sábado, 27 de setembro de 2014

Mundial de Basquete - 1º jogo da Final: Flamengo 66 x 69 Maccabi


O monstro não era tão feio como parecia, e o Flamengo depois de liderar praticamente o jogo inteiro, permitiu a virada israelense graças a excelente atuação do ótimo Pargo, que anotou 21 pontos, sendo 14 no segundo tempo, e fez anda uma cesta no estouro do cronômetro que foi inacreditável.

Com a derrota por 69 x 66, a equipe Rubro Negra vai precisar vencer por quatro pontos de vantagem no domingo para ser campeã do mundo. Se vencer por três leva para a prorrogação.

E se o público não foi o esperado nessa sexta-feira, pra domingo todos os ingressos se esgotaram e o caldeirão será inevitável.

Dá para ganhar, mas para isso vai precisar melhorar suas bolas na linha de três pontos. O aproveitamento foi horrível: 4/31. E o mais preocupante foram os erros em arremessos sem marcação.

Vendo pelo lado positivo: se com todo esse aproveitamento fraco o Flamengo ficou perto da vitória, se calibrar a mão consegue vencer bem no domingo.

Marcelinho esteve em uma noite péssima. Saiu com 0/8 na linha de três. Laprovittola tentou exagerados 1/9 e não esteve tão bem a armação. Não foi o argentino inspirado da temporada passada, não teve paciência pra servir seus colegas.

Ficou provado que esse time não pode jogar com dois alas. Marcelinho é reserva de Marquinhos. Benite jogando na dois precisa ser o títular.

Outro ponto: Caracter por vezes se viu cercado por dois marcadores e ninguém se aproximava para ajudá-lo. Ele é forte e atrai a marcação, José Neto pode procurar melhorar essa jogada.


O JOGO

No primeiro quarto o time esbarrou na força defensiva do garrafão do Maccabi, forçando os inúmeros tiros de longa distância. Mas o ataque israelense também não funcionava e o Flamengo venceu por 15 x 14.

Caracter já havia entrado no finalzinho do primeiro quarto no lugar de Meyinsse, começou de titular no segundo período e jogou demais. Nos rebotes e dentro do garrafão, o estreante Rubro Negro que fez apenas um treino comandava o melhor momento do time no jogo. Ao lado de Olivinha e Benite o Flamengo abriu 10 pontos de frente: 33 x 23. Com Gegê o time ficou ainda mais veloz e fechou o primeiro tempo com 35 x 30.

O terceiro quarto começou com uma cesta de três de Marquinhos, mas a volta de Marcelinho prejudicou demais a equipe. E com Benite com três faltas, José Neto teve que segurá-lo pro quarto final. Mesmo amassando o aro, a vantagem seguia em cinco pontos: 51 x 46 com uma boa sequência no final.

Já o quarto decisivo o Flamengo seguia à frente do placar, mas Jeremy Pargo matou duas bolas de três seguidas e não permitia que a vantagem se alargasse. Nos três minutos finais os inúmeros erros ofensivos da equipe da Gávea foram punidos com a virada do Maccabi, que abriu três pontos, que só não subiu para cinco graças a dois lances livres errados de Tyus.

Com uma enterrada de Meyinsse a vantagem caiu para apenas um ponto. Mas no estouro do cronômetro a mão calibrada de Pargo colocou o Maccabi com vantagem de três pontos: 69 x 66.


DECLARAÇÃO RIDÍCULA DE MARQUINHOS

O banco marcou excelentes 35 pontos. Caracter anotou um double-double: 10 pontos e 11 rebotes em 22 minutos, Olivinha terminou com 13 pontos e trabalhou muito bem no garrafão. Herrmann em meia hora marcou nove pontos e pegou cinco rebotes.

Eis que após o jogo Marquinhos respondeu de forma ridícula a uma pergunta inocente do repórter sobre as estreias dos estrangeiros Herrmann e Caracter. O ala então disse que ambos não conseguiram implantar seu estilos de jogo, que não entraram bem e que José Neto deveria colocar o time que se conhece.

Uma declaração sofrível, triste e que coloca o ego pessoal acima do Flamengo à beira do histórico título Mundial. E ainda citando o argentino, que vai jogar a temporada inteira, criando um ambiente ruim para o campeão olímpico depois de todo esforço que a diretoria fez para contratá-lo. Depois não adianta chorar se Herrmann virar um novo Lamonte.

É hora de união, esse grupo já passou por poucas e boas na última temporada, não pode se perder agora. A não ser que Marquinhos já esteja com um pré-contrato assinado com a NBA e esteja dando de ombros para o Flamengo, o que não acredito.

