quarta-feira, 19 de novembro de 2014

NBB 2014/2015 - Minas 78 x 76 Flamengo - Atualizado


Pelo segundo ano consecutivo o Flamengo (3-1) não consegue superar o Minas (2-2) em Belo Horizonte. Pela quarta rodada do NBB, o Rubro Negro foi derrotado por 78 x 76 e perdeu a invencibilidade no campeonato.

O Minas tem uma equipe modesta, jovem com apenas dois jogadores experientes: Shilton e Collum. O pivô só marcou cinco pontos e o segundo errou todos os chutes de três, sua especialidade.

Nas primeiras rodadas o Flamengo teve média de 98 pontos por jogo e garantiu as vitórias, hoje nem a defesa estreou no campeonato e muito menos o ataque nos deu a vitória.

Herrmann foi o cestinha com ótimos 18 pontos e 8 rebotes. Mas o jogo coletivo não funcionou: do banco vieram apenas sete pontos.

Nos rebotes o Minas dominou: 46 x 36 com grande atuação de Ansaloni e seus 13 rebotes.

A decepção fica por conta o Felício. Fez boas partidas na NBA, bons jogos pelo Estadual, mas, sob a responsabilidade de ser o reserva imediato do Meyinsse, está apagado nesse começo de NBB.

Próximo jogo será contra o Uberlândia (1-2) também fora de casa na quinta-feira, às 20h.

ATUALIZAÇÃO. O post será atualizado com um relato de um leitor que esteve in loco e viu a derrota do Flamengo com dois detalhes a meu ver decisivos: duas faltas técnicas com o time à frente do placar e Meyinsse eliminado com cinco faltas faltando quatro minutos para o final do jogo e Felício não substituindo à altura:

Estive ontem no ginásio do Minas. Não concordo com a avaliação de que o time precisaria de mais humildade. Ontem a defesa funcionou relativamente bem, com exceção da marcação no Alex (normal, até porque ele foi marcado pelo marquinhos e pelo marcelinho durante um bom tempo), que carregou o time do Minas e acabou com o jogo. Além da defesa, o time foi punido com duas faltas técnicas por reclamação, o que mostra que a equipe estava envolvida com o jogo. O maior problema do time foram as péssimas atuações do Felício e do Benite. O Felício jogou um pouco no segundo quarto, mas logo foi sacado, porque estava comprometendo na defesa contra o Ansaloni. Resultado: Jerome eliminado com cinco faltas a quatro minutos do fim do jogo, que estava empatado. Foi a partir da saída do Jerome e entrada do Felício que o Minas cresceu nos últimos minutos. O Benite foi muito mal também. Outra nota negativa foram as faltas técnicas. No terceiro quarto, quando o Flamengo tinha passado à frente no placar pela primeira vez, foram duas faltas técnicas (adivinhem quem fez a primeira? Marcelinho Machado). Outra nota negativa foi o tanto que o armador reserva do Minas irritou o Gegê e o time do Flamengo com uma marcação física (e faltosa). O Neto deveria ter voltado com o Laprovittola, mas manteve o Gegê e, neste momento, a distância caiu e o time do Minas virou o jogo. Enfim, acredito que o Benite irá crescer ao longo da competição, mas estou preocupado com o desempenho do Felício. Não dá para o Jerome jogar mais de 30 minutos, pois assim ele será eliminado com cinco faltas em todas as partidas e não teremos nosso melhor pivo no momento de decisão. Nota positiva: Hermann está jogando demais! Levantou o ginásio com uma bandeja sensacional, matou bolas de três decisivas e demonstrou uma frieza impressionante nos lances livres. Foi o melhor jogador do Flamengo. Ou melhor, tem sido o melhor jogador do Flamengo nessas primeiras partidas do NBB.

16 comentários:

Barreto disse...

