quarta-feira, 14 de maio de 2014

A saída justa, mas catastrófica do Jayme


A demissão do Jayme foi justa. Eliminado da Libertadores na primeira fase, campeão carioca, Jayme em momento algum armou um Flamengo confiável e nem dava sinais disso. Não dava mesmo para esperar o intervalo da Copa do Mundo.

Isso não apaga o excelente trabalho que fez no ano passado, quando pegou uma terra devastada pós-Mano e fez alterações decisivas, como o Amaral de volante, Paulinho caindo pela esquerda naquele inesquecível 4 x 0 contra o Botafogo, a opção pelo Samir e, principalmente, a confiança que passou ao time.

O problema é que não conseguiram evitar outra vez o famoso vazamento dos "corredores da Gávea". Ancelmo Gois soltou a bomba por volta das dez horas da manhã: "Ney Franco é o novo treinador do Flamengo". A notícia correu como um rastilho de pólvora e inacreditavelmente ninguém da diretoria Rubro Negra correu, onde quer que Jayme estivesse, para lhe contar a novidade.

O homem, justamente aborrecido, passou a fazer uma peregrinação pelas programas esportivos, rádios e jornais. Estava dado início ao momento mais complicado desta atual gestão. Tudo ampliado pela figura do próprio Jayme: gente boa, humilde, simples, com um histórico de serviços prestados ao clube. Se fosse um Luxemburgo dá vida estariam todos comemorando mais um fracasso.

O que era para ser mais uma demissão de treinador, virou um novela, e tendo personagens como Zico, Júnior. Todo mundo foi convocado a dar palpite e alguns estão perdendo a linha, como o Sr. Paulo Cézar Caju. Relevemos porque ele, no fundo, está defendo um amigo.

O erro não foi a demissão e muito menos mapear outro treinador. Geralmente demite-se o treinador e o auxiliar assume até a chegada do novo contratado. O problema é que neste caso o próprio Jayme era o auxiliar que entrou e permaneceu no lugar do Mano.

Falhou a comunicação, falhou Wallim Vasconcelos, que não tem mais condições nenhuma de continuar no cargo. Se não pela competência, pelo desgaste. Faltou o tato de perceber o incêndio que estava se formando. Pode recuar, pode ficar atrás das cortinas sem se expôr tanto. Não faço ideia de quem poderia assumir esse cargo amador e político, mas precisa de sangue novo na área.

Chega Ney Franco com sua comissão técnica, o que considero um equívoco, não pelo nome em si, mas por outra vez o Flamengo trocar a preparação física e todo corpo técnico cada vez que chega um novo treinador.

6 comentários:

Anônimo disse...

André parabens pelo comentario concordo com tudo a unica falha da diretoria foi deixar vazar pra imprensa, e quanto ao Jaime tava na hora de sair o time não tinha esquema te jogo. Depois do jogo da libertadores contra o Leon que o time parecia time de varzia todos querendo decidir tava uma bagunça e no primeiro tempo contra o palmeiras foi ridiculo o esquema que ele entrou no primeiro tempo

Anônimo disse...

Já tinha passado da hora de o jaime ter saído, um treinador que não consegue montar um esquema tático ,não teve atitude barrar o andré gordo ,um treinador medroso sempre entrando com três volante ,aí vem um ignorante chamar a diretoria de corja , o erro que cometeram foi deixar vazar pra impressa suja ,era para ter anunciado a saída do jaime já no domingo ,o pelaipe só fazia errar nas contratações , já não têm dinheiro e contatando errado , agora precisa de contratar um executivo que realmente de futebol ,estão especulando o felipe ximenes ,sem chance não têm capacidade para trabalhar no flamengo , eu indicaria o leonardo , agora demorou essa limpa , falta só o wallim que não entende de futebol , precisamos de alguém que entenda de futebol ,cogitaram cléber leite ,tá louco precisamos gentes honesto e competente, não um homem deixou parte 750 milhões em dívidas , agora e começar um trabalho com planejamento e competência e a pessoas certa no lugar certo!!

Anônimo disse...

O flamengo foi eleito o clube mais transparente do país , excelente trabalho dos azuis , cadê a imprensa suja para elogiar , só sabe criticar ,imprensa bandida!!

Anônimo disse...

Minha sugestão para as reuniões do Flamengo é fazer num bunker subterrâneo e protegido é a única forma de nada não vazar de imediato para imprensa que são um monte de ridículos e recalcados que ainda ficaram com raiva porque foram passados para trás por um jornalista que escreve sobre o Rio e não sobre esportes.
Quando é jogador e dirigente vivem falando que a instituição está acima das pessoas, mas neste episódio queriam que o Flamengo se paralisasse e sem comissão técnica interina para não ferir sentimentos e sucetibilidades.
Sugestão de contratações para diretoria do Flamengo:
Verificador de NoTícias, uma pessoa para ficar na reunião vendo se o assunto que está sendo discutido já foi vazado ou não.
A imprensa no fundo quer a volta da bagunça e da baderna no Flamengo.

Anônimo disse...

anonimo parabens sobre o comentario sobre a imprensa e tem que falar de um jornalsinho vagabundo que so sabe falar coisas ruin do flamengo que começa com L é de esporte essa bosta de jornal

DAVID disse...

Já vi reunião na gávea de conselheiro sair no meio pra ir no banheiro, pegar o celular e ligar pra jornal pra dar a noticia em primeira mão e ganhar o jabá. Perfeita suas colocações, o time do Flamengo esse ano é um bando mas sabendo como o Flamengo é tinham que ter mais cuidado. Lembrando que tem mais problema alem do Jayme. Tem jogador que nem jogando futebol profissional deveria estar,