14 comentários:

Barreto disse...

Marcelo não dá mais e está na hora de parar. Que técnica apurada tem o Caracter. Parece muito mais jogador do que o Jerome.
Marquinhos foi muito infeliz. Tanto na análise quanto na hora de se manifestar.

ismael amorim goulart disse...

Me lembro do Lamonte, americano vindo da Argentina. Foi embora depois do primeiro mês e depois venceu o Flamengo toda vez que enfrentou. Marcou dois pontos em um mês. Foi embora falando mau do Flamengo, do Rio e do calor.
Em jogos desse nível o Marcelinho realmente não dá mais. Para a maioria dos jogos do NBB 7 ainda dá.
O Flamengo errou muita coisa que normalmente não erra e, dessa forma, e não errando tanto, acho que tem boas chances no domingo.
O regulamento é mais intrincado do que a gente imagina. Pelo que eu entendi o jogo só irá para prorrogação se terminar 69 a 66. Caso o Flamengo vença por três pontos de diferença só que por um placar maior, ex: 70 x 67 será o campeão, já o contrário: Fla 68 x Maccabi 65 por um placar menor, eles levam.
1º Critério é nº de vitórias.
2º Saldo de pontos.
3º Ataque mais positivo.
O que importa é que esse time é vencedor, superou virada do Pinheiros na decisão da Liga das Américas, do Paulistano na final do NBB 6, e mesmos que perca do Maccabi a galera tem que reconhecer, aplaudir e agradecer pela temporada mais incrível do clube no Basquete.

Antônio Neto disse...

Você perder por 3 de um time campeão europeu é nada mal, mas nesse jogo simplesmente dava para ganhar por 10 ou mais. É só ver que perdemos por 3 em um jogo onde tivemos 10 posses de bola que o adversário. Tinhamos tudo pra ganhar, os rebotes eram quase sempre nossso, o americano Derrick nos deu um volume monstruosos nesse quesito, até o final do primeiro tempo os caras do maccabi simplesmente não conseguiam jogar e mesmo com um aproveitamento baixo nos arremessos nos mantinhamos quase no inteiro liderando o placar. Ao meu ver perdemos a partida pois mostramos um basquete paupérrimo, pouco trabalhamos com a bola, o time em momento algum soube especular o jogo, era só chute de três (3 de 31),sendo que se no final tivessemos tido um pouco mais de paciência para rodar o jogo e explorado um pouco mais o garrafão provavelmente teriamos tido uma eficiência muito maior nos chutes e ganho essa partida, sem dúvidas que era para o José Neto ter chamado a atenção sobre isso, mas infelizmente ele pouco se manifestou no jogo e até mesmo na entrevista pós-jogo.

Outro ponto que quero chamar a atenção é a rotação do time, penso que o Neto complica demasiado as partidas com substituições sem sentidos. Analisando individualmente, penso que Marcelinho fico muito tempo em quadra mesmo fazendo uma partida bastante lamentável. Hermann não tava fazendo uma grande partida,mas ficou muito tempo fora e voltou super frio para o último quarto. Derrick inexplicavelmente foi sacado após conseguir sei lá quantos rebotes seguidos. Benite vinha fazendo um quarto espetacular e o Neto tirou ele da quadra, no final não conseguiu imrimir o mesmo ritmo. Enfim, penso que falta mais leitura de jogo para o José Neto, que é um treinador bravo na gestão de grupo, mas tá longe de ser um estrategista e um gênio tático.

Anônimo disse...

o Neto onten na substituições foi ridiculo po o Marcelo quando ele errou tres bola de tres ja devia ter saido, e esse Derrick no nbb ia deitar e rolar. Eo o Marquinhos ta cavando a saida dele pra nba,ja deve ter acertado com algum time. Eo Marcelinho não da mais pra ser titular

Antônio Neto disse...

Pessoal idolatra muito o José Neto, mas eu não vejo nada demais nele. Esses erros que eu citei ele comete em quase todos os jogos, a sorte nossa é que o nível doméstico aqui é baixo demais.

ismael amorim goulart disse...

Um agente italiano que vem tratando da transferência do Marquinhos soltou para imprensa italiana a notícia da transferência imaginando que o atleta nem disputaria o mundial interclubes. A imprensa paulista tratou de explorar o assunto. Isso detonou o ambiente. Se eu fosse da diretoria do Flamengo afastaria o Marquinhos tento em vista que não há mais clima. Caso o Flamengo fique em desvantagem no jogo de domingo e cada vez que ele pegar na bola a torcida vai vaiá-lo e aí piora tudo. Cada maneira que esses atletas têm de sair de um clube. Agora? Já no início da próxima temporada. Depois de o clube estourar a cota de estrangeiros. O pior é que o contrato dele autoria o jogar sair para NBA sem qualquer tipo de indenização para o Flamengo.

