oito no total e o Mogi foi pro quarto final vencendo por 66 x 64.

Eis que veio o quarto decisivo. A equipe sofreu na defesa, levou 28 pontos, mas viu um Marquinhos chamando a responsabilidade com sensacionais 17 pontos, 5/6 na linha de três pontos. Com um ataque sufocante no perímetro contra uma defesa zona do Mogi, o Flamengo fez 34 pontos e venceu a partida graças ao seu poderio ofensivo.

É evidente que o time ainda não é o que todos esperavam. Alexandre Póvoa disse ao blog em entrevista passada que estava formando uma equipe mais qualificada e equilibrada em comparação à temporada anterior, pois mesmo sendo campeão de tudo, não rendeu tudo que podia e poderia ter ganho algumas partidas com mais facilidade.

Os jogadores ainda cometem erros bobos, andam desatentos, meio preguiçosos. Saiu de um clímax que foi o Mundial e os amistosos da NBA para "partidas comuns do NBB". É preciso virar a chave e saber administrar.

Laprovittola nem de longe lembra o maestro do ano passado, mas mesmo assim terminou com 11 assistências e 11 pontos.

Uma vitória importante, pra dar moral. Pode fazer com que o time volte ao foco, volte a ser aquele que encantou contra o Maccabi na final do Mundial.

Próximo desafio será contra o São José nesta sexta-feira também fora de casa. A equipe paulista passou sufoco contra o Macaé. Conseguiu tirar uma diferença de nove pontos no quarto final e venceu por 80 x 79.

5 comentários:

Luiz Filho disse...

Vitória importante, mesmo!
O Flamengo tem alguns jogos chave, que não pode nem rodar o elenco direito. Esse foi um deles. Tem que varrer o interior de SP para se impor, colocar ordem na casa. Sair do ginásio com a torcida fazendo festa e a adversária calada.
Essa tem tudo para ser uma temporada dura.O importante é classificar entre os 4, vencer a LDA e chegar bem para os Playoffs.
Temporada difícil para o campeão do mundo.

Barreto disse...

Li hoje uma reportagem sobre os atrasos nos salários do basquete do Flamengo que completarão 3 meses no dia 20 de dezembro, Flamengo, fato este que está sendo motivado pelo atraso no repasse da verba de patrocínio incentivado proveniente da TIM. A matéria deu destaque para a situação do Herrmann que desde que chegou ao Flamengo ainda não recebeu qualquer salário integral. Estes atrasos também aconteceram na temporada passada, pelo mesmo motivo, e já classifico estas pendências como problema de gestão. Isto não pode acontecer, principalmente quando há uma repetição dos fatos. Alexandre Povoa e Marcelo Vido precisam encontrar uma alternativa, para as próximas temporadas, já prevendo estas dificuldades devido a burocracia na captação destes recursos.
Isto desgasta muito a imagem do clube e, queiram admitir ou não, também atrapalha o rendimento do time.

André, você tem alguma informação sobre esta questão?

André Amaral disse...

Vou procurar saber, Barreto. Está bem desagradável. Ano passado tinha a situação da SKY que estava certa, mas pelos problemas internos tiveram que trocar para a TIM. Mas agora repete-se a mesma situação. Tinham que evitar isso com algum empréstimo pra cobrir esse meio tempo sem a assinatura do contrato com a TIM.

Evitaria essas matérias, os deboches de malas na cesta.

Marcelo disse...

É mesmo muito desagradável isso...
André, com relação à sugestão de pegar algum empréstimo para corrigir o fluxo de caixa, acho que talvez deva ser um pouco complicado pq o dinheiro do patrocínio entra via incentivo. Nesses casos, não sei se o clube poderia destinar o dinheiro recebido para pagamento de empréstimo. O dinheiro deve ter que ser usado rigorosamente para aquilo que foi previsto no projeto aprovado.

André Amaral disse...

É verdade Marcelo.