quinta-feira, 20 de novembro de 2014

NBB 2014/2015 - Uberlândia 101 x 98 Flamengo


As terras mineiras não estão sendo agradáveis para o Flamengo - seja no campo, seja na quadra.

A equipe Rubro Negra perdeu a segunda partida seguida do NBB, dessa vez para o Uberlândia, um sofrido 101 x 98, de virada.

A exemplo do jogo contra o Minas, o Flamengo vencia por 70 x 56 e bateu o desespero: Marquinhos e José Neto foram desqualificados com faltas técnicas e o Uberlândia arrancou uma sequência de 19 x 04.

Se algum leitor esteve no ginásio, pode contar como foi esse absurdo! Ou a juizada foi caseira ou deu a louca no Marquinhos e Neto.

O Uberlândia matou 17 bolas de três, 50%: 17/34. O Flamengo terminou com 38%, 8/21.

Mesmo assim o Flamengo voltou a liderar a partida com 83 x 80, depois 96 x 94. Audrey empatou. Na sequência o Olivinha só acertou um lance livre: 98 x 97. Na volta, novamente Audrey matou uma bola de três e fechou a partida.

Herrmann outra vez foi o cestinha: 20 pontos e 7 rebotes (Já havia anotado 18 pontos e 8 rebotes contra o Minas). Como está jogando o argentino.

Dois jogadores terminaram com double-double: Meyinsse com 19 pontos e 11 rebotes e Olivinha com 13 pontos e 10 rebotes. Laprovittola fez sua melhor partida neste NBB, apesar ainda de seus cinco erros, foram 19 pontos.

O Flamengo viveu a mesma situação na temporada passada, quando perdeu duas seguidas para o Minas fora (84 x 66) e São José em casa (81 x 59). O time se reergueu, juntou os cacos e venceu o então líder invicto Limeira fora de casa por 88 x 67 e depois o Bauru na última partida do ano por 96 x 94.

E mesmo com duas derrotas seguidas terminou líder com quatro rodadas de antecipação. Não tem nada perdido.

26 comentários:

Barreto disse...

André

Realmente não tem nada perdido, mas há uma grande diferença para a temporada passada.No três jogos que o Flamengo perdeu no 1º turno da última temporada, sendo 2 deles seguidos) o time jogou sem Benite, Marcelo e Marquinhos. O que preocupa agora é que o time está completo. Alguma coisa anda errada porque é inadmissível:
-Perder para times tão medianos que provavelmente não estarâo entre os oito primeiros.
- Levar 101 pontos deste time do Uberlândia.
-Cometer sete faltas técnicas em dois jogos.
-Que o Felício faça neste jogo apenas
2 pontos, tendo tentado apenas 4 pontos, e não pegue qualquer rebote.

Tudo está muito estranho.

ismael amorim goulart disse...

O comentarista Renatinho do Sportv sempre chama a atenção que jogador e técnico brasileiro reclamam demais. Ninguém ouviu. Resultado: terceiro quarto contra a Sérvia na Copa. O Marquinhos foi um dos que deram bobeira, depois não adianta pedir desculpa. Para mim quando um jogador ou técnico comete falta técnica ele coloca o lado pessoal e a vaidade acima do interesse coletivo. Porque ele sabe que vai prejudicar a equipe e não está nem aí. Eu discordo totalmente do técnico Neto quando ele, para justificar as técnicas alega que isso acontece porque o time joga com vontade. Se joga com tanta vontade deveria marcar melhor ao invés de tomar 101 no Uberlândia. O Marcelinho também foi desqualificado com duas técnicas. Saldo: 6 técnicas (pelo menos as que eu vi no site da LNB), 6 posses de bola perdidas, 6 lances livres para o adversário, dois jogadores e um técnico expulsos. Desse jeito não dá, mesmo com 98 pontos. E isso já tinha rolado contra o Minas. Vejam a diferença dos jogadores estrangeiros comparados com os nossos, como são muito mais calmos e profissionais. Laprovittola: 19 pontos. Meyinsse: 19 pontos. Herrmann: 20 pontos cestinha absoluto da equipe no nacional. Já o Marquinhos e o Marcelinho que segundo o treinador mostram vontade ao reclamarem fizeram juntos 15 pontos.

Anônimo disse...

O Flamengo fez jogo de igual para igual com 3 dos 6 piores times do campeonato: LSB, Minas e Uberlandia. Tem muita coisa errada e nao eh so problema de salario. Uma porrada de falta tecnica uma atrs da outra e o treinador diz que "sempre fazemos isso". Um bando de marmanjo com nais de trinta anos e repetindo os mesmos erros infantis e achando que faz parte do jogo. Marcelinho Machado com um pouco menos de tempo de quadra, mas mesmo assom ficando mais do que deveria ficar. Porra, ele tem 40 anos!!! E o Hermann tem 35 e o Marquinhos quase 35. Nao eh possivel que o Neto erre tanto n rotaçao.
Abs. Marcel Pereira

Antônio Neto disse...

