sexta-feira, 20 de julho de 2012

O quê Zinho ainda espera de Joel Santana. Ou: depois de quarta-feira precisa de mais?

(Então quer dizer que Zinho negociava com Riquelme há duas semanas e mesmo assim deu aquele chilique na frente da imprensa?)

Não se fala em outra coisa a não ser a negativa de Riquelme ao Flamengo depois de ter assistido à partida patética de quarta-feira contra o Corinthians. E acho que mais ainda, depois do responsável tcnicamente pelo time não ter sido demitido imediatamente.

Como falaram por aí: antigamente o Flamengo contratava por dvd agora deve ser a primeira vez que um jogador que chega justamente para reforçar um time ruim, assiste ao dvd de uma partida e desiste de assinar contrato, mesmo com a diretoria dando todas as garantias pedidas.

O que mais está esperando Zinho para colocar um ponto final nessa história de Joel Santana à frente do Flamengo? Se com todo tempo do mundo nas férias forçadas e nas semanas livres o time não evoluiu, não será agora com três jogos por semana que o milagre vai acontecer.

É ficar atento ao mercado. Porque lá no Inter o Dorival Jr está prestes a cair, e para pensar já no ano que vem seria uma boa escolha. Ou então negociar com Sampaoli, afinal não existe janela com treinador, e se o Flamengo não gastou um centavo em reforços, que pague a multa de rescisão e o traga pra cá.

Fico pensando se com Sampaoli o time levaria aquele baile de quarta-feira. Duvido se ele não estudaria alucinadamente o adversário, a marcação pressão no meio de campo, que, ou forçava o erro Rubro Negro ou limitava a passes pro lado sem agredir. Cássio não fez nenhuma grande defesa. Duvido se ele não estudaria uma maneira de contragolpear a marcação e o ataque em bloco.

Ou então, Zinho, o que o Botinelli, o único armador do time, estava fazendo ali como o último homem antes do primeiro gol, isolado, atrás dos zagueiros? Virou um líbero?

Ou porque, Zinho, um treinador que joga com três volantes e quando coloca o Adryan o prega na ponta esquerda? E o melhor atacante do time, reclamando que a bola não chega lá na frente: "Temos jogadores de qualidade para essa ligação do meio ao ataque possa ser feita, mas não são utilizados corretamente", disse bem Vagner Love.

Poi é, a janela para transferências internacionais fecha hoje. Não deve vir mais ninguém. Então, é pensar já pro ano que vem e trocar o treinador.

13 comentários:

Marcio disse...

Todo ano Sampaoli monta um time inteiro e competitivo. A diretoria vende os principais jogadores, e ele monta time novo e de chegada. Ótimo treinador, estudioso, interessado, q não fica horas com a mão no queixo, parecendo grande filósofo, ou jogador de xadrez.

Ricardo Nagato disse...

Dorival já caiu. Joel não.

Anônimo disse...

Dorival Junior seria excelwnte!

MBomfim disse...

André, o que o faz pensar que o Sampaoli aceitaria o convite do Flamengo? Já demonstrou inúmeras vezes que prefere projeto e planejamento a dinheiro!!! Dessa forma, meu caro, acho impossível a vinda dele no atual estado do Dpto de Futebol. Dorival Junior não emplaca e não emplacou em nenhum time, exceção feita aquele Santos. Depois foi só decepção! Se no Inter com um elenco muito melhor apresenta campanha ridícula no ano, imagina no Flamengo. Fala sério, e não acho que será feito planejamento algum para o próximo ano...Isso envolveria MUITO dinheiro para contratação!!! Já estou conformado com cenário nebuloso nos próximos anos, espero que as divisões de base me desmintam nos anos que virão...

André Amaral disse...

Bomfim

Pra esse ano não espero mais nada, então teria como o cara já chegar e pensar pro ano que vem.

E dinheiro, sem gastar um centavo em contratação, tu acha que não tem?

Se não vem reforço, vamos investir no treinador.

Se vc espera anos melhores com as divisões de base, o nome é o Dorival, ou não?

Felipe disse...

Concordo com o MBomfim sobre o Dorival. No Inter ele tinha um elenco muito melhor e não conseguiu fazer um bom trabalho.

Na minha opinião, um bom nome seria o Marcelo Oliveira do Coritiba!

MBomfim disse...

André, Não acho que seria Dorival, não!!! Não tenho esse nome...talvez o Sampaoli para implementar uma filosofia no clube, tático e técnico, com 5 anos desde base até profissional, com paciência!!!
Para aqueles que apostam no Dorival, segue o link de quem vivenciou mais próximo:
http://www.sul21.com.br/blogs/notasfutebolisticas/2012/07/20/desconstruindo-junior-dorival/

MBomfim disse...

Na verdade, acho q estamos tão desesperados, tão desconsolados, que estamos buscando uma boia salvadora em qq um, qq treinador. A situação é complicadíssima, exigiria frieza e razão para definir um nome preciso, forte. Quem seria, não sei, talvez Sampaoli, como descrito em comentário anterior. Mas tenho certeza que TODOS os membros amadores do Depto Futebol deveriam SAIR, Oaquim, Levy e Coutinho, parecem os três patetas. Ainda é preciso tempo para avaliar o trabalho do Zinho!!! Na verdade o que precisamos é uma REFORMA DO ESTATUTO! Modernizar a estrutura e administração do clube, totalmente obsoleta e ingessada.

Anônimo disse...

Acho que devíamos apostar no Sampaoli, um cara que gosta de time ofensivo, criativo e com boa marcação.
Vamos entupir aquela ouvidoria com o nome de SAMPAOLI!

Robson disse...

Acho que deviamos buscar é uma DIRETORIA melhor... Os que estão no momento, só o Zinho se salva... o resto é ir embora td mundo... Que venha Dorival ou Sampaoli, ms que ele tenha tempo de montar o time já pro ano que vem, pois esse ano já era, que seja orientado a montar um time valorizando a base...

José disse...

Como todos os comentaristas do blog já afirmaram e afirmam há algum tempo, nesse caos administrativo, ninguém se encaixa! A pergunta prá agora: quem levará esse time até o final do campeonato sem jogá-lo na 2ª divisão? Opinião muito pessoal: Andrade poderia ser esse nome.

Anônimo disse...

Também gostaria da volta do Andrade.Pq com o Joel ta dificil ,quanto a Patricia e a turma de patetas nem comento.abraços

Marcio disse...

Infelizmente, não sei se o Zinho se salva. Essa de dizer q Diego Morales era a última opção, e tentar no último dia sem saber q estava negociado, foi de uma incompetência infinita.