quarta-feira, 21 de maio de 2014

Foi realizado no domingo o Encontro Anual de Parceiros 2014. O blog conta como foi


O Flamengo promoveu no domingo passado o Encontro Anual de Parceiros/2014. O amigo e leitor do blog João Duarte esteve lá e conta como foi:

O encontro foi muito bacana. Grande investimento institucional do clube. Eles fecharam um salão do hotel em Copacabana para servir um buffet de alta qualidade e com uma decoração bastante apaixonante, sendo o ponto alto as taças da Copa do Brasil, Carioca, NBB e Liga das Américas.
Com farta opção de bebidas da Ambev e Pepsico (parceira da Ambev) e um vinho da marca Flamengo, o evento reuniu todos os principais parceiros do clube. São atualmente 20 marcas ligadas de alguma forma ao Flamengo. Pelo que percebi apenas a Herbalife não tinha representantes pois tinha um evento interno. Do lado do clube, estavam presentes o presidente, boa parte da equipe de marketing (incluindo Bap, Spindel e Fred Luz), o Vido, Póvoa entre outros. 
Como prestação de contas, foi fraco. Qualquer um que acompanhe mais o clube sabia dos dados apresentados. O Bap discorreu sobre o organograma profissional da nova gestão e alguns pontos do BP, como o dado da queda de R$ 715 mi para R$ 625 mi de divida liquida, enquanto o Spindel mostrou dados de torcida e os produtos que o clube criou que podem se tornar ferramentas para os patrocinadores (Anjo da Guarda, Cadastro Rubro Negro, Facebook, Twitter e o NRN). Depois deles, subiu no palco um representante da Ibope/Informidia que levou os incríveis dados de exposição de marca que o Flamengo proporciona aos parceiros. 
Para mim, que trabalha com captação e esperava trocar muitos cartões, foi decepcionante. O clima era muito descontraído. Diversos empresários não levaram cartão mas levaram as esposas. A despeito disso, o clube acertou em cheio ao estreitar o relacionamento com as pessoas que decidem. Essa maior intimidade com certeza irá influenciar positivamente numa renovação. Ainda mais vindo acompanhada da entrega comercial que o clube tem proporcionado.  
Após a explanação, fomos todos para o Maracanã ver aquela pelada. Foi um pouco constrangedor estar no camarote, ao lado do Eduardo e outros nomes da diretoria, enquanto a torcida direcionava sua raiva para eles. Esse foi um ponto negativo, mas imponderável, não é. O serviço no camarote também podia ser mais caprichado (já fui outras vezes no camarote e o buffet era melhor), tinha apenas Geneal, pipoca, refrigerante e bombom.  
Fiquei muito feliz pela preocupação institucional dessa diretoria. São nessas "pequenas" coisas, que não saem na imprensa, que os azuis ganham de qualquer outra. Apesar dos pesares, o Flamengo tem hoje um alto nível de governança corporativa e isso vem sendo conquistado com muito trabalho deles.  
Gostei também de ver que ao mesmo tempo, o clube praticava uma espetacular ação de relacionamento com os ST, o machtday. Muito bacana mesmo. Pena que o time não esteja correspondendo né.


João Duarte trabalha com captação de patrocínios, está escrevendo seu TCC em marketing esportivo e planeja ser mestre em marketing pela PUC. E ainda mantêm o blog sobre Gestão Esportiva.

4 comentários:

Bcb disse...

Muito legal o relato, João.
Interessante saber desses eventos que não são voltados para a torcida mas que nos ajudam a entender o porque do Flamengo estar caminhando na direção certa depois de anos de trevas.

Giovana disse...

Excelente comentário cheio de criticas construtivas e de esperança de um flamenguista apaoxonado e consciente. Acredito que o Flamengo está sim no caminho certo agora. #joaoprapresidente

Anônimo disse...

O flamengo ainda precisa contratar um profissional de marketing , que saiba explorar a marca flamengo como um todo!!

João Duarte disse...

Fala André, valeu pela publicação do texto!

Como disse o amigo Bcb, o Flamengo está no caminho certo. Ainda tropeça muito por que o caminho é novo, pouco trilhado e logo, muito desconhecido. Mas temos pessoas preparadas e com vontade de fazer os sacrifícios necessários para fazer o Flamengo figurar entre os grandes times do mundo.

Abraços.