quinta-feira, 16 de outubro de 2014

NBA: Flamengo 88 x 106 Orlando Magic


O Flamengo fez uma partida bem abaixo da atuação do primeiro jogo na NBA e perdeu para o Orlando Magic por 106 x 88.

Dessa vez a franquia americana nem permitiu o Rubro Negro dominar o primeiro quarto. Ao contrário do Phoenix Suns, o Orlando fazia sua quinta partida na pré-temporada e desde o começo já liderava, não ficando atrás do placar em nenhum momento.

Congestionado o garrafão no ataque e na defesa, o Orlando forçava os tiros de longa distância da equipe de José Neto. Sem paciência para trabalhar as jogadas, o Flamengo entrou no jogo desejado pelo adversário: muitos chutes de fora, foram 31 tentativas e rapidíssimos contra-ataques sofridos.

Coube a Marcelinho tentar segurar o placar. Mas os 29% de aproveitamento na linha de três pontos e vários erros bobos impediam qualquer reação.

Nos rebotes, a diferença foi gritante: 50 x 31 para a equipe americana.

Marcelinho foi o cestinha: 20 pontos com incríveis seis bolas de três pontos. Laprovittola quase alcançou seu segundo duplo-duplo: 15 pontos e 9 assistências. Olivinha quando não resolve chutar de longa distância, vai bem: 11 pontos e 8 rebotes. Felício demonstra que é um jogador bem diferente da temporada passada, evoluiu.

O Flamengo venceu apenas o segundo quarto: 26 x 21.

Com um público de mais de 13 mil torcedores, a torcida cantou e tentou empurrar a equipe Rubro Negra. Foi impressionante. Eram cânticos típicos de Maracanã e vaias para os donos da casa.

Outra vez Marquinhos não foi o jogador decisivo que todos esperavam, logo o ex-NBA. Herrmann também esteve apagado. Mas quem destoou mesmo foi o armador Gegê, que distribuiu alguns passes toscos. E Caracter outra vez ficou devendo, se fez alguma graça na defesa, no ataque não conseguiu se impor.

Próximo jogo será na sexta contra o Memphis Grizzlies, às 21h.

E segue a simpatia do twitter do Orlando:



E o perigo com as boas atuações do Felício e Laprovittola. Trecho do post do ótimo blog 21:

"O promissor Cristiano Felício foi novamente muito bem contra os gigantões da NBA. Vamos escrever mais sobre ele depois da partida de sexta contra o Memphis Grizzlies. Só dá para adiantar que o desempenho já volta a chamar a atenção dos scouts da liga. Entre eles está um colega meu, a serviço de uma franquia da Conferência Oeste. No duelo desta quarta, pelo menos cinco times estavam presentes em Orlando – claro que para tomar nota de tudo, e, não, especificamente sobre o pivô. Sem contar os que acompanhavam a partida pela TV, como no caso desta fonte. Descrição de conversa com ele. Eu disse: “Se alguém tivesse escolhido Felício no final do segundo round do Draft passado, estaria bem felizagora''. O scout respondeu:''Acabei de dizer isso ao meu chefe''.

5 comentários:

Marcelo disse...

O grande destaque desses dois jogos foi, sem dúvida, a atuação do Felício. Ele mostra que tem um futuro muito promissor. E a grande decepção foi o Marquinhos. Ele deveria ser o principal jogador da equipe e não correspondeu. Acredito que ele não deve estar jogando com a tranquilidade necessária por causa dessa questão da proposta da NBA.

ismael amorim goulart disse...

O Flamengo precipitou quase todos os ataques fazendo tudo que o Orlando queria. Como se isso já não bastasse, abriu muito o garrafão. Eles ganharam todas lá em baixo, defensivamente e ofensivamente. Parecia que a moçada ainda estava na Disney. Se não mudar muito não terá chances contra o Memphis Grizzlies. Mas individualmente, com exceção do Herrmann e do Derrick, todos foram muito bem. Ainda acho o Marquinhos o melhor da equipe, contudo, o Laprovittola caminha pra ser o melhor, hoje ele já é o mais indispensável. Imaginem o Flamengo sem ele.

Anônimo disse...

Oque é engraçado o Marquinhos ta querendo ir pra nba se depender desse jogo, que vai acabar indo é o Marcelinho. Oque me deixa feliz é ver o Marcelinho voltando a ser o Marcelinho certeiro. Ismael concordo não quero nem imaginar esse time sem Laprovitola

Barreto disse...

Realmente não dá para ganhar destes caras não só péla superiodade ténica com também pel tempo de jogo. Reparem que sempre no final do 3º quarta, que já cooresponde quase ao final de jogo na regra FIBA, o Flamengo já não tem o mesmo desempenho físico.

Acho muito difícil o Fla deixar de ganhar algum título nesta temparada no âmbito da América Latina.
Gostaria de destacar alguns pontos:

1º) Precisariamos de um armador reserva melhor do que o GG.

2º) Espera mais do Herrmann.

3º) Na minha opinião o melhor jogador disparado do time é o Nico.

4º) Felício provavelmente assumirá a titularidade na tempoprada,

5º) Acho muito difícil manter o Nico para a próxima temporada e espero que seja mantido pelo menos para esta temporada.

Abraço a todos.

ismael amorim goulart disse...

É bom a diretoria começar a se mexer. No final desta temporada o Flamengo ficará sem ninguém, se não me engano só o Olivinha teria mais um ano de contrato. O Marquinhos pra mim ainda é o melhor só que é tímido e não tem explosão muscular, ele é todo magrinho, comparam ele com o Meyinsse. Quando ataca a cesta é frágil.
O Herrmann ainda vai se adaptar aos esquemas do time e ao ritmo brasileiro. Aposto que vão arrebentar nesta temporada: Nico, Benite, Marquinhos, Herrmann, Felício e o Meyinsse. Acham que o Neto tem peito pra barrar o Marcelinho? Só acredito vendo.