Antônio Neto disse...

Ismael, Marquinhos não fez nada errado, para mim tá mais do que certo em ir jogar na Nba, isso é uma oportunidade única. Se alguém tem que fazer alguma coisa é o clube, que por sinal está de mãos atadas nessa situação toda, pois é quase impossível convencer um jogador ficar no clube com uma proposta toda. E não penso que a torcida vá vaiar ele por isso, eu pelo menos não vou.

E sobre reposição, podem esquecendo, achar um substituto com a qualidade do Marquinhos é impossível, não existe nenhum outro lateral brasileiro com estatura e de qualidade top como ele. Já é certo que perderemos qualidade. Já para a pré-temporada da NBA com o orçamento mais solto, dá para trazer algum gringo de qualidade.

Anônimo disse...

ismael concordo o Marquinhos não deveria começar jogando eu acho que o Neto deveria conversar com ele. E não era hora do Marquinhos falar essa merda, o que me deixa ferrado tinhamos o jogo inteiro na mão e na hora derradeida perdemos

ismael amorim goulart disse...

Não disse que ele errou. Por US$ 1.500.000 por ano, quatro vezes o que ele ganha aqui, ainda mais jogar na maior liga do mundo, eu no lugar dele faria o mesmo. Também não disse que eu vaiaria. Disse que tenho medo de vaiem e que piorem ainda mais as chances que são boas.
No meu texto tá claro que reclamei da maneira, da hora em que tudo acontece, bem no dia do jogo vazou a notícia.
Também não disse que o Flamengo errou. No ano passado quando eles renovaram o contrato era o que dava pra fazer, era isso ou nada.
Quando a bobagem que ele disse no final, acho que ainda está perturbado desde o jogo contra a Sérvia.

Antônio Neto disse...

Ismael, peço desculpas então, pensei que tu tinhas reclamado do Marquinhos. E também acho que o timing foi horrível, mas essas negociações sempre vazam infelizmente, principalmente as negociações que envolvem equipes nba.

E talvez seja só eu,mas to achando que essa polêmica toda vai fazer ele entrar mais focado ainda,to com o pressentimento que o Marquinhos vai comer a bola amanhã.

Anônimo disse...

Será que foi só o Marquinhos que ficou contrariado com a contração do Caracter? Ou isso pode ter gerado mais problemas internos do que a declaração do Marquinhos?

Anônimo disse...

Quem acompanha o basquete do Flamengo sabe que mesmo com o time ganhando tudo nos últimos anos o ambiente lá não é dos melhores. Existe uma panelinha forte lá dentro onde já tentaram até barrar jogador por não querer passar bola pra membros dessa panelinha. Depois dessa temporada é bom esse time passar por uma reformulação e investir em jogadores de nome, mas comprometidos com o grupo.

ismael amorim goulart disse...

Retifico uma coisa: quando disse que o Flamengo não errou. Pensando melhor acho que errou feio. Quando terminou o NBB 6 o Marquinhos deu uma entrevista que pra quem acompanha o basquete vai lembrar que ele disse "não me vejo mais na NBA". O clube deveria ter aproveitado para oferecer um aumento, mais três anos de contrato e em troca uma boa multa rescisória, principalmente, sabendo que ele iria pra Copa do Mundo, iria ser titular e provavelmente iria arrebentar. Foi o que aconteceu e o jogador ficou valorizado, vulnerável e completamente disponível. A NBA não contrata jogador estrangeiro com mais de trinta, tendo ainda que pagar multa, isso porque eles encontram outras opções melhores. O melhor jogador da Copa do Mundo o armador Sérvio Milos Teodosic, dificilmente vai pra NBA porque a multa para o CSKA é milhonária.
Quando o Bauru contratou o Alex, o Jefferson e o Hettsheimeir fez contrato de 4 anos e de 2 anos para o Robert Day, os demais jogadores tem contrato vigente de pelo menos mais dois anos, ou seja, ninguém tira jogar sem pagar a rescisão.

Anônimo disse...

Ismael

Você não está bem informado. O contrato que o Flamengo tem como o marquinhos não o obriga a liberá-lo para a NBA, tanto é que o Flamengo exige uma compensação financeira. Então o contrato não foi mal elaborado como você diz.