sábado, 12 de março de 2011

Flamengo e a péssima parceria com a BWA

Saiu na coluna Panorama Esportivo desse sábado, em O Globo:


A questão não é jogar ou não no Engenhão, não é isso que vai definir a administração da bilheteria, o problema é o contrato que o Flamengo tem com a BWA, ou seja, qualquer jogo que tiver o mando de campo, essa empresa vai ter o direito de comercializar os ingressos, infelizmente.

Agora é fato que o Bangu, por ter o mando de campo, poderia muito bem ter colocado seu jogo no Engenhão, aí sim a Ingresso Mais faria o trabalho com um menor custo. No Moacyrzão, sete mil ingressos foram vendidos, sobrando apenas R$ 10 mil para o Flamengo, descontando as penhoras, e quase R$ 9 mil para o adversário.

O presidente do Botafogo tem razão na comparação. A BWA, na final da Taça Guanabara, levou R$ 114.893,00. Já na semifinal entre Flamengo x Botafogo, com os serviços da Ingresso Mais, o custo ficou em apenas R$ 38.238,00.

O Vasco já se livrou da BWA, e no clássico com o Flamengo no primeiro turno, a Outplan levou apenas R$ 25 mil, muito menos que os 10% que a BWA costuma levar em cima da venda dos ingressos.

O Fluminense tomou coragem e rompeu com a BWA, mesmo sendo ameaçado pela empresa de uma multa de R$ 5 milhões por quebra de contrato, que iria até 2012. O Flamengo tem compromisso até 2013, fora os empréstimos, os adiantamentos que foram feitos, um verdadeiro prejuízo, que é pouco comentando pelos poderes do Clube.

Fora o péssimo atendimento, as falsas promessas e os escândalos, como na final do Brasileiro em 2009 contra o Grêmio.

2 comentários:

Rodger disse...

André,

A reportagem está errada. BWA e "IngressoFácil" são a mesma empresa. A empresa que confecciona e distribui os ingressos do Botafogo se chama "Ingresso Mais"

PS. Eu ODEIO a IngressoFácil BWA. Mas existem interesses mais escusos que os mantém à frente de alguns clubes...

André Amaral disse...

Opa, valeu Rodger, tem razão. Obrigado!