Na minha opinião a derrota, por si só, não preocupa, até porque no NBB6 o Flamengo já havia perdido para o Minas,embora naquela situação o time estivesse muito desfalcado.
Os cincos titulares pontuaram muito bem, tendo o Nico a menor com 10 pontos.
Os titulares fizeram 69 pontos e aqueles que vieram do banco apenas 7.
Não me lembro de outra situação igual a esta. Alguem lembra do Olivinha marcando apenas 4 pontos? E o Benite 2 . Por isso digo que a derrota não me preocupa, pois foi um dia realmente que o banco não funcionou, o que considero uma situação atípica e que dificilmente se repetirá..
O que preocupa mesmo é o péssimo desempenho do Felício, o qual eu já via destacado no post anterior e agora corroborado pelo André.
Este seu desempenho está forçando um tempo excessivo de quadra do Jerome( hoje jogou quase 35 minutos), o que afeta o seu desempenho e aumenta a probabilidade de lesões.
A aposta no Felício parece que não vingou e agora fica difícil remediar, pois não há mais espaço para estrangeiros e nem pivôs brasileiros de bom nível que possam ser contratados, o que poderá comprometer a temporada do NBB7. Com relação a liga das Américas o problema é menor porque não há limitação de estrangeiros.

Anônimo disse...

Esta derrota talvez de o choque de humildade que o grupo esta precisando. O sapato tem andado muito alto. O Neto tem feito pessimas escolhas. Nao ha nenhuma explicaçao aceitavel para o Marcelinho estar tendo todo o tempo de quadra que tem tido. Ta tudo muito errado, e as vitorias apertadas nos jogos anterios jah indicavam isto.
Abs. Marcel Pereira

Bcb disse...

Olha, já havia escrito isso umas semanas atrás mas esse começo devagar no NBB era absolutamente esperado.
O maior objetivo do Flamengo na temporada foi conquistado no 2 jogo oficial com a conquista do mundial.
Os jogos na NBA forma ótimos para a divulgação do clube e dos jogadores mas certamente o período de treinos por lá não deve ter sido bom pelas viagens e pelo turismo natural de maneira que, por mais contraditório que possa parecer, a preparação do Flamengo para este NBB deve ser a pior dos últimos dois anos, em um momento em que a Liga está mais forte.
Outra coisa é o relaxamento natural.
Acho que como o NBB só acaba daqui a muitos meses, temos boas chances de ganhar de novo mas em relação à Liga das Américas, não sei não...

Anônimo disse...

Tem bons pivôs no mercado: Fab Mello saiu do Paulistano e está sem clube e tem o Hátila, que estava no Uruguai. São bons pivôs que podem revezar com o Meyinsse. Felicio definitivamente não pode ser pivô, o estilo de jogo dele tá mais pra posição 4. Outra coisa: Marcelinho tem que ser opção no banco. Ele joga na 2, quem joga na 2 tem que marcar e ele não marca. Já tá na hora do Benite virar titular.

Anônimo disse...

acho que o Felício não tem condição de ser reserva do Meyinsse ainda não tá preparado, e quanto ao pivos Fab Mello não foi mandado embora do Paulistano por deficiencia tecnica eo Hátila pode ser uma boa. Posso até ser criticado mas essa temporada na nba foi uma merda pro time foram lá pra passear

Anônimo disse...