Sobre o lance das faltas técnicas, isso desde que eu acompanho sempre foi um problema para o Flamengo, muitas vezes complicamos partidas quase ganhas com isso, algo precisa ser feito, mas para mim tá claro que não dá para esperar algo dos jogadores quando nem mesmo o técnico do time consegue controlar o seu próprio ânimo e assim dar um exemplo para o resto.

Penso que nessas horas fica claro a falta de um diretor técnico( ou diretor de basquete se assim preferirem), certamente o time já teria levado um esporro igual aquele do Ximenes rsrs

Anônimo disse...

é brincadeira jogadores com mais de trinta anos tomando falta tecnica,eo Neto o assistente da seleção será que ele não aprende nada com tecnico da seleção brasileira, ve se o tecnico da seleção toma falta tecnica. Marcelinho é foda eu queria que alguem me responde se, se no contrato do Marcelo ou do Neto que ele Marcelo não pode ser reserva, e do Neto que não pode tirar o Marcelo

ismael amorim goulart disse...

O Antônio Neto quem falou que o Flamengo não tem diretor técnico no basquete? Chama-se Marcelo Machado.

Barreto disse...


Comentários como este do Ismael apenas carregam uma alta dose de passionalidade e não agregam absolutamente nada. Todos sabem que hoje o Flamengo tem uma hierarquia forte no basquete com Marcelo Vido e, em nível acima, Alexandre Póvoa.
Ambos tem muita autoridade e grande conhecimento de basquete e são eles que definem os rumos do basquete e muito mais do que isso, jamais permitiriam qualquer insubordinação no elenco. Basta ver que o Neto lutou para manter o Shilton no elenco e não conseguiu. Estamos muito bem servidos na direção técnica e usando um termo forte, diria que eles são os manda- chuvas do basquete.O Neto tem autonomia para dirigir o time, mas se chegar um dado momento que a escalação estiver comprovadamente atrapalhando o rendimento do time, certamente eles irão sem dúvida interferir.
A questão passa por outra esfera. É necessário ganhar rítimo de jogo porque a pré- temporada para ganhar realmente condição física não houve e os jogos nos EUA, salvo a divulgação da marca, nada acrescentaram a não ser deslumbramento.Torna-se urgente também resolver a questão do pivôt reserva pois continuar como apenas o Felício para a rotação é temerário e pode comprometer toda a temporada.
Calma Ismael !

Antônio Neto disse...

Barreto, discordo de você nessa. Eu sou fã do trabalho do Póvoa e do Vido, mas a função a função administrativa deles não se restringe só ao basquete, um é o vice presidente de esportes olímpicos e o outro diretor da mesma área, ou seja a estrutura administrativa do Flamengo no basquete é a mesma de muitos clube sociais, não há um núcleo administrativo especifico para o Basquete, não temos um diretor financeiro ou técnico e nem setores de marketing ou de comunicação independentes, enfim, coisas essências para administrar um clube profissional em qualquer esporte.

ismael amorim goulart disse...

Barreto melhor você se decidir. Primeiro fala que meu comentário é passivo e depois pede calma. Contraditório não é mesmo. Quando eu disse que o Marcelinho é o diretor foi com tom de ironia que até uma criança de 2 anos notaria. Quantos anos você tem? Menos que dois?
Outra coisa que você disse: diretoria interferindo na escalação? Eu hein! São diretores ou generais?
Mas já que você garante que o time tem comando eu e a torcida do Flamengo estamos mais tranquilos. Os salários serão quitados e as faltas técnicas foram as últimas. Tem um pessoal que dá muita "Bandeira".

Antônio Neto disse...

Sobre a pré-temporada, penso que não tiramos proveito como poderíamos, era a oportunidade perfeita para compararmos e assimilarmos vários aspectos táticos, a final enfrentamos algumas das equipes mais fortes do mundo e que jogam um basquete muito mais moderno que o nosso.

Infelizmente tenho a sensação que aprendemos quase nada com essa experiência,talvez o único aspecto visível de jogo que mudamos é a intensidade e o ritmo praticado na quadra, os jogadores parecem estar correndo mais e a média de posse de bola por jogo aumentou tranquilamente uns 30% ou 40%, mas não penso que tenha sido algo positivo para um elenco com mais características de basquete FIBA do que de NBA.

André Amaral disse...

Caros, temos o André Guimarães como diretor.

Anônimo disse...

shilton melhor que eto'o
sidão santana = shilton + 17 cm.

Antônio Neto disse...

André, ele aparece tão pouco que tinha me esquecido total dele rsrs

No caso ele tem uma função de diretor mesmo? É que no site do Flamengo fala em supervisor, talvez seja a mesma coisa na prática.

Marcelo disse...

Franca está correndo o risco de ter que liberar seus jogadores por falta de grana. Será que o Flamengo não poderia tentar contratar alguém de lá? Especialmente para a rotação no pivô.

Anônimo disse...

traria o Leo ou Lucas Mariano

ismael amorim goulart disse...

Os caras saem do Franca sem receber e vão pro Flamengo pra ficam sem receber mais ainda. Melhor ficar por lá pelo menos tem ginásio.

André Amaral disse...

Me ajuda, né Ismael....que comparação ridícula...o time deles pode acabar por falta de patrocínio. Se vc acha que aqui está pior, paciência.

