segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Ronaldinho Gaúcho para carregar a torcida pro basquete

Nos confrontos nesse final de semana entre o Flamengo e o atual e o último campeão paulista, Limeira e São José, respectivamente, a Arena da Barra deve ter recebido uns 450 torcedores no total. Uma pena.

Sabemos que a Arena oferece todas as condições estruturais, climáticas para os jogadores terem um melhor desempenho, mas ainda sofre pela dificuldade e resistência que a torcida tem para comparecer ao ginásio.

Na sexta-feira o ingresso custou R$ 30 inteira, e pro jogo de ontem, a Arena derrubou por conta própria o preço para R$ 20 inteira. A diretoria do Flamengo ao que parece, não foi informada, porque divulgou que os ingressos teriam o mesmo valor de sexta.

Faltou comunicação, e falta habilidade para o Clube promover os jogos na Arena. Postei aqui a idéia do sócio-torcedor para o basquete, que incluiría no pacote um ingresso, uma camisa estilo que a Braziline fazia, mais uma camisa oficial do Fla com o nome do seu jogador preferido e uma passagem de ida e volta em um ônibus alugado do Fla em parceria com alguma empresa, podendo chamar de: "Caravana do Fla-basquete" para os sócios do basquete ou até saindo de vários pontos da cidade para o torcedor ter o conforto na "viagem" até a Barra.

O Rodrigo Alves do blog Rebote, propôs varias ações para carregar o público pros jogos e nelas incluiu o Ronaldinho Gaúcho, confira.

4 comentários:

rnagato disse...

André, como sempre, temos várias ideias ótimas e relativamente simples de se implementar (sócio-torcedor, ônibus para a Arena, essa nova de usar o RG).

Infelizmente, pra variar, vemos pouca (ou nenhuma) ação do nosso marketing.

Temos nomes no nosso esporte (no futebo, no basquete, na natação, na ginástica olímpica, no remo, no judô...) que poderiam ser utilizados em ações conjuntas. O que se vê? Nada.

Eu agora só acredito quando eles efetivamente começarem a agir.

Isso não invalida, claro, a troca de ideias e sugestões aqui.

SRN!!

Elton disse...

A única ação que vai dar certo é baixar o preço para R$10. O basquete brasileiro não vale R$20. Se vê mais NBA do que NBB no Brasil. Ótimos jogos do NBB não são transmitidos, quando ligas estaduais de volei feminino infantil estão sendo transmitidos.

Moro em BH, e em 2009, fui ao Minas x Flamengo, de graça!!! Ano passado, eles cobraram R$4,00 de flamenguistas, o resto é de graça (deve ser resultado da invasão do ano anterior). Isto porque o Minas é um time muito tradicional no basquete. Não tem cabimento, no Rio, cobrarem mais que R$10. R$30, então é um absurdo.

A mesma mentalidade para o carioca de futebol. É muito caro, por isso só vão 6 mil por jogo. Esses dirigentes têm o olho grande demais, e não respeitam a oferta/procura. Lamentável.

Gustavo Neves disse...

André, alguém mandou essas idéias pro nosso MKT?
Não é possível que teremos que esperar outro João Henrique Areias pra salvar nosso basquete!!
SRN!

Lussianno disse...

Elton tá certo em partes. Ingresso a 20R$ é caro. Tb acho que deveria ser 10, 5 meia entrada e sócios. E acho que a arena é uma coisa dificil de ser comprada pela torcida tb. Seria ideal jogos na gávea. Mas...