Estive ontem no ginásio do Minas. Não concordo com a avaliação de que o time precisaria de mais humildade. Ontem a defesa funcionou relativamente bem, com exceção da marcação no Alex (normal, até porque ele foi marcado pelo marquinhos e pelo marcelinho durante um bom tempo), que carregou o time do Minas e acabou com o jogo. Além da defesa, o time foi punido com duas faltas técnicas por reclamação, o que mostra que a equipe estava envolvida com o jogo. O maior problema do time foram as péssimas atuações do Felício e do Benite. O Felício jogou um pouco no segundo quarto, mas logo foi sacado, porque estava comprometendo na defesa contra o Ansaloni. Resultado: Jerome eliminado com 5 faltas a 4 minutos do fim do jogo, que estava empatado. Foi a partir da saída do Jerome e entrada do Felício que o Minas cresceu nos últimos minutos. O Benite foi muito mal também. Outra nota negativa foram as faltas técnicas. No terceiro quarto, quando o flamengo tinha passado a frente no placar pela primeira vez, foram duas faltas técnicas (adivinhem quem fez a primeira? Marcelinho Machado). Outra nota negativa foi o tanto que o armador reserva do Minas irritou o Gege e o time do flamengo com uma marcação física (e faltosa). O Neto deveria ter voltado com o Laprovittola, mas manteve o Gege e, neste momento, a distância caiu e o time do Minas virou o jogo. Enfim, acredito que o Benite irá crescer ao longo da competição, mas estou preocupado com o desempenho do Felício. Não dá para o Jerome jogar mais de 30 minutos, pois assim ele será eliminado com 5 faltas em todas as partidas e não teremos nosso melhor pivo no momento de decisão. Nota positiva: hermann está jogando demais! Levantou o ginásio com uma bandeja sensacional, matou bolas de três decisivas e demonstrou uma frieza impressionante nos lances livres. Foi o melhor jogador do flamengo. Ou melhor, tem sido o melhor jogador do flamengo nessas primeiras partidas do NBB.

André Amaral disse...

Ótimo o comentário de quem esteve in loco. Realmente levar FT à frente do placar é de lascar.

E essa do Meyinsse fora do jogo com cinco faltas faltando quatro minutos fica complicado e dá pra entender a derrota.

De bom mesmo é ver o Herrmann destruindo.

Barreto disse...

Com este comentário anterior fica claro que o nosso problema mesmo reside no garrafão. Tomar 2 faltas técnicas também é demais! O Fla não pode perder para este time do Minas. Alguém sabe o motivo da saída do Fab Melo do Paulistano ? Qual foi a indisciplina que ele cometeu?

Antônio Neto disse...

A observação do Barreto é muito boa, o Felício vem jogando surpreendetemente muito mal e sendo um peso para a rotação do time, sinceramente não sei o motivo por ele estar de repente apresentando tantas dificuldades para jogar o seu basquete, na pré-temporada inclusive me deixou com a sensação de que poderia ter mais minutos em quadra durante o resto da temporada.

Outra preocupação é a grande diferença de rebotes ofensivos entre a nosso equipe e a equipe de minas, isso é algo que vêm se repetindo durante a temporada, certamente é um aspecto que deve ser melhor treinado.

Agora fugindo um pouco do jogo em si, considero inaceitável que o torcedor só possa assistir 2 jogos por semana do campeonato e apenas 5 ou 6 jogos do seu time durante uma fase regular inteira, mais revoltante ainda quando se tem uma infinidade de vts de jogos de futebol preenchendo as grades, mas enfim, tá tudo certo, já estão fazendo demasiado ao passarem dois jogos por semana , e tão pouco importa se serão dois jogos mesmos que serão transmitidos (na segunda semana passaram apenas um jogo). Olha que se tivessem uma cobertura pré e pós jogo já seria algo, mas infelizmente nem isso temos.

A LNB por sua vez vem tentando fazer um trabalho legal e transmite por conta própria 2 jogos por semana via web (alguém já conferiu?), gosto da ideia e me parece algo bem ousado, mas continuo pensando que gastam demasiado recursos com microfones e equipe técnica( narração, comentarista, repórter, camêra man, equipe de aúdio e etc), quando poderiam transmitir mais jogos apenas usando uma camêra fixa e um microfone que pegasse apenas o som ambiente.

Acho que os próprios clubes aqui poderiam fazer isso, muitos clubes estrangeiros utilizam esse recurso, se não houver algum entrave contratual, não vejo motivo para não fazerem aqui.

Enfim, deixo aí a minha sugestão para o pessoal responsável pelo basquete do Flamengo. SRN.

Antônio Neto disse...