Anônimo disse...

Realmente não dá pra comparar franca com flamengo...

Anônimo disse...

É a mesma coisa que comparar Bill Russel com Wagner...

ismael amorim goulart disse...

André, o torcedor internauta no comentário postado quer tirar o jogador do Franca para trazer pro Flamengo.
Olha só, o torcedor do Franca também tem direito de ser feliz, ter seu time e torcer, muita soberba do flamenguista achar que pode tirar o jogador deles. Quem tem contrato com eles é o Franca. Trazer os atletas pro time que eles torcem e que também passa pelos menos problemas é soberba: cara de pau.
Você disse que meu comentário é ridículo.
Então faz o seguinte: diga o que você me disse para o torcedor do Franca, na cara deles, lá em Franca. Vamos ver o que eles dirão pra você, se é que dirão alguma coisa civilizada.
Eu descobri seu blog no começo de agosto quando eu procurava no Google notícia sobre a contratação do Herrmann, vi que tinha a notícia bem apurada e resolvi fazer um comentário.
De lá para cá fui crítico (como sou em outros fóruns e redes sociais) más nunca faltei com respeito com ninguém (tipo isso ridícula), no máximo fui irônico, mesmo sacando, desde o início que o pessoal do blog era meio chapa branca, já fiz a ironia sobre isso quando disse que o pessoal dá muita “Bandeira”.
Fora que hoje todo mundo sabe que tem clube que manda os próprios funcionários detonar quem detona a administração deles.
No entanto, toda vez que vejo alguma coisa errada, critico, acho que o torcedor tem esse papel, principalmente na era do sócio torcedor. Fora o fato de viver num país democrático e que a constituição garante.
O Flamengo só levou fumo nesse final de ano, e vejo uma galera chapa branca, isso, só pra não dizer puxa saco e que fica defendendo dirigente.
Caso eu não seja bem vindo ao seu blog, diga já, que não vou mais assombrar ninguém.
Só lembro o seguinte: sou paulista e torço pro Flamengo.
O que tem de carioca que vem pra cá e vira a camisa, puxa saco de paulista, é só ligar a TV. Eu sou o contrário e, as vezes me sinto como um palestino em Israel.
Não tenha dúvida que é o pior lugar pra alguém torcer pro Flamengo.
E, só isso, já me dá moral pra ter personalidade pra criticar o que eu acho que tá errado.
Meu comentário não é ridículo, nem passivo, nem desrespeitoso ou agressivo, também não acho que Franca não pode ser comparada com o Flamengo, pelo contrário, são 11 títulos nacionais contra 4, não é a toa que é nacionalmente conhecida como a capital do basquete.
Também não vou te ajudar.

Anônimo disse...

Ismael, o barreto nao disse passivo. Ele disse passional. Acompanho o blog ha anos e nunca havia presenciado esse tipo de reacao. Foi voce que passou do tom. Sobre o "bandeira", tambem acho que o blogueiro apoia a diretoria atual. Acho que faz parte do grupo SoFla. Eu apoio e acredito que a maior parte dos frequentadores deste blog tb (ao menos os que fazem comentarios). Nao sei se voce conhece a oposicao do flamengo, mas imaginar o clube voltando à política de irresponsabilidade financeira e amadorismo é dureza. Por isso comentarios tao passionais incomodam, porque é ese sentimento de boa parte da torcida que alimenta o que o flamengo tem de pior em sua política. O basquete do flamengo é muito bem administrado (atual campeao de tudo) e por isso nao acho que a indignacao se justifique. A situacao de franca hoje é muito pior, independentemente da enorme tradicao. Os contratos de patrocinio envolvem questoes buracraticas, ainda mais se envolver incestivos fiscais. Sao situacoes imprevisiveis, entao nao é para tanto.

Barreto disse...

Realmente o Ismael confundiu passionalidade com passividade. O que que eu posso fazer? Temos uma direção formidável e um time não menos formidável. Por isso acredito que teremos uma temporada brilhante, mas precisamos pagar todos os salários devidos o quanto antes. Esta diretoria é realmente formidável, mas a repetição de atrasos salariais por dois anos seguidos e pelo mesmo motivo já mostra um problema de gestão.Isto não pode se repetir.

Anônimo disse...

Flamengo(Bill Russell) Franca(Waguinão)

Anônimo disse...

Flamengo campeão mundial de basquete, Franca ???

Anônimo disse...

Se o cara for flamenguista mesmo vai saber que o Flamengo tem 9 títulos nacionais e não apenas 4 como ele afirmou. Isso prova que só começou acompanhar o basquete rubro negro de uns 7 anos pra cá...

Marcelo disse...

Caro Ismael, eu não quero tirar nenhum jogador de Franca e trazer pro meu time. Os próprios dirigentes de Franca vinham dizendo que os jogadores poderiam ficar à vontade para procurar outros times caso a equipe não conseguisse patrocínio antes do limite de jogos para transferência. Eu só quis debater o assunto, em especial com a questão das atuações ruins do Felício nesse começo de NBB, o que indica que o Flamengo pode sentir a carência de mais um pivô no elenco.