Parece que o time tá com 3 meses de direitos de imagem atrasado. Tomará que resolvam essas questões burocráticas logo, mas me pergunto se não dava para terem antecipado essas negociações. É chato demais essa situação.

Barreto disse...

André Amaral

Sei que o Alexandre Póvoa acompanha o seu blog e, inclusive, a utilização do telão exibindo o jogo do Flamengo contra o Orlando foi sugestão feita no seu blog.

Acho que inicialmente apostar no Felício com uma única opção para a rotação dos pivôs, foi uma decisão correta mas agora precisa ser repensada. Acho que o Póvoa e o Marcelo Vido estão acompanhando os jogos e os nosso comentários.
Tenho certeza que isto os ajudarão a reavaliar a questão e , se necessário, efetuar os ajustes necessários.

Anônimo disse...

Fab Melo está em boa forma fisíca e técnica. Ele foi dispensado do Paulistano por ter brigado com o Gustavo de Conti, por não aceitar a reserva. Seria um excelente reforço pro Flamengo.

Anônimo disse...

Também estive lá. Além das faltas técnicas, houve alguns erros de arbitragem, uma falta dupla absurda num lançe que o Gegê foi claramente empurrado. A torcida começou a chamar a juiza de Dilma. Poderíamos ter saído com a vitória sem esses problemas.

Porém, com exceção do Hermann, acho que todo mundo foi mal (perdi o 1o quarto por causa da fila). O aproveitamento foi muito baixo (44% de 2pts e 26% de 3pts)

Acho inadmissível esse time perder para o Minas, que claramente é bem inferior. Pior pra quem mora aqui, 2 anos seguidos sem vitória sobre esse timinho.


Um abraço.

Elton

ismael amorim goulart disse...

Derrota normal, ano passado o Flamengo tomou de 21 pontos do Minas, só que desfalcado do Marcelinho, Marquinhos e o Benite (esse tá mal mesmo). O José Neto já sacou que o Marcelinho e o Herrmann não podem atuar juntos (a não ser no início), aí ele vai intercalando uma hora um, outra hora o outro, só que, dá muito mais tempo de jogo pro Marcelinho. Contra o Paulistano o Marcelinho jogou 28 min e anotou 8 pontos, o Herrmann na mesma partida jogou 21 min e fez 21 pontos, ontem o Herrmann jogou 26 min e fez 18 pontos já o capital ficou em quadra 30 min e fez 12 pontos. Contra a Liga Sorocanaba e Franca o Herrmann foi respectivamente o sexto e sétimo jogador do Flamengo em tempo em quadra, ou seja, começou como titular mas com tempo em quadra de sexto e sétimo homem. Pra galera que já pegava no pé do Marcelinho, vai se preparando pro restante da temporada porque o Neto não vai barrar o capitão e com isso o Herrmann vai ficando de fora, tomara que seja uma impressão apenas em relação a esses jogos iniciais. Boto muito fé no Felício, chega de contratações, no início tava todo mundo detonando o Herrmann e agora já estão falando em MVP, torcedor é foda. O Herrmann é disparado o cestinha do Flamengo na temporada se tomarmos a relação pontos x tempo em quadra.

Antônio Neto disse...

Fab Melo é fraco e indisciplinado.

E concordo com o Ismael, sou mais apostar no Felício. Qualidade certamente o garoto tem, já fez bons jogos contra adversários muito mais difíceis, acho que ele só tá passando por um mal momento.

Na verdade me preocupa muito mais a forma como o José Neto tá fazendo o time jogar.

Barreto disse...

André Amaral, você sabe explicar o que está acontecendo.
Segundo matéria do GE, os dirigentes do Fla afirmam que faltam apenas algumas assinaturas com os patrocinadores para serem pagos alguns salários em atraso ( direitos de imagem)do basquete. Como um planejamento financeiro pode esbarrar apenas em assinaturas de contratos? Tenho a impressão que a questão não é tão simples assim. Problema similar já aconteceu no segundo semestre de 2013 e só foi resolvido em janeiro